Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ANÁLISE DE LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO: COMO OS CONTEÚDOS DE BIOLOGIA CELULAR ESTÃO SENDO ABORDADOS?

Palavra-chaves: BIOLOGIA CELULAR, LIVRO DIDÁTICO, ANÁLISE Pôster (PO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O ensino de biologia celular, na maioria das vezes, apresenta uma tendência a mecanização, ou seja, é baseado em repetições, limitando-se apenas a memorização de conceitos. O livro didático é uma importante ferramenta de ensino, na qual o professor pode revisitar seus conhecimentos específicos e receber sugestões de como apresentar os conteúdos. Assim, se faz necessário que este recurso tenha uma proposta inovadora, que fuja da mecanização dos conteúdos e que torne o ensino de Biologia celular mais dinâmico e eficaz. Nessa perspectiva, este trabalho busca refletir sobre como os conteúdos da Biologia Celular estão sendo abordados no livro didático. Para isso, objetiva-se conhecer um livro didático do Ensino Médio de Biologia com a finalidade de analisar sua proposta de trabalho para o estudo do universo celular. Para realizar a análise, o livro escolhido foi Biologia Hoje (Sérgio Linhares e Fernando Gewandsznajder), Editora Ática, 1ª edição, 2012 com base em dois critérios, sendo o primeiro através de sorteio e o segundo a sua inclusão no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) nos anos de 2012, 2013 e 2014. Foram escolhidos alguns capítulos da Unidade II: o 7 (Uma visão geral da célula), o 8 (Membrana plásmatica), o 9 (citoplasma), o 12 (Núcleo, Cromossomos e Clonagem) e o 14 (Divisão Celular). Estes apresentam 12, 15, 15, 12 e 11 páginas, respectivamente. A escolha é justificada por estes capítulos serem imprescindíveis para a compreensão em Biologia Celular e pela experiência dos autores nesta área de conhecimento. Os critérios escolhidos para analisar o livro didático selecionado considera os conteúdos teóricos, os recursos visuais e as informações complementares. Foi feita uma revisão bibliográfica que se acosta nas ideias de Freire (1996), Mizukami (1986) e Libâneo (2002. Com base na análise realizada, percebe-se que sob um enfoque geral, os capítulos-alvos apresentam-se coerentes com algumas categorias freireanas. Observa-se que o livro didático selecionado faz um recorte histórico dos conteúdos, abordando sua evolução ao longo do tempo, utiliza uma linguagem bastante acessível, além de ressaltar a pronúncia das palavras de origem estrangeira. Além disso, percebe-se que o autor expõe o conteúdo de modo interativo, apresentando questões reflexivas antes de explicar o problema, favorecendo assim a presença do ciclo gnosiológico proposto por Freire. Destaca-se também a presença de textos introdutórios que abre espaço para os conhecimentos prévios dos alunos. Considerando-se os recursos visuais, nota-se que os desenhos esquemáticos são nítidos e explicativos. No entanto, percebe-se a carência de micrografias ópticas ou eletrônicas. Ainda outro aspecto relevante encontrado no livro analisado refere-se a proposta de aulas práticas ao final de cada capítulo, sendo isso importante já que a vivência de certa experiência facilita a fixação do conteúdo a ela relacionado. Além dessa observação, percebe-se a grande aplicabilidade dos conteúdos encontrada nos Quadros “Biologia & Saúde”, “Biologia & Tecnologia”, “Biologia & Sociedade” e “Aplique seus conhecimentos”. Portanto, é necessário que o livro didático se enquadre numa proposta inovadora, abrindo espaço para os estudantes se posicionarem criticamente diante o conteúdo e relacionarem a teoria com a prática.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.