Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 285
O ENSINO DE GRAMÁTICA NAS AULAS DE LÍNGUA INGLESA DA ESCOLA PÚBLICA: REFLEXÕES TEÓRICAS E PRÁTICAS

Palavra-chaves: ENSINO, INGLÊS, GRAMÁTICA Comunicação Oral (CO) GT 15 – Ensino de línguas Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A gramática é um dos componentes da língua que mais tem espaço em sala de aula quando se trata do ensino de língua estrangeira, mais especificamente de inglês nas escolas públicas brasileiras. No entanto, ela não deve ser ensinada de forma descontextualizada, uma vez que “não se constitui sozinha, ou separadamente das atividades verbais realizadas por seus falantes” (ANTUNES, 2015, p.25). Dessa forma, considerando sua importância no processo de ensino-aprendizagem de línguas, o presente estudo justifica-se pela necessidade de se trabalhar a gramática de uma forma contextualizada, cujo foco principal é utilizar a língua como forma de comunicação, alinhando-se a concepção de língua defendida nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Estrangeira (BRASIL, 1998). Desse modo, a presente pesquisa pretende investigar o ensino de gramática de aulas de língua inglesa do ensino fundamental, por meio de observações de aulas, de uma escola pública no interior do Rio Grande do Norte. As observações foram registradas semanalmente em um diário de aulas, durante três meses, por uma aluna do curso de Letras/Inglês. Além disso, foi aplicado um questionário com o professor a respeito de como ele trabalha com a gramática em sala de aula. Os resultados indicam, portanto, que a forma como a gramática é trabalhada ainda está pautada em métodos tradicionais de ensino de línguas. Mesmo a gramática sendo, de toda forma, contextualizada (ANTUNES, 2015) pois há sempre uma função comunicativa e um contexto por trás de seu ensino, notamos, nas narrativas registradas nos diários e nas respostas ao questionário, o professor informou que o ensino de gramática baseia-se na abordagem comunicativa, com propósitos de comunicação previamente definidos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.