Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 185
JUVENTUDE E ESCOLHA PROFISSIONAL: A QUESTÃO DA ORIENTAÇÃO VOCACIONAL PARA ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS

Palavra-chaves: PROFISSÃO, ESCOLA, TRABALHO Pôster (PO) FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A escola é um lugar privilegiado para fazermos reflexões sobre as tensões e ambiguidades vivenciadas pelos jovens, levando em conta a sua condição juvenil. E quando a escola entende que a escolha da profissão se refere ao lugar que se deseja ocupar na sociedade, e não apenas à aprovação no vestibular, o foco das ações deixa de ser a preocupação exclusiva com os conteúdos das matérias específicas, e passa a ser desenvolvimento de ações junto aos alunos, pais e professores que viabilizem a construção do projeto profissional de seus estudantes. Este trabalho teve como objetivo verificar a importância da escolha profissional para os alunos pré-vestibulandos da Escola Estadual Monsenhor José da Silva Coutinho, da cidade de Esperança – PB, refletindo sobre seus desejos e desafios, motivando-os e instigando-os a pensar sobre as demandas sociais e ao curso que irão escolher. Assim como, a relação dos jovens com a escola, sendo esta um lugar privilegiado para trabalhar a questão da escolha da profissão, se referindo a mesma como oportunidade de se desenvolver e decidir o seu projeto de vida, e não apenas a preocupação na aprovação das séries do Ensino Médio e consequentemente no ENEM e vestibulares. Os discentes deste segmento são adolescentes em busca de identidade, que estão em fase de transição, e com a chegada do terceiro ano, as cobranças relacionadas a esta escolha aumentam, de um lado a escola cobrando a sua aprovação nesta série, de outro a família querendo saber qual a decisão que tomaram. Sabendo que o desafio para as escolas é grande, e assessorar o estudante na construção de um projeto profissional pode ser o diferencial competitivo que a escola pode oferecer. Norteando seus alunos sobre o percurso profissional a seguir. Os participantes desta pesquisa são adolescentes entre 16 e 18 anos de idade, todos no terceiro ano médio. Sendo um total de 33 alunos, 14 de sexo masculino e 19 do sexo feminino. A metodologia utilizada caracterizou-se como sendo um estudo qualitativo, para tal foi utilizada a observação de sala de aula, assim como a aplicação de um questionário para compreender como os alunos encaram este momento de decisão. Os resultados obtidos foram muito satisfatórios, pois indicaram que a maioria escutam todas as informações que consideram importantes sobre o processo de escolha profissional, todavia, também levam em consideração suas vontades e limites, dando preferência por fazer algo que se sinta bem realizado nas atividades relacionadas a profissão que escolham, uma boa quantidade de alunos mencionou que um dos maiores obstáculos para o ingresso a universidade é a questão do transporte, e por fim um dado bastante positivo foi a grande maioria ter como objetivo ingressar em um curso superior em detrimento de cursos técnicos e profissionalizantes, ou seja, alunos que acreditam que para ter sucesso profissional, necessitam ter uma graduação.Palavras-chave: Profissão. Escola. Trabalho.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.