Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O TRANSCURSO ACADÊMICO DE LICENCIANDOS EM MÚSICA: UMA EPÍTOME REFLEXIVA

Palavra-chaves: FORMAÇÃO DE PROFESSORES, LICENCIATURA EM MÚSICA, EDUCAÇÃO MUSICAL, EDUCAÇÃO SUPERIOR Comunicação Oral (CO) GT 01 - Formação de Professores
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37951
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1858
    "inscrito_id" => 7672
    "titulo" => "O TRANSCURSO ACADÊMICO DE LICENCIANDOS EM MÚSICA: UMA EPÍTOME REFLEXIVA"
    "resumo" => """
      O compêndio reflexivo, terá por ponto de partida a seguinte indagação: "O curso de Licenciatura em Música, atualmente, vem formando músicos para serem professores, ou apenas musicalizando adultos para darem aulas?" Este questionamento surgiu durante uma aula, em que o professor jogou uma determinada pergunta à turma, e muitos não souberam responder. A partir desse episódio, propomos discorrer no corpus desta abordagem, sobre a formação que um futuro licenciando em música terá ao final da graduação e, se tudo o que se aprende — durante o transcurso acadêmico — é realmente aplicável aos diversos contextos sociais e culturais fora do ambiente acadêmico.\r\n
      A questão abordada à cima possibilita construir reflexões, observadas e ainda vivenciadas em diversas situações no âmbito da academia, (com enfoque maior as disciplinas teórico-práticas da música). Discentes recém ingressantes no curso, se deparam com algumas lacunas, quando se trata de "teoria musical", reflexo — em muitos casos — pela dificuldade em ter acesso a um ensino musical de qualidade. \r\n
      No intuito de tentar refletir sobre a problemática levantada, buscaremos uma articulação dialógica apoiada no empirismo e na revisão da literatura acerca da temática abordada. Complementando o procedimento metodológico, a aplicação de um questionário semiestruturado aos alunos ingressantes (2017.1) e concluintes da licenciatura em música, e a análise comparativa sobre o Teste de Habilidades Específicas (THE) de três instituições distintas — localizadas no nordeste, sudeste e sul do Brasil — nos trazem à tona elementos consubstanciais que nos servem como fundamentação a este trabalho. \r\n
      Por fim, a ponderação em dois olhares sobre a indagação exposta — discente e professor respectivamente — permite a real aproximação com o arquétipo aqui estudado. Neste sentido, consideramos que, é da relação com a realidade, com o objeto e com o processo de pesquisa que se geram novas descobertas e se debilita a rigidez dos estereótipos, fornecendo os dados adicionais necessários para o confronto de “verdades”, ora solidificadas, ora prontas para serem destituídas.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 01 - Formação de Professores"
    "palavra_chave" => "FORMAÇÃO DE PROFESSORES, LICENCIATURA EM MÚSICA, EDUCAÇÃO MUSICAL, EDUCAÇÃO SUPERIOR"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA1_ID7672_11092017135137.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "TEREZINHA JÚLIA MENEZES MARCHI"
    "autor_nome_curto" => "TEREZINHA JÚLIA"
    "autor_email" => "terezinhajuh@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (UFRN)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37951
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1858
    "inscrito_id" => 7672
    "titulo" => "O TRANSCURSO ACADÊMICO DE LICENCIANDOS EM MÚSICA: UMA EPÍTOME REFLEXIVA"
    "resumo" => """
      O compêndio reflexivo, terá por ponto de partida a seguinte indagação: "O curso de Licenciatura em Música, atualmente, vem formando músicos para serem professores, ou apenas musicalizando adultos para darem aulas?" Este questionamento surgiu durante uma aula, em que o professor jogou uma determinada pergunta à turma, e muitos não souberam responder. A partir desse episódio, propomos discorrer no corpus desta abordagem, sobre a formação que um futuro licenciando em música terá ao final da graduação e, se tudo o que se aprende — durante o transcurso acadêmico — é realmente aplicável aos diversos contextos sociais e culturais fora do ambiente acadêmico.\r\n
      A questão abordada à cima possibilita construir reflexões, observadas e ainda vivenciadas em diversas situações no âmbito da academia, (com enfoque maior as disciplinas teórico-práticas da música). Discentes recém ingressantes no curso, se deparam com algumas lacunas, quando se trata de "teoria musical", reflexo — em muitos casos — pela dificuldade em ter acesso a um ensino musical de qualidade. \r\n
      No intuito de tentar refletir sobre a problemática levantada, buscaremos uma articulação dialógica apoiada no empirismo e na revisão da literatura acerca da temática abordada. Complementando o procedimento metodológico, a aplicação de um questionário semiestruturado aos alunos ingressantes (2017.1) e concluintes da licenciatura em música, e a análise comparativa sobre o Teste de Habilidades Específicas (THE) de três instituições distintas — localizadas no nordeste, sudeste e sul do Brasil — nos trazem à tona elementos consubstanciais que nos servem como fundamentação a este trabalho. \r\n
      Por fim, a ponderação em dois olhares sobre a indagação exposta — discente e professor respectivamente — permite a real aproximação com o arquétipo aqui estudado. Neste sentido, consideramos que, é da relação com a realidade, com o objeto e com o processo de pesquisa que se geram novas descobertas e se debilita a rigidez dos estereótipos, fornecendo os dados adicionais necessários para o confronto de “verdades”, ora solidificadas, ora prontas para serem destituídas.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 01 - Formação de Professores"
    "palavra_chave" => "FORMAÇÃO DE PROFESSORES, LICENCIATURA EM MÚSICA, EDUCAÇÃO MUSICAL, EDUCAÇÃO SUPERIOR"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA1_ID7672_11092017135137.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "TEREZINHA JÚLIA MENEZES MARCHI"
    "autor_nome_curto" => "TEREZINHA JÚLIA"
    "autor_email" => "terezinhajuh@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (UFRN)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

O compêndio reflexivo, terá por ponto de partida a seguinte indagação: "O curso de Licenciatura em Música, atualmente, vem formando músicos para serem professores, ou apenas musicalizando adultos para darem aulas?" Este questionamento surgiu durante uma aula, em que o professor jogou uma determinada pergunta à turma, e muitos não souberam responder. A partir desse episódio, propomos discorrer no corpus desta abordagem, sobre a formação que um futuro licenciando em música terá ao final da graduação e, se tudo o que se aprende — durante o transcurso acadêmico — é realmente aplicável aos diversos contextos sociais e culturais fora do ambiente acadêmico. A questão abordada à cima possibilita construir reflexões, observadas e ainda vivenciadas em diversas situações no âmbito da academia, (com enfoque maior as disciplinas teórico-práticas da música). Discentes recém ingressantes no curso, se deparam com algumas lacunas, quando se trata de "teoria musical", reflexo — em muitos casos — pela dificuldade em ter acesso a um ensino musical de qualidade. No intuito de tentar refletir sobre a problemática levantada, buscaremos uma articulação dialógica apoiada no empirismo e na revisão da literatura acerca da temática abordada. Complementando o procedimento metodológico, a aplicação de um questionário semiestruturado aos alunos ingressantes (2017.1) e concluintes da licenciatura em música, e a análise comparativa sobre o Teste de Habilidades Específicas (THE) de três instituições distintas — localizadas no nordeste, sudeste e sul do Brasil — nos trazem à tona elementos consubstanciais que nos servem como fundamentação a este trabalho. Por fim, a ponderação em dois olhares sobre a indagação exposta — discente e professor respectivamente — permite a real aproximação com o arquétipo aqui estudado. Neste sentido, consideramos que, é da relação com a realidade, com o objeto e com o processo de pesquisa que se geram novas descobertas e se debilita a rigidez dos estereótipos, fornecendo os dados adicionais necessários para o confronto de “verdades”, ora solidificadas, ora prontas para serem destituídas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.