Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DURANTE A DITADURA MILITAR NO BRASIL (1964-1984)

Palavra-chaves: GESTÃO, DITADURA MILITAR, REFORMA EDUCACIONAL Comunicação Oral (CO) HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 6646
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 17
    "inscrito_id" => 273
    "titulo" => "A ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DURANTE A DITADURA MILITAR NO BRASIL (1964-1984)"
    "resumo" => "O presente artigo aborda historicamente a gestão escolar durante o período da ditadura militar no Brasil, que sucedeu de 1964 a 1984 quando o regime político no país foi violentamente modificado com o golpe civil-militar que culminou na adoção de métodos repressivos da liberdade e desconstrução do período de fertilidade educacional antecessor a tomada de poder. Optamos por uma metodologia teórico-bibliográfica pautada em Luiz Antônio Cunha e Moacyr de Góes. O principal objetivo foi analisar o modelo de educação vigente no período da Ditadura Militar no governo brasileiro e suas contribuições na reforma educacional. Explorando as contribuições para formação da educação profissionalizante em detrimento do crescimento no setor industrial, e incentivo na criação de instituições escolares com índole privada em todos os níveis: básico, médio e superior. Para apreender a influência internacional na educação brasileira iremos perscrutar o acordo MEC-USAID respaldado na ideologia empresarial Taylorista-Fordista de produção e suas respectivas consequências, primordialmente, para o Ensino Superior. Posteriormente, podemos observar os principais pontos a serem conquistados com a promulgação das leis nº 5.540/68 pautada na divisão do currículo do Ensino Superior em dois ciclos, básico e profissionalizante e nº 5.692/71 caracterizada pela reforma nos Ensinos Básico e Médio, voltadas a formação de mão de obra qualificada em menor tempo e menos investimento. Em vista disso, podemos concluir que a pretensão educacional consiste em manter a estrutura de desigualdade social."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO"
    "palavra_chave" => "GESTÃO, DITADURA MILITAR, REFORMA EDUCACIONAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_29_04_2014_19_59_44_idinscrito_273_b8aa1ae608a0f8e43948ea09220b3a83.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:23"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RENATA LEITE MOURA"
    "autor_nome_curto" => "RENATA LEITE"
    "autor_email" => "renata.leite@aluno.uece.b"
    "autor_ies" => "FECLESC-UECE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 6646
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 17
    "inscrito_id" => 273
    "titulo" => "A ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DURANTE A DITADURA MILITAR NO BRASIL (1964-1984)"
    "resumo" => "O presente artigo aborda historicamente a gestão escolar durante o período da ditadura militar no Brasil, que sucedeu de 1964 a 1984 quando o regime político no país foi violentamente modificado com o golpe civil-militar que culminou na adoção de métodos repressivos da liberdade e desconstrução do período de fertilidade educacional antecessor a tomada de poder. Optamos por uma metodologia teórico-bibliográfica pautada em Luiz Antônio Cunha e Moacyr de Góes. O principal objetivo foi analisar o modelo de educação vigente no período da Ditadura Militar no governo brasileiro e suas contribuições na reforma educacional. Explorando as contribuições para formação da educação profissionalizante em detrimento do crescimento no setor industrial, e incentivo na criação de instituições escolares com índole privada em todos os níveis: básico, médio e superior. Para apreender a influência internacional na educação brasileira iremos perscrutar o acordo MEC-USAID respaldado na ideologia empresarial Taylorista-Fordista de produção e suas respectivas consequências, primordialmente, para o Ensino Superior. Posteriormente, podemos observar os principais pontos a serem conquistados com a promulgação das leis nº 5.540/68 pautada na divisão do currículo do Ensino Superior em dois ciclos, básico e profissionalizante e nº 5.692/71 caracterizada pela reforma nos Ensinos Básico e Médio, voltadas a formação de mão de obra qualificada em menor tempo e menos investimento. Em vista disso, podemos concluir que a pretensão educacional consiste em manter a estrutura de desigualdade social."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO"
    "palavra_chave" => "GESTÃO, DITADURA MILITAR, REFORMA EDUCACIONAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_29_04_2014_19_59_44_idinscrito_273_b8aa1ae608a0f8e43948ea09220b3a83.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:53"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:23"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RENATA LEITE MOURA"
    "autor_nome_curto" => "RENATA LEITE"
    "autor_email" => "renata.leite@aluno.uece.b"
    "autor_ies" => "FECLESC-UECE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

O presente artigo aborda historicamente a gestão escolar durante o período da ditadura militar no Brasil, que sucedeu de 1964 a 1984 quando o regime político no país foi violentamente modificado com o golpe civil-militar que culminou na adoção de métodos repressivos da liberdade e desconstrução do período de fertilidade educacional antecessor a tomada de poder. Optamos por uma metodologia teórico-bibliográfica pautada em Luiz Antônio Cunha e Moacyr de Góes. O principal objetivo foi analisar o modelo de educação vigente no período da Ditadura Militar no governo brasileiro e suas contribuições na reforma educacional. Explorando as contribuições para formação da educação profissionalizante em detrimento do crescimento no setor industrial, e incentivo na criação de instituições escolares com índole privada em todos os níveis: básico, médio e superior. Para apreender a influência internacional na educação brasileira iremos perscrutar o acordo MEC-USAID respaldado na ideologia empresarial Taylorista-Fordista de produção e suas respectivas consequências, primordialmente, para o Ensino Superior. Posteriormente, podemos observar os principais pontos a serem conquistados com a promulgação das leis nº 5.540/68 pautada na divisão do currículo do Ensino Superior em dois ciclos, básico e profissionalizante e nº 5.692/71 caracterizada pela reforma nos Ensinos Básico e Médio, voltadas a formação de mão de obra qualificada em menor tempo e menos investimento. Em vista disso, podemos concluir que a pretensão educacional consiste em manter a estrutura de desigualdade social.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.