Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 223
APRENDENDO AS FUNÇÕES INORGÂNICAS DE MANEIRA LÚDICA: PERSPECTIVAS E DESAFIOS

Palavra-chaves: FUNÇÕES INORGÂNICAS, LÚDICO, PROPOSTA. Pôster (PO) Ensino de Química: investigações e vivências da realidade docente na Educação Básica Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Atualmente verifica-se, a existência de diversas inovações tecnológicas e pedagógicas desenvolvidas para aperfeiçoar e auxiliar no processo de ensino e aprendizagem, entretanto, o professor ainda procura alternativas de motivação dos estudantes. Se há regras, essa atividade lúdica pode ser considerada um jogo. Esta ferramenta pode contribuir para minimizar o ensino conteudista adotado em muitas escolas caracterizado pela memorização de conteúdos, fórmulas, conceitos, etc, restrita a baixos níveis cognitivos sem qualquer relação com o contexto do indivíduo. Nesse sentido, a utilização de jogos didáticos incentiva o pensamento interdisciplinar e a ascensão de problemas ou questões que podem contribuir imensamente para a construção do conhecimento de forma mais significativa. Assim, acredita-se que a inclusão de jogos no ensino básico é uma ferramenta que pode mudar os índices de insatisfação sentida pelos alunos na disciplina. Nesta perspectiva, sugeri-se uma proposta de ensino através da utilização de um jogo didático para discutir os conceitos de funções inorgânicas afim de contribuir no processo de construção do conhecimento auxiliando os estudantes na compreensão de tal conteúdo de forma lúdica e prazerosa. Para a elaboração do jogo didático foi pensando inicialmente em um conteúdo que no ensino médio os estudantes apresentam um elevado grau de dificuldade de aprendizagem. Com base neste primeiro critério, se construiu um jogo didático para o conteúdo de funções inorgânicas. O jogo lúdico apresentado, pode ser uma excelente ferramenta capaz de auxiliar na compreensão do conteúdo de Química Inorgânica se for utilizado levando-se em consideração as perspectivas descritas pelo documentos referenciais curriculares para o ensino de Química na atualidade. Nesse sentido, a presente proposta contribui para melhorar o ensino de Química nas escolas públicas a partir do momento em que se elabora um material didático com materiais de baixo custo e boa durabilidade podendo atuar como um material potencialmente significativo. A referente sugestão encontra-se pronta para ser aplicada com alunos do 1º ano do ensino médio, com o intuito de proporcionar uma maior interação entre aluno-aluno, aluno professor, favorecer o crescimento crítico e social do estudante, além de possibilitar a aprendizagem dos mesmos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.