Artigo E-book IV CONIDIH / 2ª Edição 2019

E-books

ISBN: 978-65-86901-05-4

Visualizações: 428
“A CARNE MAIS BARATA DO MERCADO É A CARNE NEGRA”: CORPOS NEGROS E RELAÇÕES DE PODER NO BRASIL

Palavra-chaves: RACISMO, SEXISMO, CLASSES SOCIAIS, RELAÇÕES DE PODER, NEGAÇÃO DE DIREITOS E-book AT 02: Grupos Vulnerabilizados e as Violações Contra os Direitos Humanos: o Desafio do Diálogo Democrático Para a (Re)construção da Cidadania Publicado em 12 de junho de 2020

Resumo

AO LONGO DOS ANOS A POPULAÇÃO NEGRA TEM SOFRIDO PROCESSOS DE NEGAÇÃO DE DIREITOS MEDIANTE UMA HIERARQUIZAÇÃO RACIAL CONSTRUÍDA PROCESSUALMENTE E QUE ESTÁ ATRELADA A SUBALTERNIZAÇÃO DESTE POVO, O QUE GARANTE, EM ÚLTIMA INSTÂNCIA, A PERPETUAÇÃO DE PRIVILÉGIOS PARA AS ELITES CONSTITUÍDAS, SOBREMANEIRA, POR PESSOAS BRANCAS DAS CLASSES DOMINANTES. O OBJETO DESTE TEXTO É A POPULAÇÃO NEGRA NO BRASIL. ESTE ARTIGO TEM POR OBJETIVO CONTRIBUIR PARA A REFLEXÃO SOBRE ALGUNS ASPECTOS DA EXPERIÊNCIA SOCIAL DA POPULAÇÃO NEGRA NESTE PAÍS E APRESENTAR, SEM PRETENDER ESGOTAR, ALGUNS INDICADORES DAS DESIGUALDADES DE RAÇA/ETNIA, GÊNERO E CLASSE QUE SE MOSTRAM COMO DETERMINANTES DA PROCESSUALIDADE ORA DISCUTIDA. PARA TANTO, UTILIZAMOS A REVISÃO BIBLIOGRÁFICA E DOCUMENTAL COMO METODOLOGIA, PAUTADA NO MÉTODO CRÍTICO DE ANÁLISE NO BOJO DA TRADIÇÃO MARXISTA. AS PESQUISAS REALIZADAS DEMONSTRARAM O ESTABELECIMENTO DE RELAÇÕES SOCIORRACIAIS BASEADAS NA DESIGUALDADE, HAJA VISTA QUE O RACISMO É UM FATOR ESTRUTURAL E ESTRUTURANTE DAS RELAÇÕES ESTABELECIDAS NESTE PAÍS, E NÃO SÓ ISSO, UMA VEZ QUE ELE SE SOMA A OUTROS SISTEMAS DE OPRESSÃO ANCORADOS NAS DIFERENCIAÇÕES ENTRE HOMENS E MULHERES E TAMBÉM NA DIVISÃO ENTRE PESSOAS DE CLASSES SOCIAIS DISTINTAS. HÁ, PORTANTO, UMA HIERARQUIZAÇÃO DE PODERES, CORPOS, EXISTÊNCIAS, EM QUE PODEMOS OBSERVAR UMA BANALIZAÇÃO DA VIDA ATRELADA A UM PROCESSO DE DESUMANIZAÇÃO DAS RELAÇÕES SOCIAIS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.