Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O PSICODRAMA COMO FERRAMENTA PARA A PROMOÇÃO DE EMPATIA NA INFÂNCIA

Palavra-chaves: EMPATIA, PSICODRAMA, PSICOLOGIA, EDUCAÇÃO Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37907
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 580
    "inscrito_id" => 386
    "titulo" => "O PSICODRAMA COMO FERRAMENTA PARA A PROMOÇÃO DE EMPATIA NA INFÂNCIA"
    "resumo" => "A escola é um espaço que, além das habilidades acadêmicas formais, deve estimular outras habilidades essenciais para o desenvolvimento integral do ser humano, dentre estas a empatia. M. Hoffman (1989) define a empatia como a experiência em que o sujeito vivencia uma resposta afetiva que é mais adequada a outra pessoa do que a ela mesma. O psicodrama, criado por Jacob Levy Moreno (1889-1974), constitui-se como uma abordagem sócio-psicoterápica, que se situa na interface entre a arte e a ciência, podendo ser utilizado tanto no contexto clínico quanto no contexto sócio educacional. Diante disso, considerando que é escassa a literatura que relaciona psicodrama, infância e empatia, o presente trabalho tem como objetivo apresentar e discutir a eficácia das técnicas do psicodrama para o desenvolvimento empático infantil. Trata-se de uma pesquisa-intervenção realizada com crianças do 4o ano do ensino fundamental de uma escola pública da cidade de Campina Grande-PB, com idades entre oito e dez anos. Os dados coletados, registrados no Diário de Campo, foram analisados por meio da Análise de Conteúdo de L. Bardin (1979). Na realização das intervenções foram utilizadas as seguintes técnicas psicodramáticas: bonecos/máscaras (adaptada), inversão de papéis, role-taking, vídeo psicodrama, fantasia dirigida, teatro de reprise e cena da descarga direta (realizada com bonecos de pano). Os resultados expressos no grupo focal revelaram que o psicodrama se mostrou um excelente recurso facilitador do desenvolvimento empático na infância, tendo em vista seu caráter versátil, que possibilitou a realização de vivências significativas para as crianças. Por fim, espera-se que este trabalho possa servir como inspiração para a atuação de psicólogos e educadores que estejam dispostos a apostar na experimentação do lugar do outro para a promoção da afetividade."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "EMPATIA, PSICODRAMA, PSICOLOGIA, EDUCAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID386_28082017192515.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "VIVIANE ALVES DOS SANTOS BEZERRA"
    "autor_nome_curto" => "VIVIANE ALVES"
    "autor_email" => "virivialves@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37907
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 580
    "inscrito_id" => 386
    "titulo" => "O PSICODRAMA COMO FERRAMENTA PARA A PROMOÇÃO DE EMPATIA NA INFÂNCIA"
    "resumo" => "A escola é um espaço que, além das habilidades acadêmicas formais, deve estimular outras habilidades essenciais para o desenvolvimento integral do ser humano, dentre estas a empatia. M. Hoffman (1989) define a empatia como a experiência em que o sujeito vivencia uma resposta afetiva que é mais adequada a outra pessoa do que a ela mesma. O psicodrama, criado por Jacob Levy Moreno (1889-1974), constitui-se como uma abordagem sócio-psicoterápica, que se situa na interface entre a arte e a ciência, podendo ser utilizado tanto no contexto clínico quanto no contexto sócio educacional. Diante disso, considerando que é escassa a literatura que relaciona psicodrama, infância e empatia, o presente trabalho tem como objetivo apresentar e discutir a eficácia das técnicas do psicodrama para o desenvolvimento empático infantil. Trata-se de uma pesquisa-intervenção realizada com crianças do 4o ano do ensino fundamental de uma escola pública da cidade de Campina Grande-PB, com idades entre oito e dez anos. Os dados coletados, registrados no Diário de Campo, foram analisados por meio da Análise de Conteúdo de L. Bardin (1979). Na realização das intervenções foram utilizadas as seguintes técnicas psicodramáticas: bonecos/máscaras (adaptada), inversão de papéis, role-taking, vídeo psicodrama, fantasia dirigida, teatro de reprise e cena da descarga direta (realizada com bonecos de pano). Os resultados expressos no grupo focal revelaram que o psicodrama se mostrou um excelente recurso facilitador do desenvolvimento empático na infância, tendo em vista seu caráter versátil, que possibilitou a realização de vivências significativas para as crianças. Por fim, espera-se que este trabalho possa servir como inspiração para a atuação de psicólogos e educadores que estejam dispostos a apostar na experimentação do lugar do outro para a promoção da afetividade."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade"
    "palavra_chave" => "EMPATIA, PSICODRAMA, PSICOLOGIA, EDUCAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA11_ID386_28082017192515.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "VIVIANE ALVES DOS SANTOS BEZERRA"
    "autor_nome_curto" => "VIVIANE ALVES"
    "autor_email" => "virivialves@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

A escola é um espaço que, além das habilidades acadêmicas formais, deve estimular outras habilidades essenciais para o desenvolvimento integral do ser humano, dentre estas a empatia. M. Hoffman (1989) define a empatia como a experiência em que o sujeito vivencia uma resposta afetiva que é mais adequada a outra pessoa do que a ela mesma. O psicodrama, criado por Jacob Levy Moreno (1889-1974), constitui-se como uma abordagem sócio-psicoterápica, que se situa na interface entre a arte e a ciência, podendo ser utilizado tanto no contexto clínico quanto no contexto sócio educacional. Diante disso, considerando que é escassa a literatura que relaciona psicodrama, infância e empatia, o presente trabalho tem como objetivo apresentar e discutir a eficácia das técnicas do psicodrama para o desenvolvimento empático infantil. Trata-se de uma pesquisa-intervenção realizada com crianças do 4o ano do ensino fundamental de uma escola pública da cidade de Campina Grande-PB, com idades entre oito e dez anos. Os dados coletados, registrados no Diário de Campo, foram analisados por meio da Análise de Conteúdo de L. Bardin (1979). Na realização das intervenções foram utilizadas as seguintes técnicas psicodramáticas: bonecos/máscaras (adaptada), inversão de papéis, role-taking, vídeo psicodrama, fantasia dirigida, teatro de reprise e cena da descarga direta (realizada com bonecos de pano). Os resultados expressos no grupo focal revelaram que o psicodrama se mostrou um excelente recurso facilitador do desenvolvimento empático na infância, tendo em vista seu caráter versátil, que possibilitou a realização de vivências significativas para as crianças. Por fim, espera-se que este trabalho possa servir como inspiração para a atuação de psicólogos e educadores que estejam dispostos a apostar na experimentação do lugar do outro para a promoção da afetividade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.