Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

INTELIGÊNCIA COLETIVA – ESTUDO COLABORATIVO NO ENSINO DA ARTE EM GRUPO DE APOIO AO PACIENTE ONCOLÓGICO

Palavra-chaves: INTELIGÊNCIA COLETIVA, ESTUDO COLABORATIVO, ENSINO DE ARTES Pôster (PO) GT 12 - Educação de Pessoas Jovens, Adultas e Idosas Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

ESTA PESQUISA PROPÕE DISCUTIR COMO O ESTUDO COLABORATIVO CONTRIBUI NA INCLUSÃO DE PESSOAS ADULTAS, EM UM AMBIENTE DE APRENDIZAGEM, FAZENDO –AS PRODUZIR COM INTENCIONALIDADE. MESMO EM ESTADO DE VULNERABILIDADE E AFASTADAS DO AMBIENTE ESCOLAR, HÁ MUITO TEMPO, OU AINDA, QUEM NUNCA CONVIVEU EM UM AMBIENTE ESCOLAR, PODERÁ, MEDIANTE O ENSINO DA ARTE, EXPRESSAR O CONHECIMENTO ACUMULADO ATRAVÉS DOS ANOS, COMPARTILHAR AS VIVÊNCIAS E CONSTRUIR NOVOS SABERES. A BASE TEÓRICA ESTÁ FUNDADA EM PIERRE LÉVY (2015) QUE TRAZ A INTELIGÊNCIA, NÃO COMO UM CONHECIMENTO INDIVIDUAL, MAS UM RESULTADO DE PARTILHA E COOPERAÇÃO QUE, JUNTADO AOS DEMAIS EM UM GRUPO, PRODUZIRÁ OUTROS SABERES; VERA WIELEWICKI (2014) MOSTRA QUE A EDUCAÇÃO PLURALISTA PROPORCIONA ESTE ENCONTRO, EM QUE O RESPEITO ÀS DIFERENÇAS PRODUZ TAMBÉM APRENDIZADO RECÍPROCO E A BNCC (2018) PROPÕE NOVOS CAMINHOS PARA O ENSINO DA ARTE. MÉTODO É QUALITATIVO – EM QUE HÁ RESPEITO AOS DIREITOS E A DIALOGICIDADE. OS RESULTADOS APONTAM QUE O ENSINO DA ARTE, DE FORMA COOPERATIVA VALORIZA AS EXPERIÊNCIAS DE VIDA, POTENCIALIZA IDEIAS, DESENVOLVE NOVAS HABILIDADES E CONSTRÓI APRENDIZAGENS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.