Artigo Anais VII CONEDU - Edição Online

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 218
INFLUÊNCIA DO VOLUME DE ÁGUA EM CRIADOUROS ARTIFICIAIS SOBRE A DURAÇÃO DO CICLO DE VIDA DO AEDES AEGYPTI

Palavra-chaves: AEDES AEGYPTI, CICLO DE VIDA, VOLUME DE ÁGUA, CRIADOUROS ARTIFICIAIS, Pôster (PO) GT 16 - Ensino de Ciências Publicado em 04 de novembro de 2020

Resumo

O AEDES AEGYPTI É UM MOSQUITO DE ORIGEM AFRICANA, ADAPTADO AO AMBIENTE URBANO E AMPLAMENTE PRESENTE NO BRASIL. CONSIDERANDO A DEPENDÊNCIA DESSE INSETO DOS CRIADOUROS PRODUZIDOS PELO HOMEM, A ADAPTAÇÃO A RECIPIENTES COM POUCA ÁGUA E A IMPORTÂNCIA DAS FASES AQUÁTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DO SEU CICLO DE VIDA, PROCUROU-SE, NESTE ESTUDO, INVESTIGAR A INFLUÊNCIA DO VOLUME DE ÁGUA EM CRIADOUROS ARTIFICIAIS SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO CICLO DE VIDA DO MOSQUITO. A PESQUISA FOI DESENVOLVIDA NA ESCOLA MUNICIPAL PROFª LENITA DE SENA NACHIF, SITUADA EM CAMPO GRANDE, MS, COM AUXÍLIO DO LABORATÓRIO DE ZOOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, QUE CEDEU O MATERIAL BIOLÓGICO. NA ANÁLISE DOS RESULTADOS, VERIFICOU-SE QUE O CICLO DE VIDA DO MOSQUITO FOI VIÁVEL EM TODOS OS TRATAMENTOS QUE CONTINHAM, RESPECTIVAMENTE, 1 ML, 1,5 ML E 2 ML DE ÁGUA. ALÉM DISSO, FOI CONSTATADO QUE O VOLUME DE ÁGUA INFLUENCIOU NA DURAÇÃO DO CICLO DE VIDA DO MOSQUITO, POIS NOS TRATAMENTOS COM MENOS ÁGUA AS FASES AQUÁTICAS SE DESENVOLVERAM MAIS RAPIDAMENTE DO QUE NOS QUE CONTINHAM MAIS ÁGUA. DIANTE DISSO, RESSALTA-SE QUE OS RESULTADOS DA PESQUISA PODEM AUXILIAR NO CORRETO DESCARTE DE ÁGUAS COM FOCOS DO MOSQUITO, POIS AS FASES IMATURAS PODEM PERMANECER VIÁVEIS E SE DEVOLVER EM MENOR TEMPO EM LOCAIS COM POUCA ÁGUA, CHEGANDO À FASE ADULTA, RESPONSÁVEL PELA VEICULAÇÃO DOS VÍRUS DA DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA. ESSA INFORMAÇÃO É RELEVANTE PARA ORIENTAR OS PROCEDIMENTOS DE COMBATE AO MOSQUITO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.