Artigo Anais V ENID & III ENFOPROF / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 289
EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: TRANSIÇÕES METODOLÓGICAS AO LONGO DA HISTÓRIA

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO FÍSICA, PIBID, TRANSIÇÕES METODOLÓGICAS Pôster (PO) A Educação Física no cenário brasileiro: desafios e avanços na formação de professores Publicado em 21 de agosto de 2015

Resumo

Sabemos que a Educação Física em muitas escolas do nosso país, ainda não é tratada com a importância que deveria ter. Muito se deve ao fato de suas correntes apontarem para um lado totalmente diretivo, seja esportivizado ou militarizado desde suas origens. Situação que aos poucos vem sendo desconstruída pelo compromisso que muitos educadores têm aliado a propostas renovadoras que surgiram ao longo dos séculos. Sendo assim, o presente estudo teve como objetivo, analisar e discutir a Educação Física escolar e suas transições metodológicas ao longo da história. Para a compreensão da situação atual em que a mesma se encontra, e identificar até que ponto a Educação Física do século XIX ainda estar fortemente presente nas aulas mesmo com todas as modificações ocorridas. Partindo desse pressuposto, realizamos esta discussão no grupo de bolsistas do PIBID na escola E.E.E.M.F Félix Araújo, com a mediação e orientação do professor supervisor. Como material para análise, os bolsistas descreveram em uma planilha as memorias da educação física escolar (seu contexto histórico), as experiências enquanto alunos da educação básica e a realidade atual da escola na condição de graduandos, preenchendo então os tópicos da planilha: Objetivos, conteúdos, metodologia e avaliação na Educação Física, respectivos para cada período cronológico citado acima. Posteriormente, analisamos as planilhas preenchidas pelo grupo, desenvolvendo uma discussão comparativa entre as respostas que foram obtidas nas planilhas e um texto base referente a transmissão da Educação Física escolar no início do século passado. Mediante a proposta apresentada, ao compararmos as experiências coletadas obtivemos como resultados dados igualitários, onde mostravam que, nas aulas de Educação Física em sua época de aluno da educação básica o professor apenas resumia a aula em um específico desporto, sendo este o futebol/futsal, ou ainda mais grave, apenas era disponibilizado uma bola qualquer para uso livre do aluno, já no âmbito da graduação, notavelmente já observa-se que a Educação Física está direcionada para o desenvolvimento da criticidade do aluno, abordando conteúdos da cultura corporal e temas transversais para a educação. Decorrente ao que foi analisado e discutido, concluímos que a Educação Física vem se modificando, e que essa modificação requer esforço dos profissionais em atuação e os que estão na graduação, dando continuidade ao processo que vem se desenvolvendo ao longo da história. Observando minuciosamente a falta de interesse dos próprios profissionais da área, na busca do espaço dentro da escola, que não seja apenas a quadra, e envolver-se de fato no que diz respeito ao ensino propriamente dito, para aplicação devida e prevista da Educação Física escolar, onde esta avance para além de uma disciplina complementar e desacreditada, e constitua-se efetivamente como uma disciplina de relevância dentro do ambiente escolar, visando sua importância na contribuição da formação de cidadãos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.