Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

O ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL A PARTIR DO OLHAR DOS PROFESSORES

Palavra-chaves: ENSINO, MATEMÁTICA, EDUCAÇÃO ESPECIAL Comunicação Oral (CO) GT 10 - Educação Especial
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37689
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 663
    "inscrito_id" => 2018
    "titulo" => "O ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL A PARTIR DO OLHAR DOS PROFESSORES"
    "resumo" => "Muitas políticas públicas inclusivas têm sido planejadas para o âmbito escolar na tentativa de oferecer para a comunidade uma educação inclusiva. Desse modo, a presença de alunos com Necessidades Educacionais Especiais incluídos nas salas de aula é uma realidade das escolas públicas brasileiras, portanto, isso requer um novo olhar para as práticas pedagógicas, principalmente, relacionado ao ensino de matemática nessa modalidade de ensino. Desse modo, este artigo tem como objetivo investigar a realidade do ensino de matemática na Educação Especial a partir do olhar do professor nos espaços regulares de ensino e no Atendimento Educacional Especializado (AEE). A pesquisa assume uma abordagem qualitativa a partir de um estudo Survey. A investigação foi desenvolvida com quinze professores da rede municipal de ensino de São Francisco do Pará, Brasil. O critério de participação foi de que todos os colaboradores trabalhassem em espaços escolares, regular ou especializado, com estudantes da Educação Especial. Para a construção das informações foi utilizado um questionário eletrônico do Google Docs, uma ferramenta prática e que possibilita criar questionários com perguntas objetivas (perguntas fechadas) e subjetivos (perguntas abertas). Este instrumento investigativo era composto de questões referentes os materiais pedagógicos utilizados nas aulas de matemática, à formação dos docentes, aos conteúdos que tinham dificuldade de ensinar etc. As respostas evidenciaram que os professores não estão preparados para ensinar matemática para alunos da Educação Especial. Além disso, a pesquisa apontou também que não existe, nas escolas onde foi desenvolvida a pesquisa, o exercício da inclusão escolar e uma formação inicial e/ou continuada que contemple um ensino de matemática inclusivo."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 - Educação Especial"
    "palavra_chave" => "ENSINO, MATEMÁTICA, EDUCAÇÃO ESPECIAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA10_ID2018_01092017121802.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FABIO COLINS DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "FABIO COLINS"
    "autor_email" => "formador.ufpa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ (UFPA)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37689
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 663
    "inscrito_id" => 2018
    "titulo" => "O ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL A PARTIR DO OLHAR DOS PROFESSORES"
    "resumo" => "Muitas políticas públicas inclusivas têm sido planejadas para o âmbito escolar na tentativa de oferecer para a comunidade uma educação inclusiva. Desse modo, a presença de alunos com Necessidades Educacionais Especiais incluídos nas salas de aula é uma realidade das escolas públicas brasileiras, portanto, isso requer um novo olhar para as práticas pedagógicas, principalmente, relacionado ao ensino de matemática nessa modalidade de ensino. Desse modo, este artigo tem como objetivo investigar a realidade do ensino de matemática na Educação Especial a partir do olhar do professor nos espaços regulares de ensino e no Atendimento Educacional Especializado (AEE). A pesquisa assume uma abordagem qualitativa a partir de um estudo Survey. A investigação foi desenvolvida com quinze professores da rede municipal de ensino de São Francisco do Pará, Brasil. O critério de participação foi de que todos os colaboradores trabalhassem em espaços escolares, regular ou especializado, com estudantes da Educação Especial. Para a construção das informações foi utilizado um questionário eletrônico do Google Docs, uma ferramenta prática e que possibilita criar questionários com perguntas objetivas (perguntas fechadas) e subjetivos (perguntas abertas). Este instrumento investigativo era composto de questões referentes os materiais pedagógicos utilizados nas aulas de matemática, à formação dos docentes, aos conteúdos que tinham dificuldade de ensinar etc. As respostas evidenciaram que os professores não estão preparados para ensinar matemática para alunos da Educação Especial. Além disso, a pesquisa apontou também que não existe, nas escolas onde foi desenvolvida a pesquisa, o exercício da inclusão escolar e uma formação inicial e/ou continuada que contemple um ensino de matemática inclusivo."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 - Educação Especial"
    "palavra_chave" => "ENSINO, MATEMÁTICA, EDUCAÇÃO ESPECIAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA10_ID2018_01092017121802.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:09"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FABIO COLINS DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "FABIO COLINS"
    "autor_email" => "formador.ufpa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ (UFPA)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Muitas políticas públicas inclusivas têm sido planejadas para o âmbito escolar na tentativa de oferecer para a comunidade uma educação inclusiva. Desse modo, a presença de alunos com Necessidades Educacionais Especiais incluídos nas salas de aula é uma realidade das escolas públicas brasileiras, portanto, isso requer um novo olhar para as práticas pedagógicas, principalmente, relacionado ao ensino de matemática nessa modalidade de ensino. Desse modo, este artigo tem como objetivo investigar a realidade do ensino de matemática na Educação Especial a partir do olhar do professor nos espaços regulares de ensino e no Atendimento Educacional Especializado (AEE). A pesquisa assume uma abordagem qualitativa a partir de um estudo Survey. A investigação foi desenvolvida com quinze professores da rede municipal de ensino de São Francisco do Pará, Brasil. O critério de participação foi de que todos os colaboradores trabalhassem em espaços escolares, regular ou especializado, com estudantes da Educação Especial. Para a construção das informações foi utilizado um questionário eletrônico do Google Docs, uma ferramenta prática e que possibilita criar questionários com perguntas objetivas (perguntas fechadas) e subjetivos (perguntas abertas). Este instrumento investigativo era composto de questões referentes os materiais pedagógicos utilizados nas aulas de matemática, à formação dos docentes, aos conteúdos que tinham dificuldade de ensinar etc. As respostas evidenciaram que os professores não estão preparados para ensinar matemática para alunos da Educação Especial. Além disso, a pesquisa apontou também que não existe, nas escolas onde foi desenvolvida a pesquisa, o exercício da inclusão escolar e uma formação inicial e/ou continuada que contemple um ensino de matemática inclusivo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.