Artigo E-book VIII ENALIC

E-books

ISBN: 978-65-86901-58-0

A QUESTÃO DE GÊNERO NAS DISCUSSÕES NO ESTÁGIO NO CURSO DE PEDAGOGIA

Palavra-chaves: PEDAGOGIA, GÊNERO, ESTÁGIO, FORMAÇÃO INICIAL, PRÁTICA PEDAGÓGICA Comunicação Oral (CO) ET 08: Formação inicial e continuada de professores
"2022-04-05 08:32:13"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 85151
    "edicao_id" => 205
    "trabalho_id" => 741
    "inscrito_id" => 2227
    "titulo" => "A QUESTÃO DE GÊNERO NAS DISCUSSÕES NO ESTÁGIO NO CURSO DE PEDAGOGIA"
    "resumo" => "ESTE TRABALHO APRESENTA OS RESULTADOS DE UMA INTERVENÇÃO SOBRE A QUESTÃO DE GÊNERO EM DISCIPLINA DO CURSO DE PEDAGOGIA, QUE TEM COMO ESPECIFICIDADE O ESTÁGIO CURRICULAR. O PROJETO AO QUAL A PROPOSTA SE FILIA É O CONSÓRCIO ACADÊMICO PARA A EXCELÊNCIA NO ENSINO DE GRADUAÇÃO – CAEG DA PRÓ- REITORIA DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. ESTE PROJETO É DE CUNHO INTERDISCIPLINAR, ARTICULANDO OS CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, MATEMÁTICA E PEDAGOGIA, BUSCANDO CONSOLIDAR UM OLHAR TRANSDISCIPLINAR PARA A TEMÁTICA PROPOSTA. JUSTIFICA-SE PELA DEMANDA SOCIAL DO ENFRENTAMENTO AO PRECONCEITO, DISCRIMINAÇÃO E EM DIVERSAS SITUAÇÕES, VIOLÊNCIA DAS MAIS DIFERENTES ORDENS, INCLUSIVE FÍSICA, EM FUNÇÃO DAS QUESTÕES DE GÊNERO. OS PROFESSORES PRECISAM TER CONDIÇÕES DE DESNATURALIZAR PRÁTICAS ARRAIGADAS CULTURALMENTE NA SOCIEDADE, BUSCANDO JUSTIÇA, DIREITO E EQUIDADE. O PROBLEMA DA PESQUISA É: COMO A DISCUSSÃO DE GÊNERO ESTÁ PRESENTE NOS PLANOS DE AULA PROPOSTOS POR LICENCIANDOS DO CURSO PEDAGOGIA? DIANTE DO EXPOSTO, O PRESENTE ARTIGO SE PROPÕE A DISCUTIR E  SISTEMATIZAR AS INFORMAÇÕES PRESENTES NOS PLANOS DE AULA ELABORADOS E APRESENTADOS PELOS LICENCIANDOS COMO CONCLUSÃO À SEQUÊNCIA DE OFICINAS REALIZADAS AO DECORRER DO CURSO. A METODOLOGIA UTILIZADA PARA A ELABORAÇÃO DO PROJETO CONSISTE EM UMA PESQUISA INTERVENÇÃO REALIZADA EM TRÊS ETAPAS, SENDO A PRIMEIRA O  DESENVOLVIMENTO DE OFICINAS, A SOLICITAÇÃO DA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE AULA FEITO PELOS LICENCIANDOS A PARTIR DAS OFICINAS, E A POSTERIOR ANÁLISE DOS PRODUTOS. CONSTITUIDORAS DA PRIMEIRA ETAPA, ESSAS OFICINAS FORAM REALIZADAS REMOTAMENTE AO LONGO DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2021, PENSADAS E PREPARADAS PELOS INTEGRANTES DO GRUPO DO PROJETO, QUE INTENCIONAVAM DEBATER A  PREPARAÇÃO DE SENSIBILIZAÇÕES ACERCA DA TEMÁTICA DE GÊNERO COM OS LICENCIANDOS DA PEDAGOGIA, EM UM AMBIENTE ACOLHEDOR E PROPÍCIO AO DEBATE. INICIALMENTE, FOI ELABORADO UM QUESTIONÁRIO COMPOSTO POR PERGUNTAS ABERTAS E FECHADAS, COM A INTENÇÃO DE VERIFICAR AS DEMANDAS DOS ESTUDANTES COM RELAÇÃO À TEMÁTICA DE GÊNERO, ESPECIFICAMENTE NO AMBIENTE ESCOLAR, BEM COMO SUAS PERCEPÇÕES E EXPERIÊNCIAS PRÉVIAS ACERCA DO TEMA. OS DADOS COLETADOS EVIDENCIARAM UMA INSEGURANÇA DOS LICENCIANDOS QUANTO À ABORDAGEM E AO DOMÍNIO DA TEMÁTICA DE GÊNERO. POR UM OUTRO LADO, ELES MANIFESTARAM INTERESSE PELO TEMA E EXPRESSARAM CONSIDERAR UMA TEMÁTICA RELEVANTE PARA SER DEBATIDA DURANTE A LICENCIATURA. ALÉM DISSO, AS RESPOSTAS OBTIDAS NO FORMULÁRIO EXPUSERAM QUE GRANDE PARTE DOS ALUNOS TIVERAM POUCO OU NENHUM CONTATO COM A DISCUSSÃO SOBRE GÊNERO DURANTE A EDUCAÇÃO BÁSICA. DIANTE DISSO, A PREPARAÇÃO DAS OFICINAS FOI NORTEADA PELA ANÁLISE DOS DADOS COLETADOS NOS QUESTIONÁRIOS E FUNDAMENTADA, PRINCIPALMENTE, PELOS TEXTOS DE TRÊS AUTORAS: JOAN SCOTT (1989), AUTORA DE “GÊNERO: UMA CATEGORIA ÚTIL DE ANÁLISE HISTÓRICA”, E RACHEL SOIHET E JOANA MARIA PEDRO, AUTORAS DE “A EMERGÊNCIA DA PESQUISA DA HISTÓRIA DAS MULHERES E DAS RELAÇÕES DE GÊNERO”. A PARTIR DESSE EMBASAMENTO TEÓRICO, FOI POSSÍVEL APRESENTAR AOS LICENCIANDOS DIVERSOS CONCEITOS LIGADOS AO TEMA E COMO O GÊNERO E SEXUALIDADE TRANSITAM AO LONGO DA HISTÓRIA, POSSIBILITANDO UM DEBATE FUNDAMENTADO E ESCLARECEDOR. APÓS A REALIZAÇÃO DAS OFICINAS, COMO PRODUTO DAS SENSIBILIZAÇÕES REALIZADAS AO LONGO DO CURSO, FOI SOLICITADO AOS ALUNOS QUE ELABORASSEM E APRESENTASSEM PLANOS DE AULA QUE ABORDASSEM A TEMÁTICA DE GÊNERO, DE MANEIRA DIRETA OU TRANSVERSAL. O INTUITO DA ATIVIDADE PROPOSTA FOI PROMOVER A REFLEXÃO DA APLICABILIDADE DENTRO DE SALA DE AULA DAS QUESTÕES SUSCITADAS NOS DEBATES ACERCA DA TEMÁTICA DE GÊNERO, UMA VEZ QUE ISSO CONSISTE EM UMA DAS FINALIDADES DO PROJETO. DESTA MANEIRA, OS LICENCIANDOS FORAM CAPAZES DE SIMULAR A ABORDAGEM DA TEMÁTICA DE GÊNERO SOB O PONTO DE VISTA DE DOCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA. A DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO DOS PLANOS DE AULA PERMITIU O COMPARTILHAMENTO DE DIFERENTES PROPOSTAS E A TROCA DE IDEIAS SOBRE COMO TRATAR O TEMA EM SALA DE AULA. DENTRE OS PLANOS DE AULA, APARECERAM VARIADAS FORMAS DE COMO SUSCITAR O TEMA DIRETA OU INDIRETAMENTE EM SALA DE AULA, DESTACANDO-SE A PRESENÇA DE ABORDAGENS A PARTIR DE LIVROS, TANTO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL, QUANTO PARA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. UMA PARTICULARIDADE NOTADA EM TODOS OS PLANOS ELABORADOS FOI A PREOCUPAÇÃO EM APROXIMAR O TEMA DA AULA COM A VIVÊNCIA E A REALIDADE DOS ALUNOS, EVIDENCIANDO COMO A TEMÁTICA DE GÊNERO FAZ PARTE DO COTIDIANO E NÃO PODE SER DISSOCIADA, INCLUSIVE, DO AMBIENTE ESCOLAR. A PARTIR DESTES ESTUDOS DE ANÁLISE, É POSSÍVEL PERCEBER A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DE GÊNERO NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES, UMA VEZ QUE O TÓPICO PERPASSA O COTIDIANO ESCOLAR E AINDA ASSIM É POUCO DEBATIDO NO MEIO. DIVERSAS SÃO AS SITUAÇÕES EM QUE DOCENTES SE DEPARAM COM QUESTÕES DE GÊNERO, FATO QUE FICOU EVIDENTE NAS DISCUSSÕES REALIZADAS DURANTE AS OFICINAS. CONTUDO, POUCAS SÃO AS VEZES EM QUE SE ENCONTRAM PREPARADOS OU SEGUROS PARA LIDAR COM ELAS, COMO DESTACADO NAS RESPOSTAS DOS FORMULÁRIOS E EM FALAS DOS ALUNOS AO LONGO DAS SENSIBILIZAÇÕES. SENDO ASSIM, PARTINDO DO PRESSUPOSTO INICIAL DE QUE OS PROFESSORES DEVEM TER CONDIÇÕES DE DESNATURALIZAR PRÁTICAS ARRAIGADAS NA SOCIEDADE, FICA EVIDENTE QUE A DISCUSSÃO SOBRE A QUESTÃO DE GÊNERO DURANTE A LICENCIATURA É UM INSTRUMENTO ESSENCIAL PARA A BUSCA DE JUSTIÇA, DIREITOS E EQUIDADE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "ET 08: Formação inicial e continuada de professores"
    "palavra_chave" => "PEDAGOGIA, GÊNERO, ESTÁGIO, FORMAÇÃO INICIAL, PRÁTICA PEDAGÓGICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EBOOK_EV163_MD1_SA108_ID222702032022165426.pdf"
    "created_at" => "2022-04-11 11:23:20"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ISABELLA ORTIZ MAFFEZOLI"
    "autor_nome_curto" => "ISA"
    "autor_email" => "isaortiz@usp.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "e-book-viii-enalic"
    "edicao_nome" => "E-book VIII ENALIC"
    "edicao_evento" => "VIII ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS / VII SEMINÁRIO DO PIBID / II SEMINÁRIO DO RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA"
    "edicao_ano" => 2022
    "edicao_pasta" => "ebooks/enalic/2021"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "62a767e04d470_13062022133752.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2022-04-05 08:32:13"
    "publicacao_id" => 97
    "publicacao_nome" => "E-book ENALIC"
    "publicacao_codigo" => "978-65-86901-58-0"
    "tipo_codigo_id" => 2
    "tipo_codigo_nome" => "ISBN"
    "tipo_publicacao_id" => 2
    "tipo_publicacao_nome" => "E-books"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 85151
    "edicao_id" => 205
    "trabalho_id" => 741
    "inscrito_id" => 2227
    "titulo" => "A QUESTÃO DE GÊNERO NAS DISCUSSÕES NO ESTÁGIO NO CURSO DE PEDAGOGIA"
    "resumo" => "ESTE TRABALHO APRESENTA OS RESULTADOS DE UMA INTERVENÇÃO SOBRE A QUESTÃO DE GÊNERO EM DISCIPLINA DO CURSO DE PEDAGOGIA, QUE TEM COMO ESPECIFICIDADE O ESTÁGIO CURRICULAR. O PROJETO AO QUAL A PROPOSTA SE FILIA É O CONSÓRCIO ACADÊMICO PARA A EXCELÊNCIA NO ENSINO DE GRADUAÇÃO – CAEG DA PRÓ- REITORIA DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. ESTE PROJETO É DE CUNHO INTERDISCIPLINAR, ARTICULANDO OS CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, MATEMÁTICA E PEDAGOGIA, BUSCANDO CONSOLIDAR UM OLHAR TRANSDISCIPLINAR PARA A TEMÁTICA PROPOSTA. JUSTIFICA-SE PELA DEMANDA SOCIAL DO ENFRENTAMENTO AO PRECONCEITO, DISCRIMINAÇÃO E EM DIVERSAS SITUAÇÕES, VIOLÊNCIA DAS MAIS DIFERENTES ORDENS, INCLUSIVE FÍSICA, EM FUNÇÃO DAS QUESTÕES DE GÊNERO. OS PROFESSORES PRECISAM TER CONDIÇÕES DE DESNATURALIZAR PRÁTICAS ARRAIGADAS CULTURALMENTE NA SOCIEDADE, BUSCANDO JUSTIÇA, DIREITO E EQUIDADE. O PROBLEMA DA PESQUISA É: COMO A DISCUSSÃO DE GÊNERO ESTÁ PRESENTE NOS PLANOS DE AULA PROPOSTOS POR LICENCIANDOS DO CURSO PEDAGOGIA? DIANTE DO EXPOSTO, O PRESENTE ARTIGO SE PROPÕE A DISCUTIR E  SISTEMATIZAR AS INFORMAÇÕES PRESENTES NOS PLANOS DE AULA ELABORADOS E APRESENTADOS PELOS LICENCIANDOS COMO CONCLUSÃO À SEQUÊNCIA DE OFICINAS REALIZADAS AO DECORRER DO CURSO. A METODOLOGIA UTILIZADA PARA A ELABORAÇÃO DO PROJETO CONSISTE EM UMA PESQUISA INTERVENÇÃO REALIZADA EM TRÊS ETAPAS, SENDO A PRIMEIRA O  DESENVOLVIMENTO DE OFICINAS, A SOLICITAÇÃO DA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE AULA FEITO PELOS LICENCIANDOS A PARTIR DAS OFICINAS, E A POSTERIOR ANÁLISE DOS PRODUTOS. CONSTITUIDORAS DA PRIMEIRA ETAPA, ESSAS OFICINAS FORAM REALIZADAS REMOTAMENTE AO LONGO DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2021, PENSADAS E PREPARADAS PELOS INTEGRANTES DO GRUPO DO PROJETO, QUE INTENCIONAVAM DEBATER A  PREPARAÇÃO DE SENSIBILIZAÇÕES ACERCA DA TEMÁTICA DE GÊNERO COM OS LICENCIANDOS DA PEDAGOGIA, EM UM AMBIENTE ACOLHEDOR E PROPÍCIO AO DEBATE. INICIALMENTE, FOI ELABORADO UM QUESTIONÁRIO COMPOSTO POR PERGUNTAS ABERTAS E FECHADAS, COM A INTENÇÃO DE VERIFICAR AS DEMANDAS DOS ESTUDANTES COM RELAÇÃO À TEMÁTICA DE GÊNERO, ESPECIFICAMENTE NO AMBIENTE ESCOLAR, BEM COMO SUAS PERCEPÇÕES E EXPERIÊNCIAS PRÉVIAS ACERCA DO TEMA. OS DADOS COLETADOS EVIDENCIARAM UMA INSEGURANÇA DOS LICENCIANDOS QUANTO À ABORDAGEM E AO DOMÍNIO DA TEMÁTICA DE GÊNERO. POR UM OUTRO LADO, ELES MANIFESTARAM INTERESSE PELO TEMA E EXPRESSARAM CONSIDERAR UMA TEMÁTICA RELEVANTE PARA SER DEBATIDA DURANTE A LICENCIATURA. ALÉM DISSO, AS RESPOSTAS OBTIDAS NO FORMULÁRIO EXPUSERAM QUE GRANDE PARTE DOS ALUNOS TIVERAM POUCO OU NENHUM CONTATO COM A DISCUSSÃO SOBRE GÊNERO DURANTE A EDUCAÇÃO BÁSICA. DIANTE DISSO, A PREPARAÇÃO DAS OFICINAS FOI NORTEADA PELA ANÁLISE DOS DADOS COLETADOS NOS QUESTIONÁRIOS E FUNDAMENTADA, PRINCIPALMENTE, PELOS TEXTOS DE TRÊS AUTORAS: JOAN SCOTT (1989), AUTORA DE “GÊNERO: UMA CATEGORIA ÚTIL DE ANÁLISE HISTÓRICA”, E RACHEL SOIHET E JOANA MARIA PEDRO, AUTORAS DE “A EMERGÊNCIA DA PESQUISA DA HISTÓRIA DAS MULHERES E DAS RELAÇÕES DE GÊNERO”. A PARTIR DESSE EMBASAMENTO TEÓRICO, FOI POSSÍVEL APRESENTAR AOS LICENCIANDOS DIVERSOS CONCEITOS LIGADOS AO TEMA E COMO O GÊNERO E SEXUALIDADE TRANSITAM AO LONGO DA HISTÓRIA, POSSIBILITANDO UM DEBATE FUNDAMENTADO E ESCLARECEDOR. APÓS A REALIZAÇÃO DAS OFICINAS, COMO PRODUTO DAS SENSIBILIZAÇÕES REALIZADAS AO LONGO DO CURSO, FOI SOLICITADO AOS ALUNOS QUE ELABORASSEM E APRESENTASSEM PLANOS DE AULA QUE ABORDASSEM A TEMÁTICA DE GÊNERO, DE MANEIRA DIRETA OU TRANSVERSAL. O INTUITO DA ATIVIDADE PROPOSTA FOI PROMOVER A REFLEXÃO DA APLICABILIDADE DENTRO DE SALA DE AULA DAS QUESTÕES SUSCITADAS NOS DEBATES ACERCA DA TEMÁTICA DE GÊNERO, UMA VEZ QUE ISSO CONSISTE EM UMA DAS FINALIDADES DO PROJETO. DESTA MANEIRA, OS LICENCIANDOS FORAM CAPAZES DE SIMULAR A ABORDAGEM DA TEMÁTICA DE GÊNERO SOB O PONTO DE VISTA DE DOCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA. A DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO DOS PLANOS DE AULA PERMITIU O COMPARTILHAMENTO DE DIFERENTES PROPOSTAS E A TROCA DE IDEIAS SOBRE COMO TRATAR O TEMA EM SALA DE AULA. DENTRE OS PLANOS DE AULA, APARECERAM VARIADAS FORMAS DE COMO SUSCITAR O TEMA DIRETA OU INDIRETAMENTE EM SALA DE AULA, DESTACANDO-SE A PRESENÇA DE ABORDAGENS A PARTIR DE LIVROS, TANTO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL, QUANTO PARA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. UMA PARTICULARIDADE NOTADA EM TODOS OS PLANOS ELABORADOS FOI A PREOCUPAÇÃO EM APROXIMAR O TEMA DA AULA COM A VIVÊNCIA E A REALIDADE DOS ALUNOS, EVIDENCIANDO COMO A TEMÁTICA DE GÊNERO FAZ PARTE DO COTIDIANO E NÃO PODE SER DISSOCIADA, INCLUSIVE, DO AMBIENTE ESCOLAR. A PARTIR DESTES ESTUDOS DE ANÁLISE, É POSSÍVEL PERCEBER A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DE GÊNERO NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES, UMA VEZ QUE O TÓPICO PERPASSA O COTIDIANO ESCOLAR E AINDA ASSIM É POUCO DEBATIDO NO MEIO. DIVERSAS SÃO AS SITUAÇÕES EM QUE DOCENTES SE DEPARAM COM QUESTÕES DE GÊNERO, FATO QUE FICOU EVIDENTE NAS DISCUSSÕES REALIZADAS DURANTE AS OFICINAS. CONTUDO, POUCAS SÃO AS VEZES EM QUE SE ENCONTRAM PREPARADOS OU SEGUROS PARA LIDAR COM ELAS, COMO DESTACADO NAS RESPOSTAS DOS FORMULÁRIOS E EM FALAS DOS ALUNOS AO LONGO DAS SENSIBILIZAÇÕES. SENDO ASSIM, PARTINDO DO PRESSUPOSTO INICIAL DE QUE OS PROFESSORES DEVEM TER CONDIÇÕES DE DESNATURALIZAR PRÁTICAS ARRAIGADAS NA SOCIEDADE, FICA EVIDENTE QUE A DISCUSSÃO SOBRE A QUESTÃO DE GÊNERO DURANTE A LICENCIATURA É UM INSTRUMENTO ESSENCIAL PARA A BUSCA DE JUSTIÇA, DIREITOS E EQUIDADE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "ET 08: Formação inicial e continuada de professores"
    "palavra_chave" => "PEDAGOGIA, GÊNERO, ESTÁGIO, FORMAÇÃO INICIAL, PRÁTICA PEDAGÓGICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EBOOK_EV163_MD1_SA108_ID222702032022165426.pdf"
    "created_at" => "2022-04-11 11:23:20"
    "updated_at" => null
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ISABELLA ORTIZ MAFFEZOLI"
    "autor_nome_curto" => "ISA"
    "autor_email" => "isaortiz@usp.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "e-book-viii-enalic"
    "edicao_nome" => "E-book VIII ENALIC"
    "edicao_evento" => "VIII ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS / VII SEMINÁRIO DO PIBID / II SEMINÁRIO DO RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA"
    "edicao_ano" => 2022
    "edicao_pasta" => "ebooks/enalic/2021"
    "edicao_logo" => null
    "edicao_capa" => "62a767e04d470_13062022133752.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2022-04-05 08:32:13"
    "publicacao_id" => 97
    "publicacao_nome" => "E-book ENALIC"
    "publicacao_codigo" => "978-65-86901-58-0"
    "tipo_codigo_id" => 2
    "tipo_codigo_nome" => "ISBN"
    "tipo_publicacao_id" => 2
    "tipo_publicacao_nome" => "E-books"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: array:1 [
    "fkEdicao" => App\Base\Administrativo\Model\Edicao {#1644
      +table: "edicao"
      +timestamps: false
      -periocidade: array:10 [
        0 => "Diária"
        1 => "Semanal"
        2 => "Quinzenal"
        3 => "Mensal"
        4 => "Bimestral"
        5 => "Trimestral"
        6 => "Semestral"
        7 => "Anual"
        8 => "Bienal"
        9 => "Trienal"
      ]
      -idioma: array:3 [
        0 => "Português"
        1 => "Inglês"
        2 => "Espanhol"
      ]
      +fillable: array:23 [
        0 => "publicacao_id"
        1 => "volume"
        2 => "numero"
        3 => "url"
        4 => "nome"
        5 => "nome_evento"
        6 => "descricao"
        7 => "pasta"
        8 => "logo"
        9 => "capa"
        10 => "timbrado"
        11 => "periodicidade"
        12 => "idiomas"
        13 => "pais"
        14 => "inicio_evento"
        15 => "final_evento"
        16 => "ano_publicacao"
        17 => "data_publicacao"
        18 => "autor_corporativo"
        19 => "visualizar_artigo"
        20 => "created_at"
        21 => "updated_at"
        22 => "ativo"
      ]
      #casts: array:24 [
        "id" => "integer"
        "publicacao_id" => "integer"
        "volume" => "integer"
        "numero" => "integer"
        "url" => "string"
        "nome" => "string"
        "nome_evento" => "string"
        "descricao" => "string"
        "pasta" => "string"
        "logo" => "string"
        "capa" => "string"
        "timbrado" => "string"
        "periodicidade" => "string"
        "idiomas" => "string"
        "pais" => "string"
        "inicio_evento" => "date"
        "final_evento" => "date"
        "ano_publicacao" => "integer"
        "data_publicacao" => "date"
        "autor_corporativo" => "string"
        "visualizar_artigo" => "boolean"
        "created_at" => "datetime"
        "updated_at" => "datetime"
        "ativo" => "boolean"
      ]
      #connection: "mysql"
      #primaryKey: "id"
      #keyType: "int"
      +incrementing: true
      #with: []
      #withCount: []
      #perPage: 15
      +exists: true
      +wasRecentlyCreated: false
      #attributes: array:24 [
        "id" => 205
        "publicacao_id" => 97
        "volume" => 1
        "numero" => 1
        "url" => "e-book-viii-enalic"
        "nome" => "E-book VIII ENALIC"
        "nome_evento" => "VIII ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS / VII SEMINÁRIO DO PIBID / II SEMINÁRIO DO RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA"
        "descricao" => """
          N&oacute;s passarinhos, eles passar&atilde;o: esperan&ccedil;ar, agir e resistir na forma&ccedil;&atilde;o de professores.<br />\r\n
          <br />\r\n
          A pandemia se imp&ocirc;s ao mundo. Desde o in&iacute;cio de 2020, temos a cada dia um fato novo, uma nova realidade. Doen&ccedil;a, mortes e p&acirc;nico foram ceifando vidas, sonhos e trabalho. Perdas talvez seja a palavra que melhor expresse esse per&iacute;odo!<br />\r\n
          <br />\r\n
          Para a educa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o foi diferente. Escolas fechadas, docentes e estudantes em atividades remotas. A maioria sem condi&ccedil;&otilde;es materiais e emocionais para enfrentar a nova situa&ccedil;&atilde;o. O preju&iacute;zo pedag&oacute;gico &eacute; imenso com retrocessos inevit&aacute;veis frente &agrave;s omissas pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e o genoc&iacute;dio do povo brasileiro. Demorou um tempo, mas a sociedade come&ccedil;ou a reagir e a enfrentar os problemas.<br />\r\n
          <br />\r\n
          &Eacute; nesse contexto de perdas de vidas e retrocessos sociais que o VIII ENALIC, o VII Semin&aacute;rio Nacional do PIBID e o II Semin&aacute;rio Nacional da Resid&ecirc;ncia Pedag&oacute;gica foram realizados de 07 a 11 de dezembro de 2021, de modo online. Sem condi&ccedil;&otilde;es de realiza&ccedil;&atilde;o em 2020, a necessidade de efetivar esse conjunto de eventos &eacute; inadi&aacute;vel. Mais do que nunca, o di&aacute;logo entre professores da educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica e formadores, estudantes, pesquisadores, p&oacute;s-graduandos e demais profissionais da educa&ccedil;&atilde;o &eacute; urgente para discutir estrat&eacute;gias de luta, socializar conhecimentos e viv&ecirc;ncias, que municie o enfrentamento das pol&iacute;ticas neoliberais que se impuseram com maior for&ccedil;a na educa&ccedil;&atilde;o. N&atilde;o s&atilde;o poucas as quest&otilde;es a serem debatidas: a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Base Nacional Curricular-Forma&ccedil;&atilde;o de Professores, a Reforma do Ensino M&eacute;dio e seus &ldquo;novos&rdquo; itiner&aacute;rios, o corte no financiamento da educa&ccedil;&atilde;o com a EC n&ordm; 95/2016, bem como o impacto da pandemia, entre outros.<br />\r\n
          <br />\r\n
          A partir de debate com embasamento te&oacute;rico e de investiga&ccedil;&otilde;es recentes e relevantes, promovendo reflex&atilde;o atual e contextualizada de quest&otilde;es implicadas &agrave; forma&ccedil;&atilde;o inicial e continuada de professores da Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica, que esses eventos buscam contribuir com a luta geral em defesa da educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, laica, gratuita, democr&aacute;tica e de qualidade socialmente referenciada para todos. Para tanto, ter&atilde;o em Paulo Freire, Patrono da Educa&ccedil;&atilde;o Brasileira, um pilar de resist&ecirc;ncia e inspira&ccedil;&atilde;o. Assim, convidamos a tod@s a participarem desse momento especial, mesmo que virtual, para juntarmos for&ccedil;a, reflex&atilde;o e energia para a luta!<br />\r\n
          &nbsp;<br />\r\n
          &nbsp;
          """
        "pasta" => "ebooks/enalic/2021"
        "logo" => null
        "capa" => "62a767e04d470_13062022133752.jpg"
        "timbrado" => "62989c21bb42f_02062022081649.jpg"
        "periodicidade" => "Bienal"
        "idiomas" => "Português"
        "pais" => "Brasil"
        "inicio_evento" => "2021-12-07"
        "final_evento" => "2021-12-11"
        "ano_publicacao" => 2022
        "data_publicacao" => null
        "autor_corporativo" => "Realize Eventos Científicos & Editora"
        "visualizar_artigo" => 1
        "created_at" => "2022-04-05 08:32:13"
        "updated_at" => "2022-06-13 13:37:52"
        "ativo" => 1
      ]
      #original: array:24 [
        "id" => 205
        "publicacao_id" => 97
        "volume" => 1
        "numero" => 1
        "url" => "e-book-viii-enalic"
        "nome" => "E-book VIII ENALIC"
        "nome_evento" => "VIII ENCONTRO NACIONAL DAS LICENCIATURAS / VII SEMINÁRIO DO PIBID / II SEMINÁRIO DO RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA"
        "descricao" => """
          N&oacute;s passarinhos, eles passar&atilde;o: esperan&ccedil;ar, agir e resistir na forma&ccedil;&atilde;o de professores.<br />\r\n
          <br />\r\n
          A pandemia se imp&ocirc;s ao mundo. Desde o in&iacute;cio de 2020, temos a cada dia um fato novo, uma nova realidade. Doen&ccedil;a, mortes e p&acirc;nico foram ceifando vidas, sonhos e trabalho. Perdas talvez seja a palavra que melhor expresse esse per&iacute;odo!<br />\r\n
          <br />\r\n
          Para a educa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o foi diferente. Escolas fechadas, docentes e estudantes em atividades remotas. A maioria sem condi&ccedil;&otilde;es materiais e emocionais para enfrentar a nova situa&ccedil;&atilde;o. O preju&iacute;zo pedag&oacute;gico &eacute; imenso com retrocessos inevit&aacute;veis frente &agrave;s omissas pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e o genoc&iacute;dio do povo brasileiro. Demorou um tempo, mas a sociedade come&ccedil;ou a reagir e a enfrentar os problemas.<br />\r\n
          <br />\r\n
          &Eacute; nesse contexto de perdas de vidas e retrocessos sociais que o VIII ENALIC, o VII Semin&aacute;rio Nacional do PIBID e o II Semin&aacute;rio Nacional da Resid&ecirc;ncia Pedag&oacute;gica foram realizados de 07 a 11 de dezembro de 2021, de modo online. Sem condi&ccedil;&otilde;es de realiza&ccedil;&atilde;o em 2020, a necessidade de efetivar esse conjunto de eventos &eacute; inadi&aacute;vel. Mais do que nunca, o di&aacute;logo entre professores da educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica e formadores, estudantes, pesquisadores, p&oacute;s-graduandos e demais profissionais da educa&ccedil;&atilde;o &eacute; urgente para discutir estrat&eacute;gias de luta, socializar conhecimentos e viv&ecirc;ncias, que municie o enfrentamento das pol&iacute;ticas neoliberais que se impuseram com maior for&ccedil;a na educa&ccedil;&atilde;o. N&atilde;o s&atilde;o poucas as quest&otilde;es a serem debatidas: a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Base Nacional Curricular-Forma&ccedil;&atilde;o de Professores, a Reforma do Ensino M&eacute;dio e seus &ldquo;novos&rdquo; itiner&aacute;rios, o corte no financiamento da educa&ccedil;&atilde;o com a EC n&ordm; 95/2016, bem como o impacto da pandemia, entre outros.<br />\r\n
          <br />\r\n
          A partir de debate com embasamento te&oacute;rico e de investiga&ccedil;&otilde;es recentes e relevantes, promovendo reflex&atilde;o atual e contextualizada de quest&otilde;es implicadas &agrave; forma&ccedil;&atilde;o inicial e continuada de professores da Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica, que esses eventos buscam contribuir com a luta geral em defesa da educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, laica, gratuita, democr&aacute;tica e de qualidade socialmente referenciada para todos. Para tanto, ter&atilde;o em Paulo Freire, Patrono da Educa&ccedil;&atilde;o Brasileira, um pilar de resist&ecirc;ncia e inspira&ccedil;&atilde;o. Assim, convidamos a tod@s a participarem desse momento especial, mesmo que virtual, para juntarmos for&ccedil;a, reflex&atilde;o e energia para a luta!<br />\r\n
          &nbsp;<br />\r\n
          &nbsp;
          """
        "pasta" => "ebooks/enalic/2021"
        "logo" => null
        "capa" => "62a767e04d470_13062022133752.jpg"
        "timbrado" => "62989c21bb42f_02062022081649.jpg"
        "periodicidade" => "Bienal"
        "idiomas" => "Português"
        "pais" => "Brasil"
        "inicio_evento" => "2021-12-07"
        "final_evento" => "2021-12-11"
        "ano_publicacao" => 2022
        "data_publicacao" => null
        "autor_corporativo" => "Realize Eventos Científicos & Editora"
        "visualizar_artigo" => 1
        "created_at" => "2022-04-05 08:32:13"
        "updated_at" => "2022-06-13 13:37:52"
        "ativo" => 1
      ]
      #changes: []
      #classCastCache: []
      #dates: []
      #dateFormat: null
      #appends: []
      #dispatchesEvents: []
      #observables: []
      #relations: array:1 [
        "fkEdicaoEbook" => Illuminate\Database\Eloquent\Collection {#1642
          #items: array:1 [
            0 => App\Base\Administrativo\Model\EdicaoEbook {#1641
              +table: "edicao_ebook"
              +timestamps: false
              +fillable: array:16 [
                0 => "edicao_id"
                1 => "codigo"
                2 => "capa"
                3 => "titulo"
                4 => "descricao"
                5 => "prefacio"
                6 => "apresentacao"
                7 => "organizadores"
                8 => "conselho_editorial"
                9 => "ficha_catalografica"
                10 => "arquivo"
                11 => "arquivo_alterado"
                12 => "ano_publicacao"
                13 => "created_at"
                14 => "updated_at"
                15 => "ativo"
              ]
              #casts: array:16 [
                "id" => "integer"
                "edicao_id" => "integer"
                "codigo" => "string"
                "capa" => "string"
                "titulo" => "string"
                "prefacio" => "string"
                "apresentacao" => "string"
                "organizadores" => "string"
                "conselho_editorial" => "string"
                "ficha_catalografica" => "string"
                "arquivo" => "string"
                "arquivo_alterado" => "boolean"
                "ano_publicacao" => "integer"
                "created_at" => "datetime"
                "updated_at" => "datetime"
                "ativo" => "boolean"
              ]
              #connection: "mysql"
              #primaryKey: "id"
              #keyType: "int"
              +incrementing: true
              #with: []
              #withCount: []
              #perPage: 15
              +exists: true
              +wasRecentlyCreated: false
              #attributes: array:16 [
                "id" => 100
                "edicao_id" => 205
                "codigo" => "978-65-86901-58-0"
                "capa" => "62a767e051856_13062022133752.jpg"
                "titulo" => "E-book VIII ENALIC"
                "prefacio" => """
                  A pandemia da COVID-19 se imp&ocirc;s ao mundo. Desde o in&iacute;cio de 2020, temos a cada dia um fato novo, uma nova realidade. Doen&ccedil;a, mortes e p&acirc;nico foram ceifando vidas, sonhos e trabalho. Perdas talvez seja a palavra que melhor expresse esse per&iacute;odo!<br />\r\n
                  Para a educa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o foi diferente. Escolas fechadas, docentes e estudantes em atividades remotas. A maioria sem condi&ccedil;&otilde;es materiais e emocionais para enfrentar a nova situa&ccedil;&atilde;o. O preju&iacute;zo pedag&oacute;gico &eacute; imenso com retrocessos inevit&aacute;veis frente &agrave;s omissas pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e o genoc&iacute;dio do povo brasileiro. Demorou um tempo, mas a sociedade come&ccedil;ou a reagir e a enfrentar os problemas, embora a educa&ccedil;&atilde;o, mesmo sob as mais adversas condi&ccedil;&otilde;es, nunca ficou parada.<br />\r\n
                  &Eacute; nesse contexto de perdas de vidas e retrocessos sociais que o VIII ENALIC, o VII Semin&aacute;rio Nacional do PIBID e o II Semin&aacute;rio Nacional da Resid&ecirc;ncia Pedag&oacute;gica que s&atilde;o realizados de 07 a 11 de dezembro de 2021, de modo online, ap&oacute;s adiarmos sua realiza&ccedil;&atilde;o inicialmente prevista para 2020. Mais do que nunca, o di&aacute;logo entre professores da educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica e formadores, estudantes, pesquisadores, p&oacute;s-graduandos e demais profissionais da educa&ccedil;&atilde;o &eacute; urgente para discutir estrat&eacute;gias de luta, socializar conhecimentos e viv&ecirc;ncias, que municie o enfrentamento das pol&iacute;ticas neoliberais que se impuseram com maior for&ccedil;a na educa&ccedil;&atilde;o. N&atilde;o s&atilde;o poucas as quest&otilde;es debatidas: a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Base Nacional Curricular-Forma&ccedil;&atilde;o de Professores, a Reforma do Ensino M&eacute;dio e seus &ldquo;novos&rdquo; itiner&aacute;rios, o corte no financiamento da educa&ccedil;&atilde;o com a EC n&ordm; 95/2016, bem como o impacto da pandemia, entre outros.<br />\r\n
                  A partir de debate com embasamento te&oacute;rico e de investiga&ccedil;&otilde;es recentes e relevantes, promovendo reflex&atilde;o atual e contextualizada de quest&otilde;es implicadas &agrave; forma&ccedil;&atilde;o inicial e continuada de professores da Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica, que esses eventos mais uma vez contribu&iacute;ram com a luta geral em defesa da educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, laica, gratuita, democr&aacute;tica e de qualidade socialmente referenciada para todos, tendo em Paulo Freire, Patrono da Educa&ccedil;&atilde;o Brasileira, um pilar de resist&ecirc;ncia e inspira&ccedil;&atilde;o. Assim, convidamos a tod@s a lerem ebook do evento como continuidade do processo desencadeado em dezembro. Sem d&uacute;vidas, estaremos junt@s daqui a pouco, de modo presencial, para que a nossa energia seja cada vez mais revertida em organiza&ccedil;&atilde;o de luta dos docentes e licenciandos desse Brasil, que acreditam na educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, democr&aacute;tica, laica e de qualidade, socialmente referenciada para todos!<br />\r\n
                  Boa leitura!<br />\r\n
                  &nbsp;<br />\r\n
                  Nilson de Souza Cardoso<br />\r\n
                  Sueli Guadelupe de Lima Mendon&ccedil;a<br />\r\n
                  Cristiane Antonia Hauschild Johann<br />\r\n
                  Jaqueline Rabelo de Lima<br />\r\n
                  Maio de 2022.<br />\r\n
                  &nbsp;
                  """
                "apresentacao" => null
                "organizadores" => """
                  Nilson de Souza Cardoso<br />\r\n
                  Sueli Guadelupe de Lima Mendon&ccedil;a<br />\r\n
                  Cristiane Antonia Hauschild Johann<br />\r\n
                  Jaqueline Rabelo De Lima
                  """
                "conselho_editorial" => """
                  Ad&eacute;lia Maria Evangelista Azevedo (Unidades de Jardim- UEMS)<br />\r\n
                  Alana Cec&iacute;lia de Menezes Sobreira (UECE)<br />\r\n
                  Ana Maria Pereira Lima (UECE)<br />\r\n
                  Andr&eacute; Lu&iacute;s de Oliveira (Universidade Estadual de Maring&aacute;-UEM)<br />\r\n
                  Beatriz Fernanda Almeida da Silva (Unespar)<br />\r\n
                  Cl&aacute;udia In&ecirc;s Horn (UNIVATES)<br />\r\n
                  Claudia Maria Sallai Tanhoffer (UFPR)<br />\r\n
                  Cristiane Antonia Hauschild (Universidade do Vale do Taquar&iacute; - Univates)<br />\r\n
                  Cristiane Maria Sampaio Forte (UECE)<br />\r\n
                  Desire Luciane Dominschek (Uninter/Unicamp)<br />\r\n
                  Douglas Eduardo Soares Pereira (Instituto Federal do Paran&aacute;)<br />\r\n
                  Eliane Matesco Cristov&atilde;o (UNIFEI)<br />\r\n
                  Elsio Jos&eacute; Cor&aacute; (UFFS)<br />\r\n
                  Fabiane Oleg&aacute;rio (UNIVATES)<br />\r\n
                  Fabr&iacute;cio Bonfim Sud&eacute;rio (UECE)<br />\r\n
                  Fernanda Silvia Veloso (UFPR)<br />\r\n
                  Flavia Sueli Fabiani Marcatto (UNIFEI)<br />\r\n
                  Gicele Maria Cervi (PUC - S&Atilde;O PAULO)<br />\r\n
                  Giselle Giovanna do Couto de Oliveira (IFPR)<br />\r\n
                  Gizeli Aparecida Ribeiro de Alencar (Universidade Estadual de Maring&aacute; - UEM)<br />\r\n
                  Iara Aquino (IFPR)<br />\r\n
                  Isabel Cristina Rodrigues (UEM)<br />\r\n
                  Jaqueline Rabelo de Lima (UECE)<br />\r\n
                  Jones Baroni Ferreira de Menezes (UECE)<br />\r\n
                  Jose Fernandes da Silva (IFMG)<br />\r\n
                  Karina Soledad Maldonado Molina (USP)<br />\r\n
                  Leandro Palcha (UFPR)<br />\r\n
                  Leila Cleuri Pryjma (IFPR)<br />\r\n
                  Lilian Cristina Buzato Ritter (UEM)<br />\r\n
                  Luc&eacute;lio Ferreira Simi&atilde;o (UEMS)<br />\r\n
                  Luciana Facchini (Instituto Superior de Educa&ccedil;&atilde;o Ivoti)<br />\r\n
                  Luiz Felipe Marques (Universidade Estadual do Paran&aacute;)<br />\r\n
                  M&aacute;rcia Elisa Tet&eacute; Ramos (UEM)<br />\r\n
                  Marcilene de Assis Alves Araujo (Universidade de Gurupi - UnirG)<br />\r\n
                  Maria Elisabete Bersch (UNIVATES)<br />\r\n
                  Maria M&aacute;rcia Melo de Castro Martins (UECE)<br />\r\n
                  Mariana Feiteiro Cavalari &nbsp;(UNESP - RIO CLARO)<br />\r\n
                  M&aacute;rio C&eacute;zar Amorim de Oliveira (UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEAR&Aacute;)<br />\r\n
                  NO&Ecirc;MIA DOS SANTOS PEREIRA MOURA (UFGD)<br />\r\n
                  Raylson Francisco Nunes de Sousa (UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEAR&Aacute;)<br />\r\n
                  Rosane de Fatima Batista Teixeira (IFPR)<br />\r\n
                  Sandra Regina D&rsquo; Antonio Verrengia (UEM)<br />\r\n
                  S&eacute;rgio Nunes Lopes (Universidade do Vale do Taquari - Univates)<br />\r\n
                  Sergio Vale da Paix&atilde;o (IFPR)<br />\r\n
                  T&acirc;nia Maria de Sousa Fran&ccedil;a (Universidade Estadual do Cear&aacute; - UECE)<br />\r\n
                  Thais Ludmila Da Silva Ranieri (UFRPE)<br />\r\n
                  Viviane Paula Martini (IFPR)<br />\r\n
                  Welessandra Aparecida Benfica (UEMG)
                  """
                "ficha_catalografica" => "62a8b99c64442_14062022133852.pdf"
                "arquivo" => "15062022101650-E-BOOK-VIII-ENALIC.pdf"
                "arquivo_alterado" => 1
                "ano_publicacao" => 2022
                "created_at" => "2022-04-05 08:32:13"
                "updated_at" => "2022-06-15 10:19:16"
                "ativo" => 1
              ]
              #original: array:16 [
                "id" => 100
                "edicao_id" => 205
                "codigo" => "978-65-86901-58-0"
                "capa" => "62a767e051856_13062022133752.jpg"
                "titulo" => "E-book VIII ENALIC"
                "prefacio" => """
                  A pandemia da COVID-19 se imp&ocirc;s ao mundo. Desde o in&iacute;cio de 2020, temos a cada dia um fato novo, uma nova realidade. Doen&ccedil;a, mortes e p&acirc;nico foram ceifando vidas, sonhos e trabalho. Perdas talvez seja a palavra que melhor expresse esse per&iacute;odo!<br />\r\n
                  Para a educa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o foi diferente. Escolas fechadas, docentes e estudantes em atividades remotas. A maioria sem condi&ccedil;&otilde;es materiais e emocionais para enfrentar a nova situa&ccedil;&atilde;o. O preju&iacute;zo pedag&oacute;gico &eacute; imenso com retrocessos inevit&aacute;veis frente &agrave;s omissas pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e o genoc&iacute;dio do povo brasileiro. Demorou um tempo, mas a sociedade come&ccedil;ou a reagir e a enfrentar os problemas, embora a educa&ccedil;&atilde;o, mesmo sob as mais adversas condi&ccedil;&otilde;es, nunca ficou parada.<br />\r\n
                  &Eacute; nesse contexto de perdas de vidas e retrocessos sociais que o VIII ENALIC, o VII Semin&aacute;rio Nacional do PIBID e o II Semin&aacute;rio Nacional da Resid&ecirc;ncia Pedag&oacute;gica que s&atilde;o realizados de 07 a 11 de dezembro de 2021, de modo online, ap&oacute;s adiarmos sua realiza&ccedil;&atilde;o inicialmente prevista para 2020. Mais do que nunca, o di&aacute;logo entre professores da educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica e formadores, estudantes, pesquisadores, p&oacute;s-graduandos e demais profissionais da educa&ccedil;&atilde;o &eacute; urgente para discutir estrat&eacute;gias de luta, socializar conhecimentos e viv&ecirc;ncias, que municie o enfrentamento das pol&iacute;ticas neoliberais que se impuseram com maior for&ccedil;a na educa&ccedil;&atilde;o. N&atilde;o s&atilde;o poucas as quest&otilde;es debatidas: a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a Base Nacional Curricular-Forma&ccedil;&atilde;o de Professores, a Reforma do Ensino M&eacute;dio e seus &ldquo;novos&rdquo; itiner&aacute;rios, o corte no financiamento da educa&ccedil;&atilde;o com a EC n&ordm; 95/2016, bem como o impacto da pandemia, entre outros.<br />\r\n
                  A partir de debate com embasamento te&oacute;rico e de investiga&ccedil;&otilde;es recentes e relevantes, promovendo reflex&atilde;o atual e contextualizada de quest&otilde;es implicadas &agrave; forma&ccedil;&atilde;o inicial e continuada de professores da Educa&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica, que esses eventos mais uma vez contribu&iacute;ram com a luta geral em defesa da educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, laica, gratuita, democr&aacute;tica e de qualidade socialmente referenciada para todos, tendo em Paulo Freire, Patrono da Educa&ccedil;&atilde;o Brasileira, um pilar de resist&ecirc;ncia e inspira&ccedil;&atilde;o. Assim, convidamos a tod@s a lerem ebook do evento como continuidade do processo desencadeado em dezembro. Sem d&uacute;vidas, estaremos junt@s daqui a pouco, de modo presencial, para que a nossa energia seja cada vez mais revertida em organiza&ccedil;&atilde;o de luta dos docentes e licenciandos desse Brasil, que acreditam na educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica, democr&aacute;tica, laica e de qualidade, socialmente referenciada para todos!<br />\r\n
                  Boa leitura!<br />\r\n
                  &nbsp;<br />\r\n
                  Nilson de Souza Cardoso<br />\r\n
                  Sueli Guadelupe de Lima Mendon&ccedil;a<br />\r\n
                  Cristiane Antonia Hauschild Johann<br />\r\n
                  Jaqueline Rabelo de Lima<br />\r\n
                  Maio de 2022.<br />\r\n
                  &nbsp;
                  """
                "apresentacao" => null
                "organizadores" => """
                  Nilson de Souza Cardoso<br />\r\n
                  Sueli Guadelupe de Lima Mendon&ccedil;a<br />\r\n
                  Cristiane Antonia Hauschild Johann<br />\r\n
                  Jaqueline Rabelo De Lima
                  """
                "conselho_editorial" => """
                  Ad&eacute;lia Maria Evangelista Azevedo (Unidades de Jardim- UEMS)<br />\r\n
                  Alana Cec&iacute;lia de Menezes Sobreira (UECE)<br />\r\n
                  Ana Maria Pereira Lima (UECE)<br />\r\n
                  Andr&eacute; Lu&iacute;s de Oliveira (Universidade Estadual de Maring&aacute;-UEM)<br />\r\n
                  Beatriz Fernanda Almeida da Silva (Unespar)<br />\r\n
                  Cl&aacute;udia In&ecirc;s Horn (UNIVATES)<br />\r\n
                  Claudia Maria Sallai Tanhoffer (UFPR)<br />\r\n
                  Cristiane Antonia Hauschild (Universidade do Vale do Taquar&iacute; - Univates)<br />\r\n
                  Cristiane Maria Sampaio Forte (UECE)<br />\r\n
                  Desire Luciane Dominschek (Uninter/Unicamp)<br />\r\n
                  Douglas Eduardo Soares Pereira (Instituto Federal do Paran&aacute;)<br />\r\n
                  Eliane Matesco Cristov&atilde;o (UNIFEI)<br />\r\n
                  Elsio Jos&eacute; Cor&aacute; (UFFS)<br />\r\n
                  Fabiane Oleg&aacute;rio (UNIVATES)<br />\r\n
                  Fabr&iacute;cio Bonfim Sud&eacute;rio (UECE)<br />\r\n
                  Fernanda Silvia Veloso (UFPR)<br />\r\n
                  Flavia Sueli Fabiani Marcatto (UNIFEI)<br />\r\n
                  Gicele Maria Cervi (PUC - S&Atilde;O PAULO)<br />\r\n
                  Giselle Giovanna do Couto de Oliveira (IFPR)<br />\r\n
                  Gizeli Aparecida Ribeiro de Alencar (Universidade Estadual de Maring&aacute; - UEM)<br />\r\n
                  Iara Aquino (IFPR)<br />\r\n
                  Isabel Cristina Rodrigues (UEM)<br />\r\n
                  Jaqueline Rabelo de Lima (UECE)<br />\r\n
                  Jones Baroni Ferreira de Menezes (UECE)<br />\r\n
                  Jose Fernandes da Silva (IFMG)<br />\r\n
                  Karina Soledad Maldonado Molina (USP)<br />\r\n
                  Leandro Palcha (UFPR)<br />\r\n
                  Leila Cleuri Pryjma (IFPR)<br />\r\n
                  Lilian Cristina Buzato Ritter (UEM)<br />\r\n
                  Luc&eacute;lio Ferreira Simi&atilde;o (UEMS)<br />\r\n
                  Luciana Facchini (Instituto Superior de Educa&ccedil;&atilde;o Ivoti)<br />\r\n
                  Luiz Felipe Marques (Universidade Estadual do Paran&aacute;)<br />\r\n
                  M&aacute;rcia Elisa Tet&eacute; Ramos (UEM)<br />\r\n
                  Marcilene de Assis Alves Araujo (Universidade de Gurupi - UnirG)<br />\r\n
                  Maria Elisabete Bersch (UNIVATES)<br />\r\n
                  Maria M&aacute;rcia Melo de Castro Martins (UECE)<br />\r\n
                  Mariana Feiteiro Cavalari &nbsp;(UNESP - RIO CLARO)<br />\r\n
                  M&aacute;rio C&eacute;zar Amorim de Oliveira (UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEAR&Aacute;)<br />\r\n
                  NO&Ecirc;MIA DOS SANTOS PEREIRA MOURA (UFGD)<br />\r\n
                  Raylson Francisco Nunes de Sousa (UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEAR&Aacute;)<br />\r\n
                  Rosane de Fatima Batista Teixeira (IFPR)<br />\r\n
                  Sandra Regina D&rsquo; Antonio Verrengia (UEM)<br />\r\n
                  S&eacute;rgio Nunes Lopes (Universidade do Vale do Taquari - Univates)<br />\r\n
                  Sergio Vale da Paix&atilde;o (IFPR)<br />\r\n
                  T&acirc;nia Maria de Sousa Fran&ccedil;a (Universidade Estadual do Cear&aacute; - UECE)<br />\r\n
                  Thais Ludmila Da Silva Ranieri (UFRPE)<br />\r\n
                  Viviane Paula Martini (IFPR)<br />\r\n
                  Welessandra Aparecida Benfica (UEMG)
                  """
                "ficha_catalografica" => "62a8b99c64442_14062022133852.pdf"
                "arquivo" => "15062022101650-E-BOOK-VIII-ENALIC.pdf"
                "arquivo_alterado" => 1
                "ano_publicacao" => 2022
                "created_at" => "2022-04-05 08:32:13"
                "updated_at" => "2022-06-15 10:19:16"
                "ativo" => 1
              ]
              #changes: []
              #classCastCache: []
              #dates: []
              #dateFormat: null
              #appends: []
              #dispatchesEvents: []
              #observables: []
              #relations: []
              #touches: []
              #hidden: []
              #visible: []
              #guarded: array:1 [
                0 => "*"
              ]
            }
          ]
        }
      ]
      #touches: []
      #hidden: []
      #visible: []
      #guarded: array:1 [
        0 => "*"
      ]
    }
  ]
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 05 de abril de 2022

Resumo

ESTE TRABALHO APRESENTA OS RESULTADOS DE UMA INTERVENÇÃO SOBRE A QUESTÃO DE GÊNERO EM DISCIPLINA DO CURSO DE PEDAGOGIA, QUE TEM COMO ESPECIFICIDADE O ESTÁGIO CURRICULAR. O PROJETO AO QUAL A PROPOSTA SE FILIA É O CONSÓRCIO ACADÊMICO PARA A EXCELÊNCIA NO ENSINO DE GRADUAÇÃO – CAEG DA PRÓ- REITORIA DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. ESTE PROJETO É DE CUNHO INTERDISCIPLINAR, ARTICULANDO OS CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA, MATEMÁTICA E PEDAGOGIA, BUSCANDO CONSOLIDAR UM OLHAR TRANSDISCIPLINAR PARA A TEMÁTICA PROPOSTA. JUSTIFICA-SE PELA DEMANDA SOCIAL DO ENFRENTAMENTO AO PRECONCEITO, DISCRIMINAÇÃO E EM DIVERSAS SITUAÇÕES, VIOLÊNCIA DAS MAIS DIFERENTES ORDENS, INCLUSIVE FÍSICA, EM FUNÇÃO DAS QUESTÕES DE GÊNERO. OS PROFESSORES PRECISAM TER CONDIÇÕES DE DESNATURALIZAR PRÁTICAS ARRAIGADAS CULTURALMENTE NA SOCIEDADE, BUSCANDO JUSTIÇA, DIREITO E EQUIDADE. O PROBLEMA DA PESQUISA É: COMO A DISCUSSÃO DE GÊNERO ESTÁ PRESENTE NOS PLANOS DE AULA PROPOSTOS POR LICENCIANDOS DO CURSO PEDAGOGIA? DIANTE DO EXPOSTO, O PRESENTE ARTIGO SE PROPÕE A DISCUTIR E SISTEMATIZAR AS INFORMAÇÕES PRESENTES NOS PLANOS DE AULA ELABORADOS E APRESENTADOS PELOS LICENCIANDOS COMO CONCLUSÃO À SEQUÊNCIA DE OFICINAS REALIZADAS AO DECORRER DO CURSO. A METODOLOGIA UTILIZADA PARA A ELABORAÇÃO DO PROJETO CONSISTE EM UMA PESQUISA INTERVENÇÃO REALIZADA EM TRÊS ETAPAS, SENDO A PRIMEIRA O DESENVOLVIMENTO DE OFICINAS, A SOLICITAÇÃO DA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE AULA FEITO PELOS LICENCIANDOS A PARTIR DAS OFICINAS, E A POSTERIOR ANÁLISE DOS PRODUTOS. CONSTITUIDORAS DA PRIMEIRA ETAPA, ESSAS OFICINAS FORAM REALIZADAS REMOTAMENTE AO LONGO DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2021, PENSADAS E PREPARADAS PELOS INTEGRANTES DO GRUPO DO PROJETO, QUE INTENCIONAVAM DEBATER A PREPARAÇÃO DE SENSIBILIZAÇÕES ACERCA DA TEMÁTICA DE GÊNERO COM OS LICENCIANDOS DA PEDAGOGIA, EM UM AMBIENTE ACOLHEDOR E PROPÍCIO AO DEBATE. INICIALMENTE, FOI ELABORADO UM QUESTIONÁRIO COMPOSTO POR PERGUNTAS ABERTAS E FECHADAS, COM A INTENÇÃO DE VERIFICAR AS DEMANDAS DOS ESTUDANTES COM RELAÇÃO À TEMÁTICA DE GÊNERO, ESPECIFICAMENTE NO AMBIENTE ESCOLAR, BEM COMO SUAS PERCEPÇÕES E EXPERIÊNCIAS PRÉVIAS ACERCA DO TEMA. OS DADOS COLETADOS EVIDENCIARAM UMA INSEGURANÇA DOS LICENCIANDOS QUANTO À ABORDAGEM E AO DOMÍNIO DA TEMÁTICA DE GÊNERO. POR UM OUTRO LADO, ELES MANIFESTARAM INTERESSE PELO TEMA E EXPRESSARAM CONSIDERAR UMA TEMÁTICA RELEVANTE PARA SER DEBATIDA DURANTE A LICENCIATURA. ALÉM DISSO, AS RESPOSTAS OBTIDAS NO FORMULÁRIO EXPUSERAM QUE GRANDE PARTE DOS ALUNOS TIVERAM POUCO OU NENHUM CONTATO COM A DISCUSSÃO SOBRE GÊNERO DURANTE A EDUCAÇÃO BÁSICA. DIANTE DISSO, A PREPARAÇÃO DAS OFICINAS FOI NORTEADA PELA ANÁLISE DOS DADOS COLETADOS NOS QUESTIONÁRIOS E FUNDAMENTADA, PRINCIPALMENTE, PELOS TEXTOS DE TRÊS AUTORAS: JOAN SCOTT (1989), AUTORA DE “GÊNERO: UMA CATEGORIA ÚTIL DE ANÁLISE HISTÓRICA”, E RACHEL SOIHET E JOANA MARIA PEDRO, AUTORAS DE “A EMERGÊNCIA DA PESQUISA DA HISTÓRIA DAS MULHERES E DAS RELAÇÕES DE GÊNERO”. A PARTIR DESSE EMBASAMENTO TEÓRICO, FOI POSSÍVEL APRESENTAR AOS LICENCIANDOS DIVERSOS CONCEITOS LIGADOS AO TEMA E COMO O GÊNERO E SEXUALIDADE TRANSITAM AO LONGO DA HISTÓRIA, POSSIBILITANDO UM DEBATE FUNDAMENTADO E ESCLARECEDOR. APÓS A REALIZAÇÃO DAS OFICINAS, COMO PRODUTO DAS SENSIBILIZAÇÕES REALIZADAS AO LONGO DO CURSO, FOI SOLICITADO AOS ALUNOS QUE ELABORASSEM E APRESENTASSEM PLANOS DE AULA QUE ABORDASSEM A TEMÁTICA DE GÊNERO, DE MANEIRA DIRETA OU TRANSVERSAL. O INTUITO DA ATIVIDADE PROPOSTA FOI PROMOVER A REFLEXÃO DA APLICABILIDADE DENTRO DE SALA DE AULA DAS QUESTÕES SUSCITADAS NOS DEBATES ACERCA DA TEMÁTICA DE GÊNERO, UMA VEZ QUE ISSO CONSISTE EM UMA DAS FINALIDADES DO PROJETO. DESTA MANEIRA, OS LICENCIANDOS FORAM CAPAZES DE SIMULAR A ABORDAGEM DA TEMÁTICA DE GÊNERO SOB O PONTO DE VISTA DE DOCENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA. A DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO DOS PLANOS DE AULA PERMITIU O COMPARTILHAMENTO DE DIFERENTES PROPOSTAS E A TROCA DE IDEIAS SOBRE COMO TRATAR O TEMA EM SALA DE AULA. DENTRE OS PLANOS DE AULA, APARECERAM VARIADAS FORMAS DE COMO SUSCITAR O TEMA DIRETA OU INDIRETAMENTE EM SALA DE AULA, DESTACANDO-SE A PRESENÇA DE ABORDAGENS A PARTIR DE LIVROS, TANTO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL, QUANTO PARA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO. UMA PARTICULARIDADE NOTADA EM TODOS OS PLANOS ELABORADOS FOI A PREOCUPAÇÃO EM APROXIMAR O TEMA DA AULA COM A VIVÊNCIA E A REALIDADE DOS ALUNOS, EVIDENCIANDO COMO A TEMÁTICA DE GÊNERO FAZ PARTE DO COTIDIANO E NÃO PODE SER DISSOCIADA, INCLUSIVE, DO AMBIENTE ESCOLAR. A PARTIR DESTES ESTUDOS DE ANÁLISE, É POSSÍVEL PERCEBER A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DE GÊNERO NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES, UMA VEZ QUE O TÓPICO PERPASSA O COTIDIANO ESCOLAR E AINDA ASSIM É POUCO DEBATIDO NO MEIO. DIVERSAS SÃO AS SITUAÇÕES EM QUE DOCENTES SE DEPARAM COM QUESTÕES DE GÊNERO, FATO QUE FICOU EVIDENTE NAS DISCUSSÕES REALIZADAS DURANTE AS OFICINAS. CONTUDO, POUCAS SÃO AS VEZES EM QUE SE ENCONTRAM PREPARADOS OU SEGUROS PARA LIDAR COM ELAS, COMO DESTACADO NAS RESPOSTAS DOS FORMULÁRIOS E EM FALAS DOS ALUNOS AO LONGO DAS SENSIBILIZAÇÕES. SENDO ASSIM, PARTINDO DO PRESSUPOSTO INICIAL DE QUE OS PROFESSORES DEVEM TER CONDIÇÕES DE DESNATURALIZAR PRÁTICAS ARRAIGADAS NA SOCIEDADE, FICA EVIDENTE QUE A DISCUSSÃO SOBRE A QUESTÃO DE GÊNERO DURANTE A LICENCIATURA É UM INSTRUMENTO ESSENCIAL PARA A BUSCA DE JUSTIÇA, DIREITOS E EQUIDADE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.