Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

MODELAGEM NO ENSINO DE ALOTROPIA

Palavra-chaves: MODELAGEM, ENSINO DE QUÍMICA, ALOTROPIA Comunicação Oral (CO) GT 16 – Ensino de Ciências
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1637
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37466
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1151
    "inscrito_id" => 3839
    "titulo" => "MODELAGEM NO ENSINO DE ALOTROPIA"
    "resumo" => "No ensino de química, o modo como alguns conteúdos e temas específicos como alotropia e estruturas moleculares são abordados em sala de aula, leva o estudante a imaginar a química como uma ciência abstrata e de obscura compreensão. Assim, uma alternativa que pode contribui para visualização e verificação do arranjo espacial de moléculas é a utilização de modelos. Nesta perspectiva, visando promover nos estudantes de Química uma melhor visualização do arranjo espacial das moléculas e a diferenciação entre as variedades alotrópicas, este trabalho tem o propósito de confeccionar modelos concretos com materiais alternativos que possa auxiliar a aprendizagem no ensino de um conteúdo específico – Geometria Molecular – Alotropia. Para a montagem dos modelos moleculares utilizou-se bolinhas de isopor e palitos de churrasco em que o comprimento das ligações fosse de 6cm. Pode se constatar que os modelos concretos, podem contribuir de forma mais expressiva na compreensão e abordagem de alguns conceitos químicos,  visto que sua manipulação e experiência tátil  promove a compreensão de que as moléculas têm forma e ocupam lugar no espaço, conceito esse fundamental da Química, além de possibilitar uma melhor visualização  de conteúdos que envolvam estruturas em três dimensões, permitindo a transição entre as representações microscópicas, simbólicas e macroscópicas com mais eficiência. Dessa forma, o profissional do ensino da química pode implementar esse instrumento didático para  construir seu conjunto podendo adaptá-lo da maneira que melhor lhe convier para melhorar o aprendizado dos alunos, pois este modelo apresenta as seguintes vantagens em relação aos comerciais: número suficiente de peças, representação de átomos particulares, versatilidade, flexibilidade, baixo custo e materiais acessíveis."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 16 – Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "MODELAGEM, ENSINO DE QUÍMICA, ALOTROPIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA16_ID3839_09092017123309.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARCIELIO ALVES DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "MARCIELIO"
    "autor_email" => "marcielioalves26@gmail.co"
    "autor_ies" => "INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA (IFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37466
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1151
    "inscrito_id" => 3839
    "titulo" => "MODELAGEM NO ENSINO DE ALOTROPIA"
    "resumo" => "No ensino de química, o modo como alguns conteúdos e temas específicos como alotropia e estruturas moleculares são abordados em sala de aula, leva o estudante a imaginar a química como uma ciência abstrata e de obscura compreensão. Assim, uma alternativa que pode contribui para visualização e verificação do arranjo espacial de moléculas é a utilização de modelos. Nesta perspectiva, visando promover nos estudantes de Química uma melhor visualização do arranjo espacial das moléculas e a diferenciação entre as variedades alotrópicas, este trabalho tem o propósito de confeccionar modelos concretos com materiais alternativos que possa auxiliar a aprendizagem no ensino de um conteúdo específico – Geometria Molecular – Alotropia. Para a montagem dos modelos moleculares utilizou-se bolinhas de isopor e palitos de churrasco em que o comprimento das ligações fosse de 6cm. Pode se constatar que os modelos concretos, podem contribuir de forma mais expressiva na compreensão e abordagem de alguns conceitos químicos,  visto que sua manipulação e experiência tátil  promove a compreensão de que as moléculas têm forma e ocupam lugar no espaço, conceito esse fundamental da Química, além de possibilitar uma melhor visualização  de conteúdos que envolvam estruturas em três dimensões, permitindo a transição entre as representações microscópicas, simbólicas e macroscópicas com mais eficiência. Dessa forma, o profissional do ensino da química pode implementar esse instrumento didático para  construir seu conjunto podendo adaptá-lo da maneira que melhor lhe convier para melhorar o aprendizado dos alunos, pois este modelo apresenta as seguintes vantagens em relação aos comerciais: número suficiente de peças, representação de átomos particulares, versatilidade, flexibilidade, baixo custo e materiais acessíveis."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 16 – Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "MODELAGEM, ENSINO DE QUÍMICA, ALOTROPIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA16_ID3839_09092017123309.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARCIELIO ALVES DOS SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "MARCIELIO"
    "autor_email" => "marcielioalves26@gmail.co"
    "autor_ies" => "INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA (IFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

No ensino de química, o modo como alguns conteúdos e temas específicos como alotropia e estruturas moleculares são abordados em sala de aula, leva o estudante a imaginar a química como uma ciência abstrata e de obscura compreensão. Assim, uma alternativa que pode contribui para visualização e verificação do arranjo espacial de moléculas é a utilização de modelos. Nesta perspectiva, visando promover nos estudantes de Química uma melhor visualização do arranjo espacial das moléculas e a diferenciação entre as variedades alotrópicas, este trabalho tem o propósito de confeccionar modelos concretos com materiais alternativos que possa auxiliar a aprendizagem no ensino de um conteúdo específico – Geometria Molecular – Alotropia. Para a montagem dos modelos moleculares utilizou-se bolinhas de isopor e palitos de churrasco em que o comprimento das ligações fosse de 6cm. Pode se constatar que os modelos concretos, podem contribuir de forma mais expressiva na compreensão e abordagem de alguns conceitos químicos, visto que sua manipulação e experiência tátil promove a compreensão de que as moléculas têm forma e ocupam lugar no espaço, conceito esse fundamental da Química, além de possibilitar uma melhor visualização de conteúdos que envolvam estruturas em três dimensões, permitindo a transição entre as representações microscópicas, simbólicas e macroscópicas com mais eficiência. Dessa forma, o profissional do ensino da química pode implementar esse instrumento didático para construir seu conjunto podendo adaptá-lo da maneira que melhor lhe convier para melhorar o aprendizado dos alunos, pois este modelo apresenta as seguintes vantagens em relação aos comerciais: número suficiente de peças, representação de átomos particulares, versatilidade, flexibilidade, baixo custo e materiais acessíveis.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.