Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA – EXERCÍCIO DA INTERSETORIALIDADE E DA TRANSDISCIPLINARIDADE

Palavra-chaves: ESCOLA, TRANSDISCIPLINARIDADE, INTERSETORIALIDADE Comunicação Oral (CO) MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7852
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1670
    "inscrito_id" => 32959
    "titulo" => "PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA – EXERCÍCIO DA INTERSETORIALIDADE E DA TRANSDISCIPLINARIDADE"
    "resumo" => "A escola é um espaço privilegiado para o desenvolvimento das ações de saúde, uma vez que é um campo estratégico para se trabalhar o resgate da cidadania e um celeiro para a difusão de informações, sendo considerado um importante ícone de mobilização social. Inicialmente, a saúde dos estudantes era cuidada de forma fragmentada, apesar da experiência brasileira da unificação dos Ministérios – Educação e Saúde. Na contemporaneidade, verificamos uma proposta mais ousada, porém muito pertinente, quando entendemos o sentido amplo que a saúde reflete. Nessa nova perspectiva, surge o Programa de Saúde na Escola – PSE. A finalidade desse programa perpassa pela contribuição da formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens. Para tanto, é necessário um arsenal de atores que estejam comprometidos com a proposta, e que estão diretamente envolvidos com a causa estudantil, são eles a Equipe Pedagógica local, assim como a equipe da Estratégia de Saúde da Família – ESF, que atua na área de abrangência/cobertura da escola/instituição. A retórica originada desse mix é uma articulação ainda maior, que transcende os campos de educação e saúde e buscam outros parceiros, como exemplos, citam-se os campos da religião, da política, do judiciário, da família e muitas outras possibilidades. O eixo do trabalho adquire características transdisciplinares e atuação passa a ser, obrigatoriamente, intersetorial.  A pesquisa é classificada como aplicada e possui o caráter exploratório, cujo objetivo geral é definir o que é o Programa Saúde na Escola – PSE e suas diretrizes, discutindo o panorama do território de responsabilidades e verificando a sua relação com a intersetorialidade e a transdisciplinaridade. Os objetivos específicos são: definir o PSE; e discutir a relação da escola/educação com a saúde, como um território de responsabilidades mútuas."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS"
    "palavra_chave" => "ESCOLA, TRANSDISCIPLINARIDADE, INTERSETORIALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_14_08_2014_13_15_35_idinscrito_32959_779c4c9a00d9bc7b29924b9d756e57ab.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:27"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JULIANA RODRIGUES DE SOUZA ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "JULIANA ARAÚJO"
    "autor_email" => "juuenf@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7852
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1670
    "inscrito_id" => 32959
    "titulo" => "PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA – EXERCÍCIO DA INTERSETORIALIDADE E DA TRANSDISCIPLINARIDADE"
    "resumo" => "A escola é um espaço privilegiado para o desenvolvimento das ações de saúde, uma vez que é um campo estratégico para se trabalhar o resgate da cidadania e um celeiro para a difusão de informações, sendo considerado um importante ícone de mobilização social. Inicialmente, a saúde dos estudantes era cuidada de forma fragmentada, apesar da experiência brasileira da unificação dos Ministérios – Educação e Saúde. Na contemporaneidade, verificamos uma proposta mais ousada, porém muito pertinente, quando entendemos o sentido amplo que a saúde reflete. Nessa nova perspectiva, surge o Programa de Saúde na Escola – PSE. A finalidade desse programa perpassa pela contribuição da formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens. Para tanto, é necessário um arsenal de atores que estejam comprometidos com a proposta, e que estão diretamente envolvidos com a causa estudantil, são eles a Equipe Pedagógica local, assim como a equipe da Estratégia de Saúde da Família – ESF, que atua na área de abrangência/cobertura da escola/instituição. A retórica originada desse mix é uma articulação ainda maior, que transcende os campos de educação e saúde e buscam outros parceiros, como exemplos, citam-se os campos da religião, da política, do judiciário, da família e muitas outras possibilidades. O eixo do trabalho adquire características transdisciplinares e atuação passa a ser, obrigatoriamente, intersetorial.  A pesquisa é classificada como aplicada e possui o caráter exploratório, cujo objetivo geral é definir o que é o Programa Saúde na Escola – PSE e suas diretrizes, discutindo o panorama do território de responsabilidades e verificando a sua relação com a intersetorialidade e a transdisciplinaridade. Os objetivos específicos são: definir o PSE; e discutir a relação da escola/educação com a saúde, como um território de responsabilidades mútuas."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "MOVIMENTOS SOCIAIS, SUJEITOS E PROCESSOS EDUCATIVOS"
    "palavra_chave" => "ESCOLA, TRANSDISCIPLINARIDADE, INTERSETORIALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_14_08_2014_13_15_35_idinscrito_32959_779c4c9a00d9bc7b29924b9d756e57ab.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:27"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JULIANA RODRIGUES DE SOUZA ARAÚJO"
    "autor_nome_curto" => "JULIANA ARAÚJO"
    "autor_email" => "juuenf@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A escola é um espaço privilegiado para o desenvolvimento das ações de saúde, uma vez que é um campo estratégico para se trabalhar o resgate da cidadania e um celeiro para a difusão de informações, sendo considerado um importante ícone de mobilização social. Inicialmente, a saúde dos estudantes era cuidada de forma fragmentada, apesar da experiência brasileira da unificação dos Ministérios – Educação e Saúde. Na contemporaneidade, verificamos uma proposta mais ousada, porém muito pertinente, quando entendemos o sentido amplo que a saúde reflete. Nessa nova perspectiva, surge o Programa de Saúde na Escola – PSE. A finalidade desse programa perpassa pela contribuição da formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens. Para tanto, é necessário um arsenal de atores que estejam comprometidos com a proposta, e que estão diretamente envolvidos com a causa estudantil, são eles a Equipe Pedagógica local, assim como a equipe da Estratégia de Saúde da Família – ESF, que atua na área de abrangência/cobertura da escola/instituição. A retórica originada desse mix é uma articulação ainda maior, que transcende os campos de educação e saúde e buscam outros parceiros, como exemplos, citam-se os campos da religião, da política, do judiciário, da família e muitas outras possibilidades. O eixo do trabalho adquire características transdisciplinares e atuação passa a ser, obrigatoriamente, intersetorial. A pesquisa é classificada como aplicada e possui o caráter exploratório, cujo objetivo geral é definir o que é o Programa Saúde na Escola – PSE e suas diretrizes, discutindo o panorama do território de responsabilidades e verificando a sua relação com a intersetorialidade e a transdisciplinaridade. Os objetivos específicos são: definir o PSE; e discutir a relação da escola/educação com a saúde, como um território de responsabilidades mútuas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.