Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

INFLUÊNCIA DA DENSIDADE DE CORRENTE NA EFICIÊNCIA DE CORRENTE E NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE LIGAS DE NI-MO OBTIDAS POR ELETRODEPOSIÇÃO

Palavra-chaves: ELETRODEPOSIÇÃO, NI-MO, GLUCONATO DE SÓDIO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA, EFICIÊNCIA DE CORRENTE Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 06: Engenharias  e Arquitetura : abordagens sobre Ensino e Pesquisa Publicado em 10 de dezembro de 2020

Resumo

AS LIGAS DE NI-MO SÃO LARGAMENTE ESTUDADAS DEVIDO ÀS PROPRIEDADES QUE SÃO CONFERIDAS A ELAS, PRINCIPALMENTE DECORRENTES DO MOLIBDÊNIO: ALTA RESISTÊNCIA À CORROSÃO, BAIXO COEFICIENTE DE DILATAÇÃO TÉRMICA E ALTA RESISTÊNCIA CONTRACHOQUES MECÂNICOS. ALGUMAS DE SUAS APLICAÇÕES SÃO PARA FINS DE REVESTIMENTO METÁLICO, SUPORTE PARA CATALISADORES E PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO. A UTILIZAÇÃO DE CITRATOS COMO AGENTES COMPLEXANTES É MAIS COMUM, MUITO EMBORA OUTROS ADITIVOS PODEM SER UTILIZADOS NA ELETRODEPOSIÇÃO DESSE MATERIAL. DIVERSOS FATORES INFLUENCIAM NA ELETRODEPOSIÇÃO DE LIGAS DE NI-MO: PH, TEMPERATURA, AGITAÇÃO E DENSIDADE DE CORRENTE, ETC. NESTE TRABALHO, A INFLUÊNCIA DA DENSIDADE DE CORRENTE NA ELETRODEPOSIÇÃO DE LIGAS DE NI-MO UTILIZANDO GLUCONATO DE SÓDIO COMO COMPLEXANTE FOI AVALIADA. AS LIGAS OBTIDAS FORAM CARACTERIZADAS QUANTO À COMPOSIÇÃO QUÍMICA. O PROCESSO DE ELETRODEPOSIÇÃO FOI AVALIADO EM TERMOS DE EFICIÊNCIA DE CORRENTE O MAIOR TEOR DE MOLIBDÊNIO OBTIDO NAS LIGAS FOI 43 WT.%. PARA A EFICIÊNCIA DE CORRENTE DO PROCESSO DE DEPOSIÇÃO, O MAIOR VALOR DE EFICIÊNCIA FOI EM TORNO DE 26%.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.