Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS DIDÁTICOS PARA O PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM EM CIÊNCIAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE PARNAÍBA-PI

Palavra-chaves: RELAÇÕES ECOLÓGICAS, JOGADORES, APRENDIZAGEM Pôster (PO) GT 16 – Ensino de Ciências
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 35374
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1845
    "inscrito_id" => 3102
    "titulo" => "A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS DIDÁTICOS PARA O PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM EM CIÊNCIAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE PARNAÍBA-PI"
    "resumo" => "Buscar novos meios que propiciem uma maior interação em sala de aula e que alunos se interessem em estar aprendendo ainda é um desafio para muitos professores. É necessário inserir novos meios que estejam conciliando os assuntos trazidos pelo livro didático e que desperte o interesse deles em conhecê-los. Trabalhando nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo relatar a experiência ocorrida durante a aplicação de uma prática, com o intuito de romper os paradigmas, inserindo o jogo das relações ecológicas com alunos de uma Escola Municipal de Parnaíba-PI. A prática do jogo das relações ecológicas foi aplicada em turmas do 7os anos e teve início com uma breve explicação, abordando as regras com os alunos. Ao término da discussão acerca do conteúdo, a sala foi dividida em grupos contendo no máximo sete alunos. O jogo continha 50 cartas, de forma que o material era referente à apenas um grupo, cada bancada continha seu jogo organizado em um envelope e dois roteiros por mesa para que os alunos pudessem acompanhar as instruções de como ocorreria o jogo. No jogo cada carta representava um ser vivo diferente e o objetivo era formar sequências de três cartas que representassem as relações ecológicas entre os seres vivos em questão. Os jogadores deviam seguir algumas regras como: cada aluno poderia conter em mãos somente nove cartas, o restante ficariam disponível para serem “compradas” durante o jogo. Ganhava o jogo o aluno que formasse primeiro corretamente três pares – três relações ecológicas (Uma relação entre cada dois seres vivos) – e explicasse que relação ele estabeleceu. Na prática ainda ao final de cada rodada os professores levantaram para cada bancada questões a serem discutidas afim de fixar melhor o conteúdo. Todos os alunos ao entenderem como se joga buscaram interagir, confirmando assim a importância dos jogos didáticos para o processo de ensino aprendizagem. Além de se ajudarem, trabalhando em equipe, também ajudavam seus colegas para que chegassem mais rápido a próxima rodada, entusiasmados em estarem formando trincas com interações diferentes ou mesmo na tentativa de formarem outros tipos de relações. Ao decorrer das partidas o trabalho em equipe gerava discussões entre eles, onde diziam qual era a relação ecológica, defendendo seus pontos de vista com seus argumentos adquiridos e ao fim tirando suas dúvidas com os professores. Esse exercício contribuiu para a fixação dos conhecimentos, pois ao decorrer das jogadas era perceptível como os erros diminuíam, pois os alunos memorizavam e fixavam as interações. Através de práticas como esta observa-se a importância de se estar inserindo atividades lúdicas como complementação do ensino,e por meio da aplicação desse jogo ficou perceptível sua importância no processo de aprendizagem dos alunos, pois estimulou os alunos debaterem acerca de todas as relações ecológicas apresentadas em sala. Além disso, proporcionou uma aprendizagem prazerosa e divertida para os mesmos, enriquecendo e reavivando o espírito de equipe."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 16 – Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "RELAÇÕES ECOLÓGICAS, JOGADORES, APRENDIZAGEM"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD4_SA16_ID3102_11092017133046.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:01"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALINE FONTENELE DE BRITO"
    "autor_nome_curto" => "ALINE FONTENELE"
    "autor_email" => "enilafontenele@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ (UFPI)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 35374
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 1845
    "inscrito_id" => 3102
    "titulo" => "A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS DIDÁTICOS PARA O PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM EM CIÊNCIAS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE PARNAÍBA-PI"
    "resumo" => "Buscar novos meios que propiciem uma maior interação em sala de aula e que alunos se interessem em estar aprendendo ainda é um desafio para muitos professores. É necessário inserir novos meios que estejam conciliando os assuntos trazidos pelo livro didático e que desperte o interesse deles em conhecê-los. Trabalhando nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo relatar a experiência ocorrida durante a aplicação de uma prática, com o intuito de romper os paradigmas, inserindo o jogo das relações ecológicas com alunos de uma Escola Municipal de Parnaíba-PI. A prática do jogo das relações ecológicas foi aplicada em turmas do 7os anos e teve início com uma breve explicação, abordando as regras com os alunos. Ao término da discussão acerca do conteúdo, a sala foi dividida em grupos contendo no máximo sete alunos. O jogo continha 50 cartas, de forma que o material era referente à apenas um grupo, cada bancada continha seu jogo organizado em um envelope e dois roteiros por mesa para que os alunos pudessem acompanhar as instruções de como ocorreria o jogo. No jogo cada carta representava um ser vivo diferente e o objetivo era formar sequências de três cartas que representassem as relações ecológicas entre os seres vivos em questão. Os jogadores deviam seguir algumas regras como: cada aluno poderia conter em mãos somente nove cartas, o restante ficariam disponível para serem “compradas” durante o jogo. Ganhava o jogo o aluno que formasse primeiro corretamente três pares – três relações ecológicas (Uma relação entre cada dois seres vivos) – e explicasse que relação ele estabeleceu. Na prática ainda ao final de cada rodada os professores levantaram para cada bancada questões a serem discutidas afim de fixar melhor o conteúdo. Todos os alunos ao entenderem como se joga buscaram interagir, confirmando assim a importância dos jogos didáticos para o processo de ensino aprendizagem. Além de se ajudarem, trabalhando em equipe, também ajudavam seus colegas para que chegassem mais rápido a próxima rodada, entusiasmados em estarem formando trincas com interações diferentes ou mesmo na tentativa de formarem outros tipos de relações. Ao decorrer das partidas o trabalho em equipe gerava discussões entre eles, onde diziam qual era a relação ecológica, defendendo seus pontos de vista com seus argumentos adquiridos e ao fim tirando suas dúvidas com os professores. Esse exercício contribuiu para a fixação dos conhecimentos, pois ao decorrer das jogadas era perceptível como os erros diminuíam, pois os alunos memorizavam e fixavam as interações. Através de práticas como esta observa-se a importância de se estar inserindo atividades lúdicas como complementação do ensino,e por meio da aplicação desse jogo ficou perceptível sua importância no processo de aprendizagem dos alunos, pois estimulou os alunos debaterem acerca de todas as relações ecológicas apresentadas em sala. Além disso, proporcionou uma aprendizagem prazerosa e divertida para os mesmos, enriquecendo e reavivando o espírito de equipe."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 16 – Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "RELAÇÕES ECOLÓGICAS, JOGADORES, APRENDIZAGEM"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD4_SA16_ID3102_11092017133046.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:01"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALINE FONTENELE DE BRITO"
    "autor_nome_curto" => "ALINE FONTENELE"
    "autor_email" => "enilafontenele@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ (UFPI)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

Buscar novos meios que propiciem uma maior interação em sala de aula e que alunos se interessem em estar aprendendo ainda é um desafio para muitos professores. É necessário inserir novos meios que estejam conciliando os assuntos trazidos pelo livro didático e que desperte o interesse deles em conhecê-los. Trabalhando nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo relatar a experiência ocorrida durante a aplicação de uma prática, com o intuito de romper os paradigmas, inserindo o jogo das relações ecológicas com alunos de uma Escola Municipal de Parnaíba-PI. A prática do jogo das relações ecológicas foi aplicada em turmas do 7os anos e teve início com uma breve explicação, abordando as regras com os alunos. Ao término da discussão acerca do conteúdo, a sala foi dividida em grupos contendo no máximo sete alunos. O jogo continha 50 cartas, de forma que o material era referente à apenas um grupo, cada bancada continha seu jogo organizado em um envelope e dois roteiros por mesa para que os alunos pudessem acompanhar as instruções de como ocorreria o jogo. No jogo cada carta representava um ser vivo diferente e o objetivo era formar sequências de três cartas que representassem as relações ecológicas entre os seres vivos em questão. Os jogadores deviam seguir algumas regras como: cada aluno poderia conter em mãos somente nove cartas, o restante ficariam disponível para serem “compradas” durante o jogo. Ganhava o jogo o aluno que formasse primeiro corretamente três pares – três relações ecológicas (Uma relação entre cada dois seres vivos) – e explicasse que relação ele estabeleceu. Na prática ainda ao final de cada rodada os professores levantaram para cada bancada questões a serem discutidas afim de fixar melhor o conteúdo. Todos os alunos ao entenderem como se joga buscaram interagir, confirmando assim a importância dos jogos didáticos para o processo de ensino aprendizagem. Além de se ajudarem, trabalhando em equipe, também ajudavam seus colegas para que chegassem mais rápido a próxima rodada, entusiasmados em estarem formando trincas com interações diferentes ou mesmo na tentativa de formarem outros tipos de relações. Ao decorrer das partidas o trabalho em equipe gerava discussões entre eles, onde diziam qual era a relação ecológica, defendendo seus pontos de vista com seus argumentos adquiridos e ao fim tirando suas dúvidas com os professores. Esse exercício contribuiu para a fixação dos conhecimentos, pois ao decorrer das jogadas era perceptível como os erros diminuíam, pois os alunos memorizavam e fixavam as interações. Através de práticas como esta observa-se a importância de se estar inserindo atividades lúdicas como complementação do ensino,e por meio da aplicação desse jogo ficou perceptível sua importância no processo de aprendizagem dos alunos, pois estimulou os alunos debaterem acerca de todas as relações ecológicas apresentadas em sala. Além disso, proporcionou uma aprendizagem prazerosa e divertida para os mesmos, enriquecendo e reavivando o espírito de equipe.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.