Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

O ENSINO MÉDIO NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: CONCEPÇÃO DE TEXTO E ESCRITA NA DISCIPLINA LÍNGUA PORTUGUESA

Palavra-chaves: BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR, DOCUMENTO PARAMETRIZADOR, ENSINO MÉDIO, TEXTO, TEXTO Comunicação Oral (CO) GT01-FORMAÇÃO DOCENTE E CONTEMPORANEIDADE Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

A Base Nacional Comum Curricular (doravante BNCC) é um documento parametrizador produzido para a educação básica, é constituída por um conjunto de orientações que, futuramente, norteará a elaboração dos currículos das redes públicas e privadas de ensino de todo Brasil, por essa razão é importante conhecê-la, dado que, só assim é possível compreender as suas orientações e, desse modo, colocá-las em prática na sala de aula. Nesse sentido, considerando a relevância que o referido documento terá para a educação e, dessa forma, para o trabalho com o texto e a escrita na escola e, de modo específico, nas aulas de Língua Portuguesa, a presente pesquisa, caracterizada como documental, surgiu do seguinte questionamento: Que concepção de texto e escrita está presente na BNCC no tocante ao Ensino Médio? Partindo dessa questão, temos como objetivo geral investigar que concepção de texto e escrita está presente na disciplina de Língua Portuguesa no Ensino Médio. Em relação aos objetivos específicos, temos: 1) Descrever, resumidamente, a estrutura do componente curricular Língua Portuguesa do Ensino Médio e 2) Analisar o eixo escrita dentro do componente Língua Portuguesa, investigando que concepção de texto e escrita está presente nele. O nosso objeto de análise é a segunda versão da BNCC, para investigá-la utilizamo-nos das contribuições teóricas de autores como Koch e Elias (2009, 2016), Antunes (2003, 2010), Bentes e Rezende (2008), dentre outros. Os resultados mostram que a BNCC orienta que o trabalho com o texto e a escrita seja desenvolvido de modo interativo, considerando a funcionalidade sociocomunicativa dos textos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.