Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A TRAJETÓRIA DA DIDÁTICA NO BRASIL: ENTRE AVANÇOS E RETROCESSOS

Palavra-chaves: DIDÁTICA, TRAJETÓRIA, AVANÇOS, RETROCESSOS Comunicação Oral (CO) GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional
"2019-10-24 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 58836
    "edicao_id" => 112
    "trabalho_id" => 4097
    "inscrito_id" => 12746
    "titulo" => "A TRAJETÓRIA DA DIDÁTICA NO BRASIL: ENTRE AVANÇOS E RETROCESSOS"
    "resumo" => "O PRESENTE ARTIGO PROPÕE-SE A EMPREENDER UMA DISCUSSÃO ACERCA DAS VICISSITUDES PELAS QUAIS A DIDÁTICA NO BRASIL VEM PASSANDO, OU SEJA, SEUS CONSTANTES AVANÇOS E RETROCESSOS, QUE TEM INFLUENCIADO PROFUNDAMENTE OS RUMOS DA EDUCAÇÃO. A DIDÁTICA INSTRUMENTAL PREDOMINANTE NO BRASIL, CARACTERIZADA PELA COMPILAÇÃO DE METODOLOGIAS VOLTADAS A UMA APLICAÇÃO HOMOGÊNEA E DESCONTEXTUALIZADA FOI CEDENDO ESPAÇO PARA UMA DIDÁTICA CONECTADA À REALIDADE SOCIAL. DE INÍCIO, ESSE MOVIMENTO, ENCABEÇADO POR CANDAU (1983) E DENOMINADO POR PIMENTA (2018) COMO “PRIMEIRA ONDA CRÍTICA”, GEROU O QUASE DESAPARECIMENTO DA DIDÁTICA COMO DISCIPLINA. EM SEGUIDA, NO ENTANTO, HOUVE UM PROCESSO DE REESTRUTURAÇÃO QUE A CONSIDEROU ESSENCIAL PARA A ATIVIDADE DOCENTE DENOMINADO DE “SEGUNDA ONDA CRÍTICA”. A “TERCEIRA ONDA CRÍTICA”, POR SUA VEZ, PRETENDEU INDAGAR EM QUE MEDIDA OS RESULTADOS DAS PESQUISAS SOBRE DIDÁTICA SUSCITARAM NOVAS REFLEXÕES E PRÁTICAS SUPERADORAS DE DESIGUALDADES. NESSA PERSPECTIVA, FORAM CRIADAS A DIDÁTICA CRÍTICO-INTERCULTURAL, A CRÍTICA DIALÉTICA REAFIRMADA, A DESENVOLVIMENTAL, A SENSÍVEL E A MULTIDIMENSIONAL. METODOLOGICAMENTE, O ESTUDO SE ASSENTA NA ABORDAGEM QUALITATIVA, INSPIRANDO-SE NA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA PARA ARTICULAR DISCUSSÕES SOBRE OS AVANÇOS E RETROCESSOS DA DIDÁTICA. OS REFERENCIAIS TEÓRICOS FORAM SAVIANI (2013); CANDAU (1983, 2002, 2011, 2012); PIMENTA (2018) DENTRE OUTROS. A PESQUISA TEVE COMO OBJETIVO ANALISAR A TRAJETÓRIA DA DIDÁTICA NO BRASIL. COMO RESULTADO DESTACA-SE QUE, APESAR DE AVANÇOS E RETROCESSOS, A DIDÁTICA PERMANECE VIVA E EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO, FRUTO DE PESQUISAS QUE APONTAM CAMINHOS E POSSIBILIDADES PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES, PARA AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS, PARA A CRIAÇÃO DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS E VISANDO A SUPERAÇÃO DAS DESIGUALDADES."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional"
    "palavra_chave" => "DIDÁTICA, TRAJETÓRIA, AVANÇOS, RETROCESSOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV127_MD1_SA2_ID12746_26092019012547.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:31"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FLAVIA AGUIAR CABRAL FURTADO PINTO"
    "autor_nome_curto" => "FLAVIA CABRAL"
    "autor_email" => "flavia.aguiar.cabral@gmai"
    "autor_ies" => "UECE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais VI CONEDU"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2019"
    "edicao_logo" => "5e4a032588ba0_17022020000613.png"
    "edicao_capa" => "5f184577153da_22072020105607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-10-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 58836
    "edicao_id" => 112
    "trabalho_id" => 4097
    "inscrito_id" => 12746
    "titulo" => "A TRAJETÓRIA DA DIDÁTICA NO BRASIL: ENTRE AVANÇOS E RETROCESSOS"
    "resumo" => "O PRESENTE ARTIGO PROPÕE-SE A EMPREENDER UMA DISCUSSÃO ACERCA DAS VICISSITUDES PELAS QUAIS A DIDÁTICA NO BRASIL VEM PASSANDO, OU SEJA, SEUS CONSTANTES AVANÇOS E RETROCESSOS, QUE TEM INFLUENCIADO PROFUNDAMENTE OS RUMOS DA EDUCAÇÃO. A DIDÁTICA INSTRUMENTAL PREDOMINANTE NO BRASIL, CARACTERIZADA PELA COMPILAÇÃO DE METODOLOGIAS VOLTADAS A UMA APLICAÇÃO HOMOGÊNEA E DESCONTEXTUALIZADA FOI CEDENDO ESPAÇO PARA UMA DIDÁTICA CONECTADA À REALIDADE SOCIAL. DE INÍCIO, ESSE MOVIMENTO, ENCABEÇADO POR CANDAU (1983) E DENOMINADO POR PIMENTA (2018) COMO “PRIMEIRA ONDA CRÍTICA”, GEROU O QUASE DESAPARECIMENTO DA DIDÁTICA COMO DISCIPLINA. EM SEGUIDA, NO ENTANTO, HOUVE UM PROCESSO DE REESTRUTURAÇÃO QUE A CONSIDEROU ESSENCIAL PARA A ATIVIDADE DOCENTE DENOMINADO DE “SEGUNDA ONDA CRÍTICA”. A “TERCEIRA ONDA CRÍTICA”, POR SUA VEZ, PRETENDEU INDAGAR EM QUE MEDIDA OS RESULTADOS DAS PESQUISAS SOBRE DIDÁTICA SUSCITARAM NOVAS REFLEXÕES E PRÁTICAS SUPERADORAS DE DESIGUALDADES. NESSA PERSPECTIVA, FORAM CRIADAS A DIDÁTICA CRÍTICO-INTERCULTURAL, A CRÍTICA DIALÉTICA REAFIRMADA, A DESENVOLVIMENTAL, A SENSÍVEL E A MULTIDIMENSIONAL. METODOLOGICAMENTE, O ESTUDO SE ASSENTA NA ABORDAGEM QUALITATIVA, INSPIRANDO-SE NA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA PARA ARTICULAR DISCUSSÕES SOBRE OS AVANÇOS E RETROCESSOS DA DIDÁTICA. OS REFERENCIAIS TEÓRICOS FORAM SAVIANI (2013); CANDAU (1983, 2002, 2011, 2012); PIMENTA (2018) DENTRE OUTROS. A PESQUISA TEVE COMO OBJETIVO ANALISAR A TRAJETÓRIA DA DIDÁTICA NO BRASIL. COMO RESULTADO DESTACA-SE QUE, APESAR DE AVANÇOS E RETROCESSOS, A DIDÁTICA PERMANECE VIVA E EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO, FRUTO DE PESQUISAS QUE APONTAM CAMINHOS E POSSIBILIDADES PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES, PARA AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS, PARA A CRIAÇÃO DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS E VISANDO A SUPERAÇÃO DAS DESIGUALDADES."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 02 - Didática, Currículo e Política Educacional"
    "palavra_chave" => "DIDÁTICA, TRAJETÓRIA, AVANÇOS, RETROCESSOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV127_MD1_SA2_ID12746_26092019012547.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:31"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FLAVIA AGUIAR CABRAL FURTADO PINTO"
    "autor_nome_curto" => "FLAVIA CABRAL"
    "autor_email" => "flavia.aguiar.cabral@gmai"
    "autor_ies" => "UECE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais VI CONEDU"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2019"
    "edicao_logo" => "5e4a032588ba0_17022020000613.png"
    "edicao_capa" => "5f184577153da_22072020105607.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-10-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

O PRESENTE ARTIGO PROPÕE-SE A EMPREENDER UMA DISCUSSÃO ACERCA DAS VICISSITUDES PELAS QUAIS A DIDÁTICA NO BRASIL VEM PASSANDO, OU SEJA, SEUS CONSTANTES AVANÇOS E RETROCESSOS, QUE TEM INFLUENCIADO PROFUNDAMENTE OS RUMOS DA EDUCAÇÃO. A DIDÁTICA INSTRUMENTAL PREDOMINANTE NO BRASIL, CARACTERIZADA PELA COMPILAÇÃO DE METODOLOGIAS VOLTADAS A UMA APLICAÇÃO HOMOGÊNEA E DESCONTEXTUALIZADA FOI CEDENDO ESPAÇO PARA UMA DIDÁTICA CONECTADA À REALIDADE SOCIAL. DE INÍCIO, ESSE MOVIMENTO, ENCABEÇADO POR CANDAU (1983) E DENOMINADO POR PIMENTA (2018) COMO “PRIMEIRA ONDA CRÍTICA”, GEROU O QUASE DESAPARECIMENTO DA DIDÁTICA COMO DISCIPLINA. EM SEGUIDA, NO ENTANTO, HOUVE UM PROCESSO DE REESTRUTURAÇÃO QUE A CONSIDEROU ESSENCIAL PARA A ATIVIDADE DOCENTE DENOMINADO DE “SEGUNDA ONDA CRÍTICA”. A “TERCEIRA ONDA CRÍTICA”, POR SUA VEZ, PRETENDEU INDAGAR EM QUE MEDIDA OS RESULTADOS DAS PESQUISAS SOBRE DIDÁTICA SUSCITARAM NOVAS REFLEXÕES E PRÁTICAS SUPERADORAS DE DESIGUALDADES. NESSA PERSPECTIVA, FORAM CRIADAS A DIDÁTICA CRÍTICO-INTERCULTURAL, A CRÍTICA DIALÉTICA REAFIRMADA, A DESENVOLVIMENTAL, A SENSÍVEL E A MULTIDIMENSIONAL. METODOLOGICAMENTE, O ESTUDO SE ASSENTA NA ABORDAGEM QUALITATIVA, INSPIRANDO-SE NA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA PARA ARTICULAR DISCUSSÕES SOBRE OS AVANÇOS E RETROCESSOS DA DIDÁTICA. OS REFERENCIAIS TEÓRICOS FORAM SAVIANI (2013); CANDAU (1983, 2002, 2011, 2012); PIMENTA (2018) DENTRE OUTROS. A PESQUISA TEVE COMO OBJETIVO ANALISAR A TRAJETÓRIA DA DIDÁTICA NO BRASIL. COMO RESULTADO DESTACA-SE QUE, APESAR DE AVANÇOS E RETROCESSOS, A DIDÁTICA PERMANECE VIVA E EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO, FRUTO DE PESQUISAS QUE APONTAM CAMINHOS E POSSIBILIDADES PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES, PARA AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS, PARA A CRIAÇÃO DE POLÍTICAS EDUCACIONAIS E VISANDO A SUPERAÇÃO DAS DESIGUALDADES.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.