Artigo Anais ABRALIC

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

Visualizações: 185
TRAÇOS DE INTERCULTURALIDADE NA FICÇÃO TELEVISIVA

Resumo

O artigo busca analisar as formas de materialidades em que foram engendrados traços de interculturalidade na minissérie televisiva Amazônia: De Galvez a Chico Mendes, da teledramaturga Glória Peres, exibida pela Rede Globo de Televisão, que mostrou através de imagens, temas como relações de fronteiras e identidades nos seus 55 capítulos, apresentados entre janeiro e abril de 2007. Entendendo que entre os diversos campos semânticos de linhas do pensamento moderno sobre as trocas culturais, a Interculturalidade se particulariza no prefixo ‘inter’, que se define não apenas como um elemento de transição culturais mas como situação de tensão nas relações culturais que determinam mudanças e diferenças em um tempo e espaço, será analisado como um meio de comunicação de massa trabalha com essa relação de identidade e cultura numa narrativa centrada entre os séculos XIX e XX e exibida no século XXI, tendo como principal ação dramática os conflitos entre as fronteiras do Brasil e Bolívia, envolvendo neste conteúdo narrativo as relações culturais entre imigrantes de diversos países, como também, a presença dos migrantes nordestinos, bolivianos e povos indígenas. Por ser a mídia hoje um agente da coletividade, tais temas que colocam a questão da cultura e identidade em realizações imagéticas, apresentando comportamentos específicos, despertam instigante reflexão.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.