Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 278
ATIVIDADE ESCOLAR NO ENSINO MÉDIO: A FORMAÇÃO DOCENTE PENSADA À LUZ DA PRAGMÁTICA

Palavra-chaves: 1 FORMAÇÃO DOCENTE, 2 LIVRO DIDÁTICO, 3 LÍNGUA PORTUGUESA Comunicação Oral (CO) GT01-FORMAÇÃO DOCENTE E CONTEMPORANEIDADE Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Resumo: O livro didático (LD) é uma ferramenta das práticas educativas e do trabalho docente em sala de aula da educação básica. Por conter os conteúdos de cada etapa escolar e uma quantidade considerável de atividades, ele assume o papel de um sequenciamento didático nas aulas de Língua Portuguesa (LP). Desse contexto, consideramos a necessidade de o professor ser o mediador protagonista no desenvolvimento de ensino/aprendizagem linguística, cabendo-lhe organizar e elaborar atividades que dialoguem com a realidade social e cultural do alunado, priorizando o trabalho com os gêneros textuais mais relevantes para cada turma. Consideramos ainda que esta necessidade deve ser contemplada na formação inicial em Cursos de Licenciatura Plena em Letras, através de trabalhos sistemáticos de análise de LD e de elaboração de atividades de ensino. Com estas considerações, o nosso objetivo geral é analisar criticamente uma atividade de LD do Ensino Médio, tendo base crítica os aportes teórico-metodológicos da Pragmática. A escolha destes aportes ocorre porque a Pragmática busca entender fatos das significações linguísticas nas suas relações contextuais, na medida em que opera para explicar o que um sujeito quis dizer quando diz. Mediante a análise realizada, nosso objetivo específico é propor uma atividade que desperte reflexão crítica em torno de acontecimentos sociais da contemporaneidade. A atividade proposta contempla conteúdos de pronomes pessoais, com o uso e sentido do dêitico Nós em texto multimodal que problematiza as necessidades e os conflitos atuais de mulheres em centros urbanos. Com esta atividade, buscamos integrar as discussões acerca da Base Nacional Comum Curricular, ao propormos a relação entre competências comunicativas e conteúdos esperados para alunos desse nível de ensino em foco. Para tanto, seguimos Bezerra (2001), Oliveira (2010), Andrade (2014), Referenciais Curriculares para o Ensino Médio (2006) e Marcuschi (2008), ao discutirmos sobre ensino/aprendizagem de LP e educação contemporânea, assim como partirmos de Fiorin (2004) e Levinson (2007), para propormos metodologia de ensino centrada no uso da linguagem. Nossos resultados de pesquisa trazem reflexão crítica acerca de atividades de LD, bem como sugestões para a elaboração de métodos que despertem nos alunos o discernimento epilinguístico e a mobilização de competências comunicativas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.