Artigo Anais JORNADA RDL

ANAIS de Evento

ISSN: 2594-6854

Visualizações: 324
CONTRIBUIÇÃO DA OBRA “HOMENS TRAÍDOS” DA HISTORIADORA PARAIBANA ERONIDES CÂMARA DONATO PARA O DIREITO

Palavra-chaves: LEGISLAÇÃO CÍVEL E PENAL BRASILEIRA DO SÉCULO XX, ESCRITA FEMININA, FEMINISMOS, ESCRITORAS, ESCRITORAS Comunicação Oral (CO) GT02 - DIREITO, LITERATURA E FEMINISMO Publicado em 08 de junho de 2017

Resumo

Trata-se de uma pesquisa feita por Carla Estela dos Santos Rodrigues para o grupo de pesquisa orientado por Ezilda Melo, posteriormente utilizado para trabalho de conclusão de curso. Além de refletir sobre o destino tradicional da mulher imposto pela civilização, essa pesquisa buscou demonstrar como as leis civis e penais brasileiras do século XX ratificaram a ideologia machista e como isso é percebido na prática jurídica do processo de divórcio da historiadora Eronides Câmara de Araújo, relatado na obra “Homens Traídos”, que serviu de fonte histórica e jurídica para tratar dos institutos cíveis e penais. Trata-se de uma obra, escrita por uma mulher, dando conta de como foi seu processo de divórcio e como os julgadores fizeram usos da legislação para (des)enquadrá-la no(do) seu lugar de mulher.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.