Artigo E-book IV CONIDIH / 2ª Edição 2019

E-books

ISBN: 978-65-86901-05-4

Visualizações: 227
MULHERES, MERCADO DE TRABALHO E INFORMALIDADE: LIBERDADE OU PRECARIZAÇÃO?

Palavra-chaves: MERCADO DE TRABALHO, MULHERES, DIVISÃO SEXUAL DO TRABALHO, , E-book AT 09: Capitalismo Contemporâneo, Vulnerabilidades e Contradições Discursivas nas Relações Trabalhistas

Resumo

ESTE ARTIGO PROPÕE TRAZER REFLEXÕES ACERCA DAS TRANSFORMAÇÕES RECENTES NO MUNDO DO TRABALHO, COM UM RECORTE ESPECÍFICO PARA A REALIDADE DAS MULHERES NA ESFERA PRIVADA E COMO A MESMA SE REFLETE NAS CONDIÇÕES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL. BUSCA AINDA ENTENDER QUAIS OS LUGARES QUE AS MULHERES OCUPAM NO MERCADO DE TRABALHO E SE ESSAS OCUPAÇÕES TEM SIDO FRUTO DA SUA LIBERDADE DE ESCOLHA OU PELA FALTA DELA, GERANDO AINDA MAIS PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO. PARA TANTO, ANALISAREMOS ALGUNS INDICADORES SOBRE O COMPORTAMENTO DO EMPREENDEDORISMO FEMININO NO BRASIL E OS DESAFIOS ENCONTRADOS NO ENFRENTAMENTO DA QUESTÃO DE EQUIDADE DE GÊNERO. O ARTIGO ESTÁ FUNDAMENTADO NA ABORDAGEM TEÓRICA SOBRE TRABALHO E GÊNERO, DESTACANDO-SE A DISCUSSÃO DA APROPRIAÇÃO DO TRABALHO FEMININO PELO SISTEMA CAPITALISTA, ALÉM DO LEVANTAMENTO E ANÁLISE DE DADOS SECUNDÁRIOS PARA CARACTERIZAR O PERFIL DA FORÇA DE TRABALHO E O EMPREENDEDORISMO FEMININO.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.