Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

O ÉTHOS DISCURSIVO NO GÊNERO PROPAGANDA POLÍTICA DE KELPS LIMA À PREFEITURA DE NATAL

Palavra-chaves: GÊNEROS DO DISCURSO, ÉTHOS, ESTRATÉGIA ARGUMENTATIVA Comunicação Oral (CO) GT19-DISCURSO, HISTÓRIA E CULTURA: REFLEXÕES SOBRE O TEXTO MIDIÁTICO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

As diversas esferas de ações produzem diferentes “tipos de enunciados relativamente estáveis”, designados por Bakhtin (2003) como gêneros do discurso ou gêneros textuais. Na esfera publicitária, estratégias discursivas penetram na vida social com o intuito de convencer/persuadir os coenunciadores a aceitar como válido aquilo que se diz. A construção do éthos – no gênero propaganda política – está associada à “manipulação” do discurso gerada não só pela maneira de transmitir ideias, como também pela capacidade de capitanear imagens que serão associadas às ações e às práticas do enunciador no nível da enunciação; sendo, portanto, uma estratégia argumentativa primordial e indispensável para o sucesso das campanhas políticas. Nessa perspectiva, este trabalho tem como objetivo constatar a construção do éthos nas peças da campanha do então candidato Kelps Lima à Prefeitura de Natal, durante a eleição municipal ocorrida no ano de 2016. Ainda nesta esteira, buscou-se compreender as marcas da enunciação nos enunciados de sua campanha. A metodologia baseou-se nas perspectivas teóricas da Análise do Discurso de Maingueneau (2013) e Semiolinguística de Charaudeau (2015). O exame do corpus, constituído de peças publicitárias veiculadas nos diversos meios de comunicação de massa (rádio, internet, televisão), revelou a exploração de recursos diferentes que possibilitaram a construção dos ethé de credibilidade e identificação, assim como a aplicação de marcas ligadas ao ato de enunciação verificadas por meio da utilização de modalizadores, categorização de pessoa, dêiticos (ou embreantes) e o gerenciamento da polifonia com o intuito estratégico de criar efeitos de sentido e, consequentemente, influenciar o voto do eleitorado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.