Artigo Anais V FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

REPENSANDO O PROCESSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DA ZONA URBANA DO 1º AO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICIPIO DE ALAGOA GRANDE – PB

Palavra-chaves: FORMAÇÃO CONTINUADA, , PRÁXIS PEDAGÓGICA, ENSINO FUNDAMENTAL Comunicação Oral(CO) GT 13 - FORMAÇÃO DE PROFESSORES E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS Publicado em 26 de junho de 2013

Resumo

A Formação Continuada é uma realidade no panorama educacional brasileiro. Por isso, necessita ser repensada cotidianamente no sentido de melhor atender a legitima e digna formação humana. Nesse sentido este trabalho tem como objetivo analisar o processo de formação continuada dos professores do 1° ao 5° ano das escolas municipais da zona urbana do município de Alagoa Grande – Paraíba. A partir daí buscamos fundamentar o nosso estudo em teóricos como: Nóvoa (1992), Zabalza (2004), Candau (1999), Vasconcellos (2002), Veiga (2003), Libâneo (2004), Zeichner (1991), Schon (1993), dentre outros que discute sobre a temática em questão. Este estudo caracterizou-se como pesquisa de caráter qualitativo subsidiado pelo estudo de caso. O público alvo objeto de nosso estudo foi composto de 20 professores do ensino fundamental (1° ao 5° anos). Como instrumento utilizamos o questionário para obtermos informações pertinentes ao assunto abordado. Este instrumento nos permitiu obter informações sobre o perfil dos professores como também saber qual o conhecimento que os mesmos têm sobre a formação continuada do qual estão inseridos, bem como, as suas percepções referentes à formação continuada, que representa um conhecimento parcial, deixando de contemplar os reais significados desta temática para o pleno exercício da práxis pedagógica. Desse modo o processo de formação continuada desenvolvido em Alagoa Grande precisa sofrer algumas mudanças no intuito de trazer para os professores as reais contribuições que precisam para conduzir o processo de ensino e aprendizagem de forma que garanta um trabalho significativo na formação integral dos alunos, pois de acordo com o estudo os professores estão insatisfeitos com este processo, que, em vez de ser um processo contínuo acaba sendo formações estaques desprovidas de significados que não estão de acordo com as reais necessidades que os professores enfrentam em sala de aula.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.