Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 141
LEVANTAMENTO DAS PATOLOGIAS PRESENTES EM FACHADAS DE EDIFÍCIOS HISTÓRICOS NA CIDADE DE POMBAL/PB: O CASO DA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAO JOÃO DA MATA

Palavra-chaves: MAPA DE RISCO, FRONTE, RETRATIVA, , Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa Publicado em 10 de dezembro de 2020

Resumo

OS EDIFÍCIOS HISTÓRICOS TRAZEM CONSIGO O TESTEMUNHO DA HISTÓRIA E DA CULTURA, TODO UM LEGADO DE UM POVO QUE VIVEU NAQUELE MESMO LOCAL, EM ÉPOCAS DISTINTAS, TORNANDO BASTANTE IMPORTANTE SUA CONSERVAÇÃO. O PRESENTE TRABALHO TEVE COMO OBJETIVO IDENTIFICAR AS PATOLOGIAS PRESENTE NAS FACHADAS DE UM EDIFÍCIO HISTÓRICO, PARA POSTERIORMENTE SER PRODUZIDO UM MAPA DE RISCO. NESSE SENTIDO, FOI REALIZADO UM LEVANTAMENTO DAS MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS PRESENTES NAS FACHADAS DA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL JOÃO DA MATA, SITUADA EM UMA ÁREA HISTÓRICA, LOCALIZADA NA CIDADE DE POMBAL-PB. PARA MAIOR CONHECIMENTO DA OBRA, REALIZOU-SE UMA PESQUISA HISTÓRICA DO EDIFÍCIO, SEGUIDA POR VISITAS IN LOCO REGISTRANDO FOTOGRAFICAMENTE TODAS AS PATOLOGIAS ENCONTRADAS, IDENTIFICANDO-AS E COMPILANDO AS INFORMAÇÕES, EM QUE PARA MELHOR IDENTIFICAÇÃO CONFECCIONOU-SE UM MAPA DE RISCO, A FIM DE IDENTIFICAR A LOCALIZAÇÃO DE CADA MANIFESTAÇÃO NA FRONTE DA ESTRUTURA. PERCEBEU-SE QUE AS MANIFESTAÇÕES ENCONTRADAS NAS FACHADAS DO EDIFÍCIO SÃO PROVENIENTES, SOBRETUDO, DA AUSÊNCIA DE MANUTENÇÃO, SEJA ELA PREVENTIVA OU RETRATIVA, FALHA NA EXECUÇÃO DO REVESTIMENTO E DA PRESENÇA DE UMIDADE, PREDOMINANTE NAS DUAS FACHADAS. VERIFICOU-SE TAMBÉM QUE O DESCASCAMENTO DA PINTURA, MANCHAS DE UMIDADE, FISSURAÇÃO E O DESCOLAMENTO DO REVESTIMENTO FORAM ÀS PRINCIPAIS ANOMALIAS ENCONTRADAS, OCASIONADAS PELOS FATORES CITADOS ANTERIORMENTE. CONCLUI-SE QUE OS REGISTROS FOTOGRÁFICOS ALIADOS AO MAPA DE DANOS, SERVEM COMO MATERIAL DE AUXÍLIO PARA RESTAURAÇÕES FUTURAS, PRESERVANDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO LOCAL.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.