Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 203
SÍNDROME DA FIBROMIALGIA E SUA RELAÇÃO COM A EMOCIONALIDADE: ENFRENTAMENTO DO ADOECIMENTO MEDIANTE A REGULAÇÃO DAS EMOÇÕES PRIMÁRIAS.

Palavra-chaves: FIBROMIALGIA, EMOÇÃO, CONSTITUIÇÃO DO SER, SAÚDE, SAÚDE Comunicação Oral (CO) GT 18 - Educação Emocional Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Investigar a Síndrome da Fibromialgia (FM) e sua relação com a emocionalidade, analisando como se dá o enfrentamento do adoecimento mediante a regulação das emoções primarias consta como nossa perspectiva de pesquisa. Essa escolha se fundamenta numa questão que problematiza a realização de tal estudo. Em caso de adoecimento crônico, como pacientes portadores de doenças ditas incuráveis como a FM conseguem encontrar direcionamento no modo de vida que inclui uma insegurança constante de comprometimento da saúde? Como comportamentos de dimensão emocional podem influenciar na saúde ou na doença? Mediante a certeza de não curar uma doença, porque apostar no espiritual, que se projeta como algo que não vemos, mas que sentimos? O objetivo deste artigo é realizar levantamento bibliográfico do assunto, buscar compreender como a fibromialgia se relaciona com as dimensões que formam a construção do ser humano, favorecer aquisição de conhecimentos acerca das emoções básicas e propor meios para regular as emoções que estejam em condição de bloqueio mental, ou seja necessitando ser regulada. Utilizamos a pesquisa exploratória com a abordagem qualitativa como aporte de uma revisão bibliográfica. Mediante os esforços em aquisição dos conhecimentos percebemos uma vasta necessidade em aprofundar ainda mais os estudos de forma que percebemos a necessidade de levar a pesquisa a campo e buscar vivencias a partir de experiências apresentadas, para assim definir qual a melhor opção de enfrentamento do adoecimento a partir de tratamentos com terapias integrativas e complementares que mais se adequem a Educação emocional dos portadores de FM, uma vez que estes apresentam um vasto quadro de sintomas que caracterizam um desequilíbrio e desarmonia em questões de referência para harmonia do ser que em sua essência representa saúde e a partir daí a manutenção do bem-estar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.