Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 352
AVALIAÇÃO DO USO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA

Palavra-chaves: ENGENHARIA DE MATERIAIS, EDIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS, MATÉRIA-PRIMA, , Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa Publicado em 10 de dezembro de 2020

Resumo

A CONSTRUÇÃO CIVIL É UM DOS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS PELO DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO DO PAÍS, NO ENTANTO TRAZ SÉRIOS PROBLEMAS PARA O MEIO AMBIENTE, DEIXANDO DE LADO OS IDEAIS DA SUSTENTABILIDADE. PROBLEMAS COMO DESPERDÍCIO, EXTRAÇÃO EXACERBADA DOS RECURSOS NATURAIS, DESCARTE IRREGULAR DOS ENTULHOS GERADOS, ENTRE OUTROS, SÃO MOTIVOS QUE JUSTIFICAM A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS COMO FORMA DE REAPROVEITAMENTO DESTES E DIMINUIÇÃO DO CONSUMO DE MATÉRIAS-PRIMAS VIRGENS, POR EXEMPLO. O OBJETIVO DESTE ARTIGO CONSISTE EM EXEMPLIFICAR A PARTICIPAÇÃO DESSE SETOR DA ECONOMIA NO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL VISANDO MITIGAR OS TRANSTORNOS GERADOS PELA FABRICAÇÃO, MANEJO E DESCARTE DOS MATERIAIS CONVENCIONAIS, BEM COMO MOSTRAR A IMPORTÂNCIA DO USO DOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, OS ENTRAVES QUE OS MATERIAIS ALTERNATIVOS ENCONTRAM PARA ADENTRAR NO MERCADO, AS POLÍTICAS DE INCENTIVO PARA QUE ESSAS NOVAS SOLUÇÕES SEJAM ACEITAS PELOS CONSUMIDORES AINDA RECEOSOS E POR FIM, OS TIPOS DE MATERIAIS NÃO CONVENCIONAIS, SUAS CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS QUE CHEGAM COMO UMA ÓTIMA PROPOSTA DE SERVENTIA PARA OS FUTUROS PROFISSIONAIS. A METODOLOGIA EMPREGADA É DE CARÁTER DESCRITIVO, ASSIM COMO QUALITATIVO DA PRODUÇÃO ACADÊMICA E CIENTÍFICA, ACERCA DOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, QUE COMPREENDE DESDE A RETIRADA DO MATERIAL VIRGEM ATÉ O SEU DESCARTE FINAL NO MEIO AMBIENTE. A DISSEMINAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS ALTERNATIVOS NO CANTEIRO DE OBRAS, PODE SER VISTO COMO UM GRANDE AVANÇO PARA A SUSTENTABILIDADE NO NOSSO PLANETA, SENDO O MESMO TÃO VIÁVEL QUANTO O EMPREGO DOS TRADICIONAIS NO SENTIDO DE CONFORTO, SEGURANÇA E DURABILIDADE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.