Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 207
TRABALHO DE CAMPO: INSTRUMENTO IMPORTANTE NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA

Palavra-chaves: GEOGRAFIA, ANÁLISE INTEGRADA, FORMAÇÃO DE PROFESSORES Pôster (PO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

RESUMOUm dos grandes desafios contemporâneos que se apresenta para os educadores é o de contribuir no processo de formação de pessoas capazes de ver as coisas com mais profundidade, com um senso crítico aguçado, com sensibilidade social e ambiental e, sobretudo, com a capacidade de agir como protagonistas no espaço geográfico. A Geografia, por sua vez, como ciência social de caráter interdisciplinar, tem muito a contribuir nesse processo de tomada de consciência coletiva, despertando nas pessoas autoconfiança que as capacite para viver ativamente na sociedade. Para tanto, o trabalho de campo constitui-se numa oportunidade de visualização “in loco” das abordagens e discussões teóricas acerca dos aspectos geográficos firmados em sala de aula. É um momento de percepção da realidade com um novo olhar, mais crítico e profundo, em que o estudado é testado em sua veracidade e aplicabilidade. Proporcionar aos estudantes de Licenciatura em Geografia uma visualização interdisciplinar, bem como perceber a necessidade de uma análise integrada para compreensão das múltiplas variáveis que caracterizam a realidade é de fundamental importância para a formação do futuro profissional. Conhecer a dinâmica dos lugares, observar, analisar e descrevê-lo através de atividades dessa natureza capacita os futuros educadores para compreender a realidade em sua complexidade. Na formação do educador de Geografia, atividades como esta enriquecem o currículo e proporcionam aos estudantes uma visualização prática dos conteúdos estabelecidos teoricamente no espaço acadêmico e do o potencial pedagógico dessa região estudada. Vale destacar também a relevância dessa atividade no que se refere aos laços afetivos estabelecidos fora da sala de aula, tornando a turma mais envolvida uns com os outros e comprometida na construção coletiva de habilidades e competências para o desenvolvimento de potencialidades no decorrer do processo de formação. Através de uma pesquisa bibliográfica, fundamentada nas ideias de Amorim (2011), Cavalcanti (2001), Passini (2002) e Martinelli (2003), esse trabalho tem como objetivo principal provocar um debate a respeito da formação do Geógrafo e uma reflexão sobre a importância de atividades que conciliem teoria com a prática.Palavras-chave: Geografia. Análise Integrada. Formação de Professores.REFERÊNCIA AMORIM, James Araújo. Geografia: curso de aperfeiçoamento para professores das séries finais do ensino Fundamental. Salvador: Instituto Anísio Teixeira, 2011. CAVALCANTI, Clóvis. Meio ambiente, desenvolvimento sustentável e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 2001.MARTINELLI, Marcello. Mapas da Geografia e catografia temática. São Paulo: Contexto, 2003.PASSINI, Elza Yasuko. O espaço geográfico: ensino e representação. 12. ed. São Paulo: Contexto, 2002.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.