Artigo Anais VI ENID & IV ENFOPROF / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

CONTRIBUIÇÕES DA ABORDAGEM INDUTIVA NO ENSINO DE LI: UMA EXPERIÊNCIA NO CONTEXTO DO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PÚBLICA

Palavra-chaves: ENSINO, LÍNGUA INGLESA, ABORDAGEM INDUTIVA, PIBID Pôster (PO) GT-08: Abordagens em língua inglesa: reflexões e práticas docentes no contexto de formação inicial e continuada Publicado em 22 de dezembro de 2017

Resumo

Na conjuntura do ensino tradicional, percebe-se que a prática do professor, na maioria das vezes, ainda se baseia no ensino de maneira dedutiva, ou seja, aquele em que apenas a gramática é apresentada e por meio dela são desenvolvidas as atividades que tornam o aluno um sujeito passivo durante as aulas. Em oposição a esta proposta de ensino existe a abordagem indutiva, que possibilita ao aluno construir sua própria compreensão do conteúdo ministrado e faz com que ele participe de maneira ativa na construção do conhecimento. Diante desta realidade, este trabalho tem como objetivo investigar a importância da abordagem indutiva no processo aprendizagem da LE e do desenvolvimento do professor em processo de formação inicial. Os dados de nossa pesquisa foram coletados na escola E.E.E.F.M. Everaldo Agra, com estudantes do ensino médio. Nossa análise terá como base o uso da abordagem indutiva da gramática de Língua Inglesa no processo de formação desse professor em formação inicial. Os envolvidos na pesquisa são bolsistas ativos do subprojeto de Letras-Inglês do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) da Universidade Estadual da Paraíba. Para o suporte a produção desta pesquisa, são usados como aporte teórico sobre a abordagem indutiva: Celce-Murcia (2001), Ke (2008), Moura (2014) e Costa (2014). Por conseguinte, podemos indicar que a abordagem indutiva desvelou um raciocínio maior, mais elaborado e consciente por parte dos alunos, além de ânimo para o professor em formação inicial que aspirava por aulas interativas e proveitosas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.