Artigo Anais ABRALIC

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

Visualizações: 195
(RES)SIGNIFICAÇÕES DO EROTISMO EM BRECHT E HILST

Resumo

Este texto objetiva explicitar algumas imagens simbólicas do erotismo em Bertolt Brecht e Hilda Hilst, especificamente no que tange à poesia, uma vez que ambos apresentam versatilidade em outros gêneros literários. A tentativa de aproximar a Alemanha e o Brasil é dada pela linguagem (res)significada, isto é, tentamos estabelecer diálogos que versem sobre o erotismo, metaforizados em suas poéticas. Tais aproximações são compreendidas a partir dos pressupostos teóricos da poesia, por Eliot e Pound entre outros, e as considerações sobre o erotismo legadas por Bataille. Dois poemas delimitam nossa análise, “Aula de amor”, de Brecht e o primeiro poema de Júbilo, memória, noviciado da paixão, sem título, antecipado por “Dez chamamentos ao amigo”, de Hilst. Nessa perspectiva, apontamos elementos imagéticos que elucidam a compreensão do erotismo através de imagens (res)significadas pela linguagem na poética dos autores.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.