Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A ORALIDADE E O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

Palavra-chaves: ORALIDADE, ESCRITA, ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA Comunicação Oral (CO) ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Nas últimas décadas, percebemos uma maior preocupação dos estudiosos com a linguagem oral. Prova disso é a elevação das pesquisas que se preocupam com a questão da oralidade no que tange ao aprendizado da língua materna na escola. Este artigo tem como objetivo apresentar algumas reflexões sobre o trabalho com a oralidade, no ensino de língua materna, e suas implicações para o desenvolvimento da competência comunicativa do aluno. As reflexões orientam-se pelos pressupostos da Sociolinguística Educacional (BORTONI-RICARDO, 2004, 2005, 2006), e pelos estudos de Castilho (1998), Marcuschi (2001) entre outros, que discutem sobre a temática. Faz-se necessária uma maior abertura da escola para o uso da oralidade em sala de aula, em que seja adotada uma visão de língua como um feixe de variedades, para que se promova uma melhor compreensão e aceitação das diferenças dialetais por parte de alunos e professores.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.