Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 270
SABOREANDO AS CEREJAS, DE LYGIA FAGUNDES TELLES, PARA UM AGUÇAR DOS DESEJOS NA SALA DE AULA

Palavra-chaves: FORMAÇÃO DE LEITORES, PRÁTICA DE LEITURA, TEXTO LITERÁRIO Comunicação Oral (CO) Teoria e prática no ensino de língua portuguesa: unindo escola e sociedade Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Pensando em refletir acerca das práticas de leitura desenvolvidas em escolas da rede pública de ensino e verificar até que ponto tais práticas contribuem para a formação de leitores efetivos do texto literário, desenvolvemos, sob as orientações de dois professores vinculados ao curso de Letras do Centro de Ciências Humanas e Exatas (CCHE), campus VI da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), o projeto de extensão “Um encontro, um texto: uma proposta de letramento literário em escolas do cariri paraibano e do moxotó pernambucano”. Das ações que foram desenvolvidas ao longo de um ano em uma turma de ensino médio, o presente artigo detém-se apenas na apresentação do trabalho de leitura com o conto “As cerejas”, de Lygia Fagundes Telles, durante uma das ações da oficina “Do primeiro beijo à descoberta do amor”, vinculada ao referido projeto. Objetivamos também tecer algumas considerações acerca de como se deu a recepção desse conto pelos alunos com os quais trabalhamos. Na confecção das oficinas bem como nos procedimentos utilizados em sala de aula, valemo-nos das orientações teórico-metodológicas de Cosson (2006; 2013), Araújo (2013) e Bosi (2003) que procuram pensar a leitura literária como um componente imprescindível na formação humana do sujeito. A experiência no referido projeto se revelou significativa não só para nós como, sobretudo, para os alunos que dela participaram. Além disso, foi-nos possível comprovar que o espaço da sala de aula ainda pode se tornar locus prazeroso para a formação de leitores a partir de uma perspectiva segundo a qual saber e sabor estão amalgamados.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.