Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 117
O USO DA METFORMINA NO TRATAMENTO DAS MULHERES PORTADORAS DA SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO

Palavra-chaves: INFERTILIDADE, METFORMINA, RESISTÊNCIA À INSULINA, SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO (SOP), Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 05: Ciências da Saúde: abordagens na Pesquisa e no Ensino Publicado em 10 de dezembro de 2020

Resumo

A SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO (SOP) É UMA DAS DESORDENS ENDOCRINOLÓGICAS QUE OCORRE EM MULHERES NA IDADE REPRODUTIVA, ENTRE 15 E 49 ANOS. A DEFICIÊNCIA OU A FALTA CRÔNICA DE OVULAÇÃO É UM DOS PRINCIPAIS SINAL DA SÍNDROME. ASSIM, ESSE SINTOMA AJUDA A DETECTÁ-LA. A ULTRASSONOGRAFIA PÉLVICA É O EXAME QUE APOIA O DIAGNÓSTICO. DIANTE DESTE CONTEXTO, FAZ-SE NECESSÁRIO RESSALTAR AS TERAPIAS MEDICAMENTOSAS DISPONÍVEIS PARA O TRATAMENTO DAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS, A FIM DE OBTER MELHOR RESULTADOS E EVITAR O APARECIMENTO DE MAIORES COMPLICAÇÕES À SAÚDE DE MULHERES PORTADORAS DA SOP. EXISTE UMA PREVALÊNCIA DE RESISTÊNCIA À INSULINA DE 54,2% A 70,6% EM MULHERES COM SOP. SENDO ASSIM, MAIS RECENTEMENTE DROGAS SENSIBILIZADORAS DE INSULINA TÊM SIDO UTILIZADAS COMO OPÇÃO TERAPÊUTICA PARA ESTA SÍNDROME. O PRESENTE ESTUDO OBJETIVOU IDENTIFICAR, ATRAVÉS DE UMA REVISÃO NARRATIVA, AS EVIDÊNCIAS DOS BENEFÍCIOS E MALEFÍCIOS DO USO DA METFORMINA NO TRATAMENTO DAS MULHERES PORTADORAS DA SOP. A METFORMINA TEM SIDO EXPLORADA E EXPANDIDA PARA ATUAR SOBRE TECIDOS ESPECÍFICOS, TAIS COMO O OVÁRIO, POIS EXISTE ASSOCIAÇÃO CONHECIDA ENTRE AS CONCENTRAÇÕES DE INSULINA E A INFERTILIDADE ANOVULATÓRIA. ESTUDOS EVIDENCIAM OS BENEFÍCIOS DESTA MEDICAÇÃO, TAIS COMO, AUXILIA NA MELHORA DO METABOLISMO DA GLICOSE, NA RESISTÊNCIA INSULÍNICA, CONTRIBUINDO NO TRATAMENTO DA INFERTILIDADE, INDUZINDO A OVULAÇÃO EM MULHERES ANOVULATÓRIAS, OBTENDO UM AUMENTO SIGNIFICATIVO DAS TAXAS DE OVULAÇÃO. ALÉM DAS EVIDÊNCIAS DO AUMENTO SIGNIFICATIVO DAS TAXAS DE GRAVIDEZ E MENORES TAXAS DE DIABETES GESTACIONAL, CONSEQUENTEMENTE OBTENDO UMA DIMINUIÇÃO DE ABORTOS ESPONTÂNEOS. LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO, A METFORMINA TEM MÍNIMOS EFEITOS COLATERAIS E CONTORNÁVEIS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.