Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

EFEITO DA MOBILZAÇÃO NEURAL NA AMPLITUDE ARTICULAR DO OMBRO EM PACIENTES ACOMETIDOS COM ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO

Palavra-chaves: ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO, AMPLITUDE ARTICULAR DO OMBRO, MOBILIZAÇÃO NEURAL Pôster (PO) Fisioterapia Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Introdução: O Acidente Vascular Encefálico (AVE) segundo a organização mundial de saúde (OMS) é definido como um sinal clínico de rápido desenvolvimento de perturbação focal na função cerebral com mais de 24 horas de duração. A mobilização neural é como um conjunto de técnicas que tem como objetivo impor ao sistema nervoso maior tensão, mediante determinadas posturas para que, em seguida, sejam aplicados movimentos lentos e rítmicos direcionados aos nervos periféricos e à medula espinhal. Objetivo: Analisar o efeito da mobilização neural na amplitude articular do ombro em pacientes acometidos com acidente vascular encefálico. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo descritivo com pesquisa de campo de natureza quantitativo e de caráter longitudinal composta por 05 participantes. Foi realizado uma avaliação pré e pós conduta, para aferir a amplitude articular do ombro com o auxílio de um goniômetro. Em seguida foi realizado 10 (dez) sessões de Mobilização neural dos nerovos mediano (ULTT¹), ulnar (ULTT²) e radial (ULTT³). Resultados e Discussões: A técnica mostrou que houve benefício e resultados satisfatórios na amplitude articular do ombro na maioria dos planos, principalmente nos movimentos de flexão e extensão da articulação glenoumeral, pois houve aumento da mobilidade, evidenciado no aumento em graus da amplitude de movimento do mesmo. Considerações Finais: De acordo com os achados, o uso da técnica de mobilização neural é importante na prática terapêutica, visto que deve-se ser realizado um estudo com maior amostra e número de sessões para reforçar a eficácia da técnica como sendo eficaz no aumento da amplitude articular do ombro.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.