Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

A LITERATURA INFANTIL NA ESCOLA: DE QUE FORMA SE CONSTROI O PROCESSO DE FORMAÇÃO DO LEITOR.

Palavra-chaves: LITERATURA INFANTIL, FORMAÇÃO DO LEITOR, METODOLOGIA DO PROFESSOR Pôster (PO) O exercício da Pedagogia: possibilidades participativas na Educação Básica
"2014-11-22 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1638
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 10066
    "edicao_id" => 27
    "trabalho_id" => 472
    "inscrito_id" => 1461
    "titulo" => "A LITERATURA INFANTIL NA ESCOLA: DE QUE FORMA SE CONSTROI O PROCESSO DE FORMAÇÃO DO LEITOR."
    "resumo" => "A literatura, de uma forma ou de outra, está presente na vida do ser humano, desde quando as histórias eram contadas oralmente, evoluindo, após, para o registro dos relatos, inventividade ou criação das histórias atuais, cujas criações quando são narradas se assemelham aos fatos vivenciados em cada contexto histórico e social. Sem perder de vista que estudos provam que é o leitor que poderá ou não, atribuir significado á leitura, basta que o leitor identifique-se ou não, com a história contada, caso o professor tenha conhecimento disso. Nessa direção, um dos maiores desafios da escola tem sido o de formar leitores para a vida inteira, seja por falta de conhecimento do professor, seja em razão de existir, hoje, toda uma parafernália tecnológica na sociedade em que vivemos. A partir disso, este trabalho pretende analisar a(s) forma(s) pela(s) qual(is) a literatura infantil vem sendo trabalhada pelos professores na escola, para que se possa contribuir para a formação de leitores críticos e criativos. Pretendemos também investigar a(s) metodologia(s) utilizada(s) pelo(s) professor (es) para estimular a imaginação, a criatividade e a criticidade dos alunos e compreender se o professor é ou não, um professor leitor, já que, de nada adianta se o professor não “contagiar” seu aluno para que ele possa se tornar um “ávido” leitor. Compreendendo que este “ávido” leitor se inicia pela forma com que o professor apresenta, manipula e entra em contato com o texto literário na escola, envolvendo as crianças. Para isso, baseamo-nos nos estudo de Chartier (1994) e De Certeau (2008)."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "O exercício da Pedagogia: possibilidades participativas na Educação Básica"
    "palavra_chave" => "LITERATURA INFANTIL, FORMAÇÃO DO LEITOR, METODOLOGIA DO PROFESSOR"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_02_11_2014_23_31_47_idinscrito_1461_2356da1b3449f03afbb20f97872ff3c0.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:56"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:19:15"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAYRA DE ARAUJO RIBEIRO"
    "autor_nome_curto" => "MAYRA RIBEIRO"
    "autor_email" => "profmayraribeiro@gmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-enid---uepb"
    "edicao_nome" => "Anais IV ENID / UEPB"
    "edicao_evento" => "IV Encontro de Iniciação à Docência da UEPB / UEPB"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/enid/2014"
    "edicao_logo" => "5e4d80132b22c_19022020153603.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1855cb47e5f_22072020120547.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-11-22 00:00:00"
    "publicacao_id" => 13
    "publicacao_nome" => "Revista ENID UEPB"
    "publicacao_codigo" => "2318-7379"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 10066
    "edicao_id" => 27
    "trabalho_id" => 472
    "inscrito_id" => 1461
    "titulo" => "A LITERATURA INFANTIL NA ESCOLA: DE QUE FORMA SE CONSTROI O PROCESSO DE FORMAÇÃO DO LEITOR."
    "resumo" => "A literatura, de uma forma ou de outra, está presente na vida do ser humano, desde quando as histórias eram contadas oralmente, evoluindo, após, para o registro dos relatos, inventividade ou criação das histórias atuais, cujas criações quando são narradas se assemelham aos fatos vivenciados em cada contexto histórico e social. Sem perder de vista que estudos provam que é o leitor que poderá ou não, atribuir significado á leitura, basta que o leitor identifique-se ou não, com a história contada, caso o professor tenha conhecimento disso. Nessa direção, um dos maiores desafios da escola tem sido o de formar leitores para a vida inteira, seja por falta de conhecimento do professor, seja em razão de existir, hoje, toda uma parafernália tecnológica na sociedade em que vivemos. A partir disso, este trabalho pretende analisar a(s) forma(s) pela(s) qual(is) a literatura infantil vem sendo trabalhada pelos professores na escola, para que se possa contribuir para a formação de leitores críticos e criativos. Pretendemos também investigar a(s) metodologia(s) utilizada(s) pelo(s) professor (es) para estimular a imaginação, a criatividade e a criticidade dos alunos e compreender se o professor é ou não, um professor leitor, já que, de nada adianta se o professor não “contagiar” seu aluno para que ele possa se tornar um “ávido” leitor. Compreendendo que este “ávido” leitor se inicia pela forma com que o professor apresenta, manipula e entra em contato com o texto literário na escola, envolvendo as crianças. Para isso, baseamo-nos nos estudo de Chartier (1994) e De Certeau (2008)."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "O exercício da Pedagogia: possibilidades participativas na Educação Básica"
    "palavra_chave" => "LITERATURA INFANTIL, FORMAÇÃO DO LEITOR, METODOLOGIA DO PROFESSOR"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_4datahora_02_11_2014_23_31_47_idinscrito_1461_2356da1b3449f03afbb20f97872ff3c0.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:56"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:19:15"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAYRA DE ARAUJO RIBEIRO"
    "autor_nome_curto" => "MAYRA RIBEIRO"
    "autor_email" => "profmayraribeiro@gmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-enid---uepb"
    "edicao_nome" => "Anais IV ENID / UEPB"
    "edicao_evento" => "IV Encontro de Iniciação à Docência da UEPB / UEPB"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/enid/2014"
    "edicao_logo" => "5e4d80132b22c_19022020153603.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1855cb47e5f_22072020120547.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-11-22 00:00:00"
    "publicacao_id" => 13
    "publicacao_nome" => "Revista ENID UEPB"
    "publicacao_codigo" => "2318-7379"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

A literatura, de uma forma ou de outra, está presente na vida do ser humano, desde quando as histórias eram contadas oralmente, evoluindo, após, para o registro dos relatos, inventividade ou criação das histórias atuais, cujas criações quando são narradas se assemelham aos fatos vivenciados em cada contexto histórico e social. Sem perder de vista que estudos provam que é o leitor que poderá ou não, atribuir significado á leitura, basta que o leitor identifique-se ou não, com a história contada, caso o professor tenha conhecimento disso. Nessa direção, um dos maiores desafios da escola tem sido o de formar leitores para a vida inteira, seja por falta de conhecimento do professor, seja em razão de existir, hoje, toda uma parafernália tecnológica na sociedade em que vivemos. A partir disso, este trabalho pretende analisar a(s) forma(s) pela(s) qual(is) a literatura infantil vem sendo trabalhada pelos professores na escola, para que se possa contribuir para a formação de leitores críticos e criativos. Pretendemos também investigar a(s) metodologia(s) utilizada(s) pelo(s) professor (es) para estimular a imaginação, a criatividade e a criticidade dos alunos e compreender se o professor é ou não, um professor leitor, já que, de nada adianta se o professor não “contagiar” seu aluno para que ele possa se tornar um “ávido” leitor. Compreendendo que este “ávido” leitor se inicia pela forma com que o professor apresenta, manipula e entra em contato com o texto literário na escola, envolvendo as crianças. Para isso, baseamo-nos nos estudo de Chartier (1994) e De Certeau (2008).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.