Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

EU QUERO SUA AMIZADE

Palavra-chaves: BULLYNG, DIREITOS HUMANOS, EDUCAÇÃO INFANTIL Pôster (PO) INCLUSÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

PROJETO: “EU QUERO SUA AMIZADE’’ COMBATE AO BULLYNG NA ESCOLA ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS Andréa Maria da Silva UNAVIDA/UVA Aldivânia Vicente da Silva UNAVIDA/UVA aldvaniajp@gmail.com Dalgisa Nascimento de Souza UNAVIDA/UVA Elissandra Elias dos Santos UNAVIDA/UVA Elissandra_elias@hotmail.com Ana Carolina Marques Smith UNAVIDA/UVA Smithana.1982@gmail.com Orientadora: Ma. Fernanda Mendes Coelho A. Coelho. UNAVIDA/UVA fmcabralcoelho@gmail.com A escola representa uma das maiores fontes de formação ideológica, política e de cidadania, assim, surge a necessidade de construirmos uma cultura de paz, tolerância e respeito de forma participativa e democrática. O tema desta pesquisa surgiu de experiências vivenciadas na escola onde foram constatados muitos casos de violência e discriminação, reforçando o que a sociedade contemporânea denomina de bullyng. Neste contexto, torna-se prioritário questionar: Como estimular a valorização da amizade para que a violência e o preconceito sejam minimizados? Como o educador poderá intervir no combate ao bullyng e no enfrentamento deste problema na escola? Partimos do pressuposto que o Plano Nacional de Direitos Humanos (BRASIL, 2007), representa uma das forças mais significativas de combate à violência e à discriminação. A presente pesquisa objetivou discutir a importância dos vínculos afetivos no contexto escolar através das mensagens apresentadas no filme “A Era do Gelo 1”, refletindo sobre os fundamentos da Educação em Direitos Humanos como elementos potencializadores para o combate aos atos de violência e discriminação presentes no bullyng. Trata-se de uma pesquisa de campo qualitativa que utilizou como procedimentos a apresentação do filme: “A era do Gelo 1” e para captar algumas subjetividades e experiências acerca do bullyng foi utilizada a roda de conversa que permite recolher opiniões e reflexões acerca do fenômeno. Com o filme, que retrata a amizade e a afetividade entre os personagens, as crianças ficaram muito emocionadas com as cenas e após a exibição do filme fizeram comparações com situações reais das suas vidas. Foram feitas reflexões sobre os direitos de cidadania e de respeito ao próximo. Os discursos infantis revelaram que a amizade representa um conjunto de valores: companheirismo, respeito, carinho, proteção e amor. As crianças perceberam através dos personagens do filme o quanto é importante aceitar as diferenças e tratar melhor os colegas. Algumas crianças afirmaram ter passado por situações de bullyng e relataram que se sentiram muito tristes sem vontade de ir para escola. Este tipo situação impede a aprendizagem e prejudica diretamente o desenvolvimento e formação da personalidade infantil. Pensar na construção de uma comunidade escolar mais justa e solidária é refletir sobre os valores e afetos que fazem a diferença na dinâmica da escola. A afetividade é parte da função psíquica do indivíduo e para entender e educar o ser humano temos que considerar a importância das relações estabelecidas no contexto em que vivemos. A Educação em Direitos Humanos viabiliza o desenvolvimento crítico do sujeito, não aceitando padrões comportamentais sociais discriminatórios impostos pela sociedade. Portanto, o papel do/a educador/a é valorizar a diversidade priorizando o multiculturalismo buscando desenvolver na sala de aula práticas e posturas condizentes com os Direitos Humanos vigentes. Para auxiliar as análises dos dados foi realizada uma pesquisa bibliográfica em livros e documentos relacionados à psicologia do desenvolvimento (PIAGET, 1978; VYGOTSKY, 1987; WALLON, 1968); bullyng (FANTE, 2005) e Direitos Humanos (BRASIL, 2007; BENEVIDE, 2007; DIAS, 2008). Finalmente, foi produzido um mural com o tema “Amizade”, onde as crianças tiveram a oportunidade de expor suas opiniões através de cartas destinadas aos colegas de sala. Palavras-chaves: Bullyng. Direitos Humanos. Educação Infantil.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.