Artigo Anais VIII EPBEM

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-0042

OLIMPÍADAS INTERNAS DE MATEMÁTICA: AÇÕES DO PIBID NA ESCOLA

Palavra-chaves: OLIMPÍADAS INTERNA, RACIOCÍNIO LÓGICO, PIBID Relato de Experiência(RE) Etnomatemática e Ensino de Matemática (EEM). Publicado em 29 de novembro de 2014

Resumo

O presente artigo, classificado como relato de experiência, tem como objetivo dar continuidade ao projeto I OIMP (Olimpíadas Internas de Matemática do PREMEN) realizado em 2013, em uma escola pública de Campina Grande – PB. O projeto surgiu com o intuito de minimizar os problemas encontrados no processo de ensino-aprendizagem de matemática. Em abril de 2014, os alunos fizeram inscrições para aulões ministrados pelos alunos bolsistas do PIBID/UEPB e, consequentemente, participaram da prova da II OIMP de forma competitiva, com premiações para os primeiros colocados, como forma de estímulo. As atividades foram realizadas em cinco momentos: 1 - Foram desenvolvidas nas turmas do 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio atividades onde foram detectadas as dificuldades nos conteúdos das séries anteriores (6º, 7º, 8º e 9º ano), principalmente nos conteúdos de proporção, razão, porcentagem, frações, entre outros. 2 - Detectadas as dificuldades, foram abertas as inscrições para o aulão, com divulgação através de cartazes e convocação nas salas de aula, feitas pelos professores de matemática da escola. 3 - O aulão foi ministrado em um horário oposto ao das aulas, pelos alunos bolsistas do PIBID/UEPB, que se preocuparam em organizar uma lista de atividades com 20 questões de acordo com o nível do aluno, com o intuito de melhorar a aprendizagem nessa disciplina. 4 - Os alunos inscritos nos aulões tiveram a oportunidade de participar da prova da II OIMP, onde os alunos bolsistas elaboraram a prova com 20 questões interdisciplinar e de raciocínio lógico, seguindo os critérios e as normas da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas). Dividimos em 3 salas com aproximadamente 30 alunos cada. Essa foi aplicada das 14 às 16 horas totalizando 2 horas de prova. Procurou-se utilizar conteúdos do 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio, pois já que a prova seria voltada para alunos de 1º, 2º e 3º ano, nenhum fosse prejudicado pelo fato de não ter estudado o assunto em sala de aula. 5 - Foi realizada uma cerimônia de premiação, onde os dez primeiros colocados receberam certificados e notas referentes a um bimestre, além de medalhas de ouro, prata e bronze para 1º, 2º e 3º lugar, respectivamente. Os resultados indicaram que os alunos tinham dificuldades em álgebra (função, gráficos, tabelas: calcular, resolver, identificar), e no campo de grandezas e medidas, porém, houve uma aprendizagem motivadora, capaz de despertar nos alunos o interesse pela matemática através da resolução de questões curiosas e desafiadoras, além de desenvolver o raciocínio lógico, proporcionando a eles uma maior afinidade com a disciplina, amenizando as dificuldades encontradas e prepará-los para provas, como a da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) e do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.