Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ENSINANDO A ESCREVER: O GÊNERO CARTA DO LEITOR EM QUESTÃO

Palavra-chaves: ESCRITA, GÊNEROS, ENSINO Comunicação Oral (CO) ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1637
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7206
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1233
    "inscrito_id" => 493
    "titulo" => "ENSINANDO A ESCREVER: O GÊNERO CARTA DO LEITOR EM QUESTÃO"
    "resumo" => "ENSINANDO A ESCREVER: O GÊNERO CARTA DO LEITOR EM QUESTÃOMônica Farias de Vasconcelos Oliveira (UEPB) Clara Regina Rodrigues de Souza (UFCG/ POSLE/ UEPB)Este trabalho integra uma pesquisa acerca das atividades de escrita produzidas nas aulas de Português, compreendendo o gênero textual Carta do leitor. Surgiu das aulas de Prática Pedagógica II do curso de Letras Português do 3º Período, durante discussões sobre a prática e modelo percebidos no contexto da escrita no ensino fundamental II, através de atividades apresentadas nos LDs. Neste, objetivamos refletir sobre o ensino de escrita como prática situada a partir de uma atividade de LD. De modo específico, objetivamos descrever uma atividade de escrita sobre o gênero carta do leitor e verificar o ensino de Língua Portuguesa pela escrita de gêneros textuais. Seguimos uma concepção sociointeracionista de ensino/ aprendizagem, tendo como objeto de análise o livro didático Português - Literatura - Gramática - Produção de Texto - Volume Único - (SARMENTO; TUFANO, 2004). Partimos da premissa de que para se criar um aluno escritor, é preciso instigá-lo à prática da leitura, colocando-o em contato com diversos gêneros textuais e levando-o a observar sua intencionalidade, a fim de tornar a prática da escrita um elo sociocomunicativo.  Questionamos a ausência de atividades que motivem os alunos a escrever e de explicações acerca das características do gênero trabalhado. Adotamos uma metodologia de abordagem qualitativa e relacionamos os estudos de teóricos que versam sobre o ensino de escrita pelos gêneros textuais, a exemplo de Antunes (2007), Azeredo (2007), Schneuwly e Dolz (1999).  Os resultados obtidos apontam a escrita como um elo de comunicação, onde o aluno é levado a produzir textos a partir do que aprendeu em sala de aula, através de atividades que o motivem a escrever. Concluímos que é o professor quem proporciona a interação do aluno com o texto e com o autor, uma vez que o Livro didático não é suficiente para essa prática, sendo apenas um instrumento no processo de ensino/aprendizagem."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA"
    "palavra_chave" => "ESCRITA, GÊNEROS, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_11_08_2014_22_37_04_idinscrito_493_51f2bcc9d4326e68b08489c64ec2b00d.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:25"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MÔNICA FARIAS DE VASCONCELOS OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "MAGISTRA MÔNICA"
    "autor_email" => "monica06farias@gmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7206
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 1233
    "inscrito_id" => 493
    "titulo" => "ENSINANDO A ESCREVER: O GÊNERO CARTA DO LEITOR EM QUESTÃO"
    "resumo" => "ENSINANDO A ESCREVER: O GÊNERO CARTA DO LEITOR EM QUESTÃOMônica Farias de Vasconcelos Oliveira (UEPB) Clara Regina Rodrigues de Souza (UFCG/ POSLE/ UEPB)Este trabalho integra uma pesquisa acerca das atividades de escrita produzidas nas aulas de Português, compreendendo o gênero textual Carta do leitor. Surgiu das aulas de Prática Pedagógica II do curso de Letras Português do 3º Período, durante discussões sobre a prática e modelo percebidos no contexto da escrita no ensino fundamental II, através de atividades apresentadas nos LDs. Neste, objetivamos refletir sobre o ensino de escrita como prática situada a partir de uma atividade de LD. De modo específico, objetivamos descrever uma atividade de escrita sobre o gênero carta do leitor e verificar o ensino de Língua Portuguesa pela escrita de gêneros textuais. Seguimos uma concepção sociointeracionista de ensino/ aprendizagem, tendo como objeto de análise o livro didático Português - Literatura - Gramática - Produção de Texto - Volume Único - (SARMENTO; TUFANO, 2004). Partimos da premissa de que para se criar um aluno escritor, é preciso instigá-lo à prática da leitura, colocando-o em contato com diversos gêneros textuais e levando-o a observar sua intencionalidade, a fim de tornar a prática da escrita um elo sociocomunicativo.  Questionamos a ausência de atividades que motivem os alunos a escrever e de explicações acerca das características do gênero trabalhado. Adotamos uma metodologia de abordagem qualitativa e relacionamos os estudos de teóricos que versam sobre o ensino de escrita pelos gêneros textuais, a exemplo de Antunes (2007), Azeredo (2007), Schneuwly e Dolz (1999).  Os resultados obtidos apontam a escrita como um elo de comunicação, onde o aluno é levado a produzir textos a partir do que aprendeu em sala de aula, através de atividades que o motivem a escrever. Concluímos que é o professor quem proporciona a interação do aluno com o texto e com o autor, uma vez que o Livro didático não é suficiente para essa prática, sendo apenas um instrumento no processo de ensino/aprendizagem."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA"
    "palavra_chave" => "ESCRITA, GÊNEROS, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_11_08_2014_22_37_04_idinscrito_493_51f2bcc9d4326e68b08489c64ec2b00d.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:25"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MÔNICA FARIAS DE VASCONCELOS OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "MAGISTRA MÔNICA"
    "autor_email" => "monica06farias@gmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

ENSINANDO A ESCREVER: O GÊNERO CARTA DO LEITOR EM QUESTÃOMônica Farias de Vasconcelos Oliveira (UEPB) Clara Regina Rodrigues de Souza (UFCG/ POSLE/ UEPB)Este trabalho integra uma pesquisa acerca das atividades de escrita produzidas nas aulas de Português, compreendendo o gênero textual Carta do leitor. Surgiu das aulas de Prática Pedagógica II do curso de Letras Português do 3º Período, durante discussões sobre a prática e modelo percebidos no contexto da escrita no ensino fundamental II, através de atividades apresentadas nos LDs. Neste, objetivamos refletir sobre o ensino de escrita como prática situada a partir de uma atividade de LD. De modo específico, objetivamos descrever uma atividade de escrita sobre o gênero carta do leitor e verificar o ensino de Língua Portuguesa pela escrita de gêneros textuais. Seguimos uma concepção sociointeracionista de ensino/ aprendizagem, tendo como objeto de análise o livro didático Português - Literatura - Gramática - Produção de Texto - Volume Único - (SARMENTO; TUFANO, 2004). Partimos da premissa de que para se criar um aluno escritor, é preciso instigá-lo à prática da leitura, colocando-o em contato com diversos gêneros textuais e levando-o a observar sua intencionalidade, a fim de tornar a prática da escrita um elo sociocomunicativo. Questionamos a ausência de atividades que motivem os alunos a escrever e de explicações acerca das características do gênero trabalhado. Adotamos uma metodologia de abordagem qualitativa e relacionamos os estudos de teóricos que versam sobre o ensino de escrita pelos gêneros textuais, a exemplo de Antunes (2007), Azeredo (2007), Schneuwly e Dolz (1999). Os resultados obtidos apontam a escrita como um elo de comunicação, onde o aluno é levado a produzir textos a partir do que aprendeu em sala de aula, através de atividades que o motivem a escrever. Concluímos que é o professor quem proporciona a interação do aluno com o texto e com o autor, uma vez que o Livro didático não é suficiente para essa prática, sendo apenas um instrumento no processo de ensino/aprendizagem.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.