Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ESTILOS DE APRENDIZAGEM E O ENSINO DE FÍSICA MODERNA NA ESCOLA ESTADUAL GOVERNADOR BARBOSA LIMA-RECIFE-PE: DIÁLOGO COM OS PROFESSORES A RESPEITO DO MÉTODO DE ENSINO

Palavra-chaves: ENSINO DE FÍSICA MODERNA, ESTILOS DE APRENDIZAGEM, DAVID KOLB, ENSINO MÉDIO, ENSINO MÉDIO Comunicação Oral (CO) GT 16 – Ensino de Ciências Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

No ensino de física é possível perceber que a própria física não se resume mais às abstrações e experimentos ímprobos feitos em laboratório. O aluno se depara cada vez mais com novos aparelhos eletrônicos, optoeletrônicos, dispositivos automáticos, sistema de controle e etc. Cada uma dessas novas tecnologias carrega em si elementos fundamentais para um conhecimento introdutório a respeito da física moderna. Tornando imprescindível sua abordagem em sala de aula. Apesar disso, existem escolas que não abordam tópicos sobre a física moderna ou se abordam o fazem de maneira equivocada e não pedagógica. É importante que o educador faça uma ponte entre a física moderna da sala de aula e a física moderna do cotidiano do aluno, mas, além disso, é importante que o professor entenda como se dá a aprendizagem no público de estudantes que será alvo das suas aulas/palestras, isto é, o educador tem que fazer uma análise sucinta da forma de aprender dos seus alunos. Pois, de fato, método de como as disciplinas são ministradas impacta na forma de como o aluno aprende e no que se refere ao processo de ensino-aprendizagem nota-se que os alunos têm formas distintas de aprender. O resultado da identificação dos estilos de aprendizagem pode ser utilizado para prever tipos de estratégias ou metodologias de ensino mais efetivos para o ensino de física moderna. Essa ciência necessita de todo e qualquer tipo de ferramenta que efetive o processo de ensino-aprendizagem. Além disso, a identificação do estilo de aprendizagem do aluno poderá ajudar na tomada de decisões quanto a vocação profissional. Portanto, o presente artigo tem por objetivo fazer um estudo sobre o impacto dos estilos de aprendizagem no ensino de física moderna assim como a importância da sua utilização no ensino básico. Para a concretização do objetivo foi utilizado como informantes 56 alunos matriculados no terceiro ano do ensino médio da escola Governador Barbosa Lima, situada na cidade do Recife- PE. No processo de identificação o presente artigo utiliza como embasamento o modelo de Aprendizagem Experiencial desenvolvida pelo psicólogo David Kolb que tem como ferramenta o Inventário de Estilos de Aprendizagem. A pesquisa foi mediada através do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.