Artigo Anais V CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A EXPERIMENTAÇÃO INVESTIGATIVA NO ENSINO DE CINÉTICA QUÍMICA: REFLEXÕES DE UM APLICAÇÃO REAL

Palavra-chaves: CINÉTICA QUÍMICA, ENSINO DE QUÍMICA, EXPERIMENTAÇÃO INVESTIGATIVA, FORMAÇÃO INICIAL Comunicação Oral (CO) GT 16. Ensino de Ciências
"2018-10-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 45761
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 84
    "inscrito_id" => 2431
    "titulo" => "A EXPERIMENTAÇÃO INVESTIGATIVA NO ENSINO DE CINÉTICA QUÍMICA: REFLEXÕES DE UM APLICAÇÃO REAL"
    "resumo" => "O ensino de química tem sido reduzido à simplificação dos conceitos científicos, o que causa dificuldades no que concerne à aprendizagem. Portanto, há a constante necessidade de que novos recursos e estratégias sejam incorporados ao processo de ensino e aprendizagem, sendo a experimentação investigativa uma possibilidade com bom potencial. Neste contexto, esta pesquisa tem, como objetivo, a elaboração e aplicação de uma sequência didática (SD) para o ensino de cinética química, na qual uma das etapas consiste na experimentação investigativa. Sendo então um recorte das vivências na disciplina de estágio supervisionado II, onde a sequência foi aplicada em uma escola de referência do Agreste de Pernambuco. Os resultados mostram, de modo geral, que os alunos, a partir das atividades experimentais, conseguiram estabelecer a relação entre concentração dos reagentes e velocidade de reação, bem como compreenderam a importância da cinética na análise dos diversos fenômenos químicos. Além disto, a experimentação investigativa possibilitou, também, que os estudantes revisitassem uma série de conteúdos que havia sido previamente estudada, permitindo uma aplicação real destes no contexto da atividade proposta. No que concerne à SD, é possível afirmar que a mesma deve ser cuidadosamente planejada pelo professor, de modo que proponha atividades relacionadas ao contexto da sala de aula e seja flexível, no sentido de adaptar-se às necessidades de aprendizagem dos alunos. Por fim, conclui-se que a SD proposta com a experimentação investigativa posiciona o aluno como um agente ativo no processo de aprendizagem, desenvolvendo habilidades e competências essenciais à sua formação científico-cidadã."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 16. Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "CINÉTICA QUÍMICA, ENSINO DE QUÍMICA, EXPERIMENTAÇÃO INVESTIGATIVA, FORMAÇÃO INICIAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD1_SA16_ID2431_10052018134146.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:29"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:51"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "DANIEL HERCULANO CRUZ NETO"
    "autor_nome_curto" => "DANIEL CRUZ"
    "autor_email" => "dannielcruznt@gmail.com"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 45761
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 84
    "inscrito_id" => 2431
    "titulo" => "A EXPERIMENTAÇÃO INVESTIGATIVA NO ENSINO DE CINÉTICA QUÍMICA: REFLEXÕES DE UM APLICAÇÃO REAL"
    "resumo" => "O ensino de química tem sido reduzido à simplificação dos conceitos científicos, o que causa dificuldades no que concerne à aprendizagem. Portanto, há a constante necessidade de que novos recursos e estratégias sejam incorporados ao processo de ensino e aprendizagem, sendo a experimentação investigativa uma possibilidade com bom potencial. Neste contexto, esta pesquisa tem, como objetivo, a elaboração e aplicação de uma sequência didática (SD) para o ensino de cinética química, na qual uma das etapas consiste na experimentação investigativa. Sendo então um recorte das vivências na disciplina de estágio supervisionado II, onde a sequência foi aplicada em uma escola de referência do Agreste de Pernambuco. Os resultados mostram, de modo geral, que os alunos, a partir das atividades experimentais, conseguiram estabelecer a relação entre concentração dos reagentes e velocidade de reação, bem como compreenderam a importância da cinética na análise dos diversos fenômenos químicos. Além disto, a experimentação investigativa possibilitou, também, que os estudantes revisitassem uma série de conteúdos que havia sido previamente estudada, permitindo uma aplicação real destes no contexto da atividade proposta. No que concerne à SD, é possível afirmar que a mesma deve ser cuidadosamente planejada pelo professor, de modo que proponha atividades relacionadas ao contexto da sala de aula e seja flexível, no sentido de adaptar-se às necessidades de aprendizagem dos alunos. Por fim, conclui-se que a SD proposta com a experimentação investigativa posiciona o aluno como um agente ativo no processo de aprendizagem, desenvolvendo habilidades e competências essenciais à sua formação científico-cidadã."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 16. Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "CINÉTICA QUÍMICA, ENSINO DE QUÍMICA, EXPERIMENTAÇÃO INVESTIGATIVA, FORMAÇÃO INICIAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD1_SA16_ID2431_10052018134146.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:29"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:51"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "DANIEL HERCULANO CRUZ NETO"
    "autor_nome_curto" => "DANIEL CRUZ"
    "autor_email" => "dannielcruznt@gmail.com"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de outubro de 2018

Resumo

O ensino de química tem sido reduzido à simplificação dos conceitos científicos, o que causa dificuldades no que concerne à aprendizagem. Portanto, há a constante necessidade de que novos recursos e estratégias sejam incorporados ao processo de ensino e aprendizagem, sendo a experimentação investigativa uma possibilidade com bom potencial. Neste contexto, esta pesquisa tem, como objetivo, a elaboração e aplicação de uma sequência didática (SD) para o ensino de cinética química, na qual uma das etapas consiste na experimentação investigativa. Sendo então um recorte das vivências na disciplina de estágio supervisionado II, onde a sequência foi aplicada em uma escola de referência do Agreste de Pernambuco. Os resultados mostram, de modo geral, que os alunos, a partir das atividades experimentais, conseguiram estabelecer a relação entre concentração dos reagentes e velocidade de reação, bem como compreenderam a importância da cinética na análise dos diversos fenômenos químicos. Além disto, a experimentação investigativa possibilitou, também, que os estudantes revisitassem uma série de conteúdos que havia sido previamente estudada, permitindo uma aplicação real destes no contexto da atividade proposta. No que concerne à SD, é possível afirmar que a mesma deve ser cuidadosamente planejada pelo professor, de modo que proponha atividades relacionadas ao contexto da sala de aula e seja flexível, no sentido de adaptar-se às necessidades de aprendizagem dos alunos. Por fim, conclui-se que a SD proposta com a experimentação investigativa posiciona o aluno como um agente ativo no processo de aprendizagem, desenvolvendo habilidades e competências essenciais à sua formação científico-cidadã.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.