Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

P.O.E E PI: UMA ALTERNATIVA PARA O ENSINO DE FÍSICA A PARTIR DE RECURSOS COMPUTACIONAIS

Palavra-chaves: P.O.E, PI, PHYSLET, ENSINO, ENSINO Pôster (PO) GT 17 – Ensino e suas interseções
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 38135
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 3806
    "inscrito_id" => 1382
    "titulo" => """
      P.O.E E PI: UMA ALTERNATIVA PARA O ENSINO DE FÍSICA A PARTIR\r\n
      DE RECURSOS COMPUTACIONAIS
      """
    "resumo" => "Todo aluno que inicia seus estudos em Física, tem como porta de entrada o estudo da Mecânica. Com isto, dependendo da forma como tema é abordado, o estudo desse ramo da Física pode se tornar algo prazeroso ou sofrível. Apesar da grande importância do estudo da Mecânica, muitos alunos demonstram resistência e dificuldade em compreender os conceitos científicos. As causas desta resistência estão relacionadas às aulas expositivas do ensino tradicional, onde se predomina a transmissão passiva e baixa interação aluno/aluno e aluno/professor. Portanto, para transpor as barreiras cognitivas, que o ensino tradicional não fornece, é preciso que o docente busque utilizar quaisquer metodologias educacionais, para que assim, possa haver o melhor processo de ensino-aprendizagem para o aluno. Nesta perspectiva, nas metodologias de grupo o conhecimento é construído com base no diálogo e parceria dos alunos, enfatizando o intercâmbio de ideias, discussão e trocas. Outro ponto importante para a abordagem das metodologias de ensino é a ludicidade. A nova forma de entender um conteúdo pode ser um atrativo no processo de ensino-aprendizagem. Desvendar o novo representa um desafio lúdico para o sujeito. Às vezes, o sujeito pode encontrar algo novo naquilo que lhe parecia velho e familiar. Neste contexto, o Peer Instruction (PI) é uma metodologia de aprendizagem adquirida através das relações entre um grupo de pessoas, em que o professor limita a exposição inicial de um conteúdo e então apresenta um Teste Conceitual a ser respondido individualmente. Por outro lado, o P.O.E (Predizer, Observar e Explicar) promove a aprendizagem de cada aluno através de conflitos cognitivos. Os autores propuseram uma dinâmica dividida em duas etapas, que foram aplicadas no curso de Licenciatura em Física da UFRRJ, com os calouros, como parte das atividades do Programa de Ensino Tutorial de Física (PET - Física) que fornece um suporte aos calouros por meio de aulas de reforço. A primeira etapa da atividade consistiu na aplicação do PI. Para aplicá-lo, os autores projetaram um formulário em Google forms, no qual os alunos puderam julgar individualmente os conceitos como: verdadeiro, falso ou indeterminado. A segunda etapa da dinâmica consistiu na prática do P.O.E com o intuito de sanar as dúvidas que não foram totalmente esclarecidas com o PI. Na primeira aula sugeriu-se uma questão problema relacionada ao MRUV, enquanto na segunda aula foi posta a questão problema de Movimento Circular. Os alunos fizeram previsões do que aconteceria nos dois problemas e em seguida foi aplicado dois physlets, um referente ao movimento uniformemente variado e outro ao Movimento Circular, ambos de própria autoria. Os alunos apresentaram dificuldades em interpretar o problema, além de relatar muitas dúvidas na construção das curvas, mas impressionaram-se com o physlet afirmando que o mesmo foi útil no processo de entendimento do problema e principalmente na compreensão das curvas características.Os estudantes apresentaram grande entusiasmo e satisfação. A partir do presente trabalho foi demonstrado que tais metodologias, em conjunto com recursos áudio visuais, são eficientes no processo de ensino e aprendizagem em Física, mediante os resultados apresentados."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 17 – Ensino e suas interseções"
    "palavra_chave" => "P.O.E, PI, PHYSLET, ENSINO, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD4_SA17_ID1382_16102017001046.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LARISSA NOLDING NICOLAU"
    "autor_nome_curto" => "LARISSA NOLDING"
    "autor_email" => "larissanolding@yahoo.com."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO (UFRRJ)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 38135
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 3806
    "inscrito_id" => 1382
    "titulo" => """
      P.O.E E PI: UMA ALTERNATIVA PARA O ENSINO DE FÍSICA A PARTIR\r\n
      DE RECURSOS COMPUTACIONAIS
      """
    "resumo" => "Todo aluno que inicia seus estudos em Física, tem como porta de entrada o estudo da Mecânica. Com isto, dependendo da forma como tema é abordado, o estudo desse ramo da Física pode se tornar algo prazeroso ou sofrível. Apesar da grande importância do estudo da Mecânica, muitos alunos demonstram resistência e dificuldade em compreender os conceitos científicos. As causas desta resistência estão relacionadas às aulas expositivas do ensino tradicional, onde se predomina a transmissão passiva e baixa interação aluno/aluno e aluno/professor. Portanto, para transpor as barreiras cognitivas, que o ensino tradicional não fornece, é preciso que o docente busque utilizar quaisquer metodologias educacionais, para que assim, possa haver o melhor processo de ensino-aprendizagem para o aluno. Nesta perspectiva, nas metodologias de grupo o conhecimento é construído com base no diálogo e parceria dos alunos, enfatizando o intercâmbio de ideias, discussão e trocas. Outro ponto importante para a abordagem das metodologias de ensino é a ludicidade. A nova forma de entender um conteúdo pode ser um atrativo no processo de ensino-aprendizagem. Desvendar o novo representa um desafio lúdico para o sujeito. Às vezes, o sujeito pode encontrar algo novo naquilo que lhe parecia velho e familiar. Neste contexto, o Peer Instruction (PI) é uma metodologia de aprendizagem adquirida através das relações entre um grupo de pessoas, em que o professor limita a exposição inicial de um conteúdo e então apresenta um Teste Conceitual a ser respondido individualmente. Por outro lado, o P.O.E (Predizer, Observar e Explicar) promove a aprendizagem de cada aluno através de conflitos cognitivos. Os autores propuseram uma dinâmica dividida em duas etapas, que foram aplicadas no curso de Licenciatura em Física da UFRRJ, com os calouros, como parte das atividades do Programa de Ensino Tutorial de Física (PET - Física) que fornece um suporte aos calouros por meio de aulas de reforço. A primeira etapa da atividade consistiu na aplicação do PI. Para aplicá-lo, os autores projetaram um formulário em Google forms, no qual os alunos puderam julgar individualmente os conceitos como: verdadeiro, falso ou indeterminado. A segunda etapa da dinâmica consistiu na prática do P.O.E com o intuito de sanar as dúvidas que não foram totalmente esclarecidas com o PI. Na primeira aula sugeriu-se uma questão problema relacionada ao MRUV, enquanto na segunda aula foi posta a questão problema de Movimento Circular. Os alunos fizeram previsões do que aconteceria nos dois problemas e em seguida foi aplicado dois physlets, um referente ao movimento uniformemente variado e outro ao Movimento Circular, ambos de própria autoria. Os alunos apresentaram dificuldades em interpretar o problema, além de relatar muitas dúvidas na construção das curvas, mas impressionaram-se com o physlet afirmando que o mesmo foi útil no processo de entendimento do problema e principalmente na compreensão das curvas características.Os estudantes apresentaram grande entusiasmo e satisfação. A partir do presente trabalho foi demonstrado que tais metodologias, em conjunto com recursos áudio visuais, são eficientes no processo de ensino e aprendizagem em Física, mediante os resultados apresentados."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 17 – Ensino e suas interseções"
    "palavra_chave" => "P.O.E, PI, PHYSLET, ENSINO, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD4_SA17_ID1382_16102017001046.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LARISSA NOLDING NICOLAU"
    "autor_nome_curto" => "LARISSA NOLDING"
    "autor_email" => "larissanolding@yahoo.com."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO (UFRRJ)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Todo aluno que inicia seus estudos em Física, tem como porta de entrada o estudo da Mecânica. Com isto, dependendo da forma como tema é abordado, o estudo desse ramo da Física pode se tornar algo prazeroso ou sofrível. Apesar da grande importância do estudo da Mecânica, muitos alunos demonstram resistência e dificuldade em compreender os conceitos científicos. As causas desta resistência estão relacionadas às aulas expositivas do ensino tradicional, onde se predomina a transmissão passiva e baixa interação aluno/aluno e aluno/professor. Portanto, para transpor as barreiras cognitivas, que o ensino tradicional não fornece, é preciso que o docente busque utilizar quaisquer metodologias educacionais, para que assim, possa haver o melhor processo de ensino-aprendizagem para o aluno. Nesta perspectiva, nas metodologias de grupo o conhecimento é construído com base no diálogo e parceria dos alunos, enfatizando o intercâmbio de ideias, discussão e trocas. Outro ponto importante para a abordagem das metodologias de ensino é a ludicidade. A nova forma de entender um conteúdo pode ser um atrativo no processo de ensino-aprendizagem. Desvendar o novo representa um desafio lúdico para o sujeito. Às vezes, o sujeito pode encontrar algo novo naquilo que lhe parecia velho e familiar. Neste contexto, o Peer Instruction (PI) é uma metodologia de aprendizagem adquirida através das relações entre um grupo de pessoas, em que o professor limita a exposição inicial de um conteúdo e então apresenta um Teste Conceitual a ser respondido individualmente. Por outro lado, o P.O.E (Predizer, Observar e Explicar) promove a aprendizagem de cada aluno através de conflitos cognitivos. Os autores propuseram uma dinâmica dividida em duas etapas, que foram aplicadas no curso de Licenciatura em Física da UFRRJ, com os calouros, como parte das atividades do Programa de Ensino Tutorial de Física (PET - Física) que fornece um suporte aos calouros por meio de aulas de reforço. A primeira etapa da atividade consistiu na aplicação do PI. Para aplicá-lo, os autores projetaram um formulário em Google forms, no qual os alunos puderam julgar individualmente os conceitos como: verdadeiro, falso ou indeterminado. A segunda etapa da dinâmica consistiu na prática do P.O.E com o intuito de sanar as dúvidas que não foram totalmente esclarecidas com o PI. Na primeira aula sugeriu-se uma questão problema relacionada ao MRUV, enquanto na segunda aula foi posta a questão problema de Movimento Circular. Os alunos fizeram previsões do que aconteceria nos dois problemas e em seguida foi aplicado dois physlets, um referente ao movimento uniformemente variado e outro ao Movimento Circular, ambos de própria autoria. Os alunos apresentaram dificuldades em interpretar o problema, além de relatar muitas dúvidas na construção das curvas, mas impressionaram-se com o physlet afirmando que o mesmo foi útil no processo de entendimento do problema e principalmente na compreensão das curvas características.Os estudantes apresentaram grande entusiasmo e satisfação. A partir do presente trabalho foi demonstrado que tais metodologias, em conjunto com recursos áudio visuais, são eficientes no processo de ensino e aprendizagem em Física, mediante os resultados apresentados.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.