Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

DESENVOLVENDO A HABILIDADE CRÍTICA DO ALUNO SOBRE OS 4RS (REPENSAR, REUSAR, REUTILIZAR, RECICLAR) ATRAVÉS DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Palavra-chaves: CRITICIDADE DO ALUNO, ESCOLA, SEQUÊNCIA DIDÁTICA Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DOCENTE: SABERES, SUJEITOS E PRÁTICAS Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Tem-se observado ao longo dos últimos anos a necessidade de se estabelecer uma Educação capaz de gerar não só seres autônomos que pensam e refletem sobre a realidade que os cercam, mas também que agem sobre esta. De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), a educação possui um papel fundamental para o desenvolvimento do discente como ser humano inserido na sociedade em que faz parte, isto é, cumprindo seu papel de cidadão. Dessa forma, o primeiro passo a ser seguindo é desenvolver no aluno a sua capacidade de pensar criticamente, em outras palavras, guiá-lo para o desenvolvimento de uma consciência critica, considerando o mundo que o cerca e interferindo positivamente sobre este. Diante desta realidade, objetiva-se com esse estudo apresentar como um trabalho com Sequência Didática (SD) em uma escola publica possibilitou o desenvolvimento das habilidades criticas dos alunos através do tema “Os 4 Rs: o problema ambiental do lixo” nas aulas de Língua Inglesa (LI). Ancoramo-nos em Libâneo (1998) e nos Parâmetros Curriculares Nacionais (1998) que apontam a relevância do papel da escola e do professor na construção da criticidade do aluno, além de Carmo (2009) que defende a interdisciplinaridade como instrumento para a efetivação das habilidades críticas dos alunos e como uma maneira de aprimoramento da prática docente para este fim. A pesquisa, caracterizada como estudo de caso, deu-se em uma escola pública de Campina Grande-PB em uma turma de Ensino Fundamental com aproximadamente 40 alunos através do Programa Institucional de Bolsa e Iniciação a Docência (PIBID/UEPB) mais precisamente no subprojeto Letras-Inglês por três bolsistas. Os resultados obtidos durante a pesquisa apontam que os alunos foram capazes de desenvolver a sua criticidade mediante as discussões realizadas e mais especificadamente através de uma oficina de brinquedos com materiais reutilizados. Os discentes, ao longo das aulas, através de seu engajamento no projeto assim como em seus discursos orais, mostraram-se interessados em discutir e participar ativamente trazendo suas próprias experiências para a sala de aula e opinando sobre o tema estudado e propondo soluções. O interesse dos alunos foi resultado da aproximação do tema discutido com as suas realidades, assim como a abordagem de ensino adotada pelas bolsistas, a qual possibilitou um ambiente propício para discussões e troca de saberes. Conclui-se, assim, que é possível desenvolver o pensamento crítico dos alunos através de um tema ligado a sua realidade e de forma significante para estes. O uso das discussões como ferramentas para levar os alunos a pensar e uso de atividades práticas, como a oficina de brinquedos reutilizados, ajudaram a não gerar uma utopia do assunto apresentado, levando os alunos a enxergarem praticidade no conteúdo discutido e consequentemente levando os a agirem sobre o mundo ao seu redor.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.