Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 196
EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO BIOMA CAATINGA: A FLORA LOCAL SOB O OLHAR DE ACADÊMICOS DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Palavra-chaves: FLORA, MEIO AMBIENTE, SEMIÁRIDO Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO AMBIENTAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A inclusão da Educação Ambiental para conservação e preservação do bioma caatinga torna-se fundamental na formação de ensino superior, tais como nos cursos de graduação em Ciências Biológicas. Esse trabalho teve como objetivo avaliar o conhecimento dos alunos universitário de um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas sobre a diversidade florística do bioma caatinga. Para tanto, um questionário foi aplicado a 35 alunos universitário que cursavam entre o terceiro e quinto semestre do curso de Ciências Biológicas da Universidade pública. O questionário perguntava: quantas espécies de plantas do bioma caatinga eles conheciam e quais os seus nomes. As espécies de plantas do bioma caatinga mais conhecidas pelos graduandos do curso de Ciências Biológicas entrevistados foram: Pilosocereus polygonus (xique-xique); Caesalpinia pyramidalis (catingueira); Cnidoscolus phyllacanthus (favela); Mimosa tenuiflora (jurema); Ziziphus joazeiro (juazeiro), sendo o xique-xique e a catingueira as espécies mais citadas e conhecidas por eles. Os alunos conhecem, em média, 4 espécies de plantas do bioma caatinga. Essa é uma média significativa, entretanto, espera-se que os futuros biólogos conheçam mais, tanto em quantidade quanto em utilidade sobre as espécies de plantas da região semiárida, visando uma maior diversidade da flora e da fauna nativas da caatinga e da região em que vivem.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.