Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 220
FORMAÇÃO EM PEDAGOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO PROJETO FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORES

Palavra-chaves: PEDAGOGIA., FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORES., EXPERIÊNCIA. Pôster (PO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

FORMAÇÃO EM PEDAGOGIA: CONTRIBUIÇÕES DO PROJETO FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORESCabral, Isabel Cristina Gomes de Morais - UEPB agilisabel@hotmail.comLima, Giselle Camelo - UEPB gisellecamelo@hotmail.comVasconcelos, Teresa Cristina – UEPBtecriva13@gmail.comO presente trabalho é um relato da experiência que vem sendo vivenciada por estudantes do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)/campus I, na condição de cursistas do Projeto de Extensão Formação de Alfabetizadores. Esse projeto visa proporcionar estudos teórico-metodológicos para o desenvolvimento de competências necessárias a professores que ensinam crianças a ler e a escrever. Nele, o foco incide sobre o letramento e a diversidade textual por oferecerem a oportunidade do domínio da leitura e da escrita na constituição de sujeitos ativos na construção da sua cidadania. Sua base teórica e metodológica segue a do Programa de Formação de Professores Alfabetizadores, elaborado pela Secretaria de Educação Fundamental do Ministério da Educação. Trata de um curso com carga horária de 160 horas, sendo que 75% do tempo é destinado à formação em grupo e 25% ao trabalho pessoal (estudo e produção de textos e materiais que serão socializados no grupo ou entregues à formadora, tendo em vista a avaliação). Com este relato objetiva-se apresentar contribuições do referido Projeto à formação de professores, com ênfase na prática pedagógica no processo de alfabetização. No decorrer do curso percebeu-se que as orientações visavam, inicialmente, ao diagnóstico quanto à leitura e nível de escrita dos aprendizes. Neste sentido, foram feitos estudos teóricos, partindo da concepção de alfabetização como a aprendizagem do sistema de escrita e da linguagem escrita em seus diversos usos sociais, por se considerar imprescindível a aprendizagem simultânea dessas duas dimensões. Em seguida, as formadoras conduziram o planejamento de aulas que foram realizadas em classes escolhidas pelas cursistas, orientando-as sobre formas adequadas de fazer as intervenções necessárias quando as crianças se deparavam com conflitos em suas hipóteses de escrita. Os diagnósticos proporcionaram atuar e intervir com segurança, uma vez que o curso forneceu subsídios para proporcionar uma aprendizagem prazerosa e contínua no processo de alfabetização. Retornando aos encontros de formação houve interação das participantes na socialização das atividades realizadas na sala de aula. Esta metodologia contribuiu para uma prática docente significativa, pois levou em conta os contextos diferentes, de salas de aula que apresentavam heterogeneidade de saberes e vivências que devem ser considerados no ato de planejar. Afirma-se isto, pois um dos pontos importantes da formação docente é que o professor aprenda a considerar o mundo em que o aluno vive, para que, de forma contextualizada, planeje as atividades e faça as mediações adequadas. O Projeto ainda não foi concluído, mas, pelas experiências vivenciadas até agora, entende-se que ele traz muitas contribuições à formação de professores, porque a ênfase na prática pedagógica de alfabetização tem proporcionado crescimento profissional e intelectual das cursistas, futuras pedagogas.Palavras Chaves: Pedagogia. Formação de alfabetizadores. Experiência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.