Artigo Anais do V CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 94
O DESCARTE DE ÓLEO DE COZINHA ANALISADO POR MEIO DA ESTRUTURA DO SISTEMA SOCIOECOLÓGICO (SSE)

Palavra-chaves: DESCARTE DE ÓLEO DE COZINHA, SISTEMA SOCIOECOLÓGICO, AÇÕES SUSTENTÁVEIS, , Comunicação Oral (Artigo Completo) AT 10: Ciência Ambiental: No Ensino e na Pesquisa

Resumo

OS ÓLEOS RESIDUAIS SÃO PRINCIPALMENTE PRODUZIDOS EM RESIDÊNCIAS E ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS OU ATÉ INDUSTRIAIS E SEU DESCARTE INADEQUADO É RESPONSÁVEL POR ALGUMAS CONSEQUÊNCIAS QUE SÃO INDESEJÁVEIS PARA O BOM FUNCIONAMENTO DO MEIO AMBIENTE (ENTUPIMENTOS E TRANSBORDAMENTOS DE REDES DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO AO REALIZAR O DESCARTE DIRETAMENTE EM TUBULAÇÕES, POLUIÇÃO DO SOLO E/OU DE MANANCIAIS E LIBERAÇÃO DE ODOR FORTE QUANDO DESCARTADO A CÉU ABERTO). ESTE TRABALHO OBJETIVA AVALIAR A SUSTENTABILIDADE DO SISTEMA DE DESCARTE DE ÓLEO DE COZINHA RESIDUAL NO MUNICÍPIO DE SANTA TERESINHA – PB. PARA ISSO, PRIMEIRAMENTE, CONSTRUIU-SE A ESTRUTURA DO SISTEMA SOCIOECOLÓGICO (SSE) BUSCANDO O DIAGNÓSTICO DE SUSTENTABILIDADE DA SITUAÇÃO PROBLEMA E EM SEGUNDO LUGAR FEITA UMA ANÁLISE PARA INDICAR AÇÕES QUE TORNEM A SISTEMA DE DESCARTE DO ÓLEO DE COZINHA MAIS SUSTENTÁVEL. ASSIM, OBTEVE-SE QUE A SITUAÇÃO DO DESCARTE DE ÓLEO DE COZINHA CONFIGURA UM SISTEMA POUCO SUSTENTÁVEL, APRESENTANDO ALGUMAS FALHAS, COMO POR EXEMPLO: DESINFORMAÇÃO, BAIXO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E AUSÊNCIA DE LEGISLAÇÃO, SENDO EM MAIOR PARTE DESCARTADO DIRETAMENTE EM TUBULAÇÕES DOMÉSTICAS SEM CONHECIMENTO DOS USUÁRIOS SOBRE OS RISCOS. COM ISSO, CONCLUIU-SE QUE O MUNICÍPIO DE SANTA TERESINHA – PB APRESENTA UM POTENCIAL RISCO DE GERAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS E QUE A METODOLOGIA APLICADA FAVORECE O ESCLARECIMENTO DOS PONTOS QUE MERECEM MAIOR ATENÇÃO NA ANÁLISE DE UMA SITUAÇÃO PROBLEMA.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.