Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

PRÁTICA DE LEITURA NA EJA COM O USO DE REVISTA: UM DIÁLOGO ENTRE EDUCAÇÃO E QUESTÕES DE GÊNERO

Palavra-chaves: LEITURA DE REVISTAS, QUESTÕES DE GÊNEROS, EJA Comunicação Oral (CO) GÊNERO, SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7803
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 631
    "inscrito_id" => 3599
    "titulo" => "PRÁTICA DE LEITURA NA EJA COM O USO DE REVISTA: UM DIÁLOGO ENTRE EDUCAÇÃO E QUESTÕES DE GÊNERO"
    "resumo" => "A EJA é constituída de diferentes atores sociais que ao longo de suas vidas acumulam uma história de fracasso escolar. Nesse percurso de insucesso escolar ainda se observa na contemporaneidade o preconceito de gênero com relação ao direito da mulher de investir em sua educação. A negação de tal direito contribui para a exclusão social quanto ao fazer uso da leitura nos diferentes domínios discursivos da linguagem. Busca-se mediante um trabalho com revistas disponibilizar para o aluno da EJA ações didáticas que estimulem o aluno-leitor a conceber a leitura numa perspectiva de entender o sentido do texto, que vai além do processo de decodificação, contribuindo para a formação de um leitor proficiente, neste caso, especificamente para as mulheres, com o incentivo a luta contra a cultura machista, que a impede de frequentar a escola. Este artigo busca apresentar resultados de uma pesquisa realizada numa sala de aula da EJA, da rede municipal de ensino de Campina Grande-PB, no segundo semestre de 2012, compreendendo o uso de revistas na sala de aula numa abordagem interacionista sociodiscursiva. Como aporte teórico, citamos Bronckart (1999), Bauman (2009), Freire (2007), Moita Lopes (2013), Rodrigues (2009) entre outros. Os dados apontam que a leitura crítica é incorporada através de ações evidenciadas dentro e fora da escola, por parte dos participantes da pesquisa que se efetivam com discursos que constituem mulheres em meio a uma sociedade que reprime vozes não autorizadas. Um estudo que caminha em conformidade com as pesquisas contemporâneas que dialogam com a educação e questões de gênero e sexualidade em prol da formação de professores que atuem na Educação Básica."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GÊNERO, SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO"
    "palavra_chave" => "LEITURA DE REVISTAS, QUESTÕES DE GÊNEROS, EJA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_10_08_2014_08_36_18_idinscrito_3599_052bac9d1213a7136187c240e5c9e718.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:27"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROSELY DE OLIVEIRA MACÁRIO"
    "autor_nome_curto" => "ROSELY MACÁRIO"
    "autor_email" => "roselymacario@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7803
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 631
    "inscrito_id" => 3599
    "titulo" => "PRÁTICA DE LEITURA NA EJA COM O USO DE REVISTA: UM DIÁLOGO ENTRE EDUCAÇÃO E QUESTÕES DE GÊNERO"
    "resumo" => "A EJA é constituída de diferentes atores sociais que ao longo de suas vidas acumulam uma história de fracasso escolar. Nesse percurso de insucesso escolar ainda se observa na contemporaneidade o preconceito de gênero com relação ao direito da mulher de investir em sua educação. A negação de tal direito contribui para a exclusão social quanto ao fazer uso da leitura nos diferentes domínios discursivos da linguagem. Busca-se mediante um trabalho com revistas disponibilizar para o aluno da EJA ações didáticas que estimulem o aluno-leitor a conceber a leitura numa perspectiva de entender o sentido do texto, que vai além do processo de decodificação, contribuindo para a formação de um leitor proficiente, neste caso, especificamente para as mulheres, com o incentivo a luta contra a cultura machista, que a impede de frequentar a escola. Este artigo busca apresentar resultados de uma pesquisa realizada numa sala de aula da EJA, da rede municipal de ensino de Campina Grande-PB, no segundo semestre de 2012, compreendendo o uso de revistas na sala de aula numa abordagem interacionista sociodiscursiva. Como aporte teórico, citamos Bronckart (1999), Bauman (2009), Freire (2007), Moita Lopes (2013), Rodrigues (2009) entre outros. Os dados apontam que a leitura crítica é incorporada através de ações evidenciadas dentro e fora da escola, por parte dos participantes da pesquisa que se efetivam com discursos que constituem mulheres em meio a uma sociedade que reprime vozes não autorizadas. Um estudo que caminha em conformidade com as pesquisas contemporâneas que dialogam com a educação e questões de gênero e sexualidade em prol da formação de professores que atuem na Educação Básica."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GÊNERO, SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO"
    "palavra_chave" => "LEITURA DE REVISTAS, QUESTÕES DE GÊNEROS, EJA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_10_08_2014_08_36_18_idinscrito_3599_052bac9d1213a7136187c240e5c9e718.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:27"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROSELY DE OLIVEIRA MACÁRIO"
    "autor_nome_curto" => "ROSELY MACÁRIO"
    "autor_email" => "roselymacario@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UEPB"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A EJA é constituída de diferentes atores sociais que ao longo de suas vidas acumulam uma história de fracasso escolar. Nesse percurso de insucesso escolar ainda se observa na contemporaneidade o preconceito de gênero com relação ao direito da mulher de investir em sua educação. A negação de tal direito contribui para a exclusão social quanto ao fazer uso da leitura nos diferentes domínios discursivos da linguagem. Busca-se mediante um trabalho com revistas disponibilizar para o aluno da EJA ações didáticas que estimulem o aluno-leitor a conceber a leitura numa perspectiva de entender o sentido do texto, que vai além do processo de decodificação, contribuindo para a formação de um leitor proficiente, neste caso, especificamente para as mulheres, com o incentivo a luta contra a cultura machista, que a impede de frequentar a escola. Este artigo busca apresentar resultados de uma pesquisa realizada numa sala de aula da EJA, da rede municipal de ensino de Campina Grande-PB, no segundo semestre de 2012, compreendendo o uso de revistas na sala de aula numa abordagem interacionista sociodiscursiva. Como aporte teórico, citamos Bronckart (1999), Bauman (2009), Freire (2007), Moita Lopes (2013), Rodrigues (2009) entre outros. Os dados apontam que a leitura crítica é incorporada através de ações evidenciadas dentro e fora da escola, por parte dos participantes da pesquisa que se efetivam com discursos que constituem mulheres em meio a uma sociedade que reprime vozes não autorizadas. Um estudo que caminha em conformidade com as pesquisas contemporâneas que dialogam com a educação e questões de gênero e sexualidade em prol da formação de professores que atuem na Educação Básica.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.