Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A HIPÓTESE GAIA DE JAMES LOVELOCK COMO POSSIBILIDADE PARA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO BÁSICO: UMA ANÁLISE

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO AMBIENTAL, GAIA, JAMES LOVELOCK, EDUCAÇÃO BÁSICA Pôster (PO) GT 14 - Educação Ambiental Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

O ENSINO BÁSICO DO BRASIL ENFRENTA DIVERSAS PROBLEMÁTICAS, DENTRE ESTAS ENCONTRA-SE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA). UMA DAS DIFICULDADES ENCONTRADAS PELA EA É DESVINCULAÇÃO DO HOMEM COM A NATUREZA O QUE PROPORCIONA TAMBÉM UM PENSAMENTO DE QUE A AÇÃO ANTRÓPICA NÃO AFETA O AMBIENTE E QUE ESTE NÃO SE MODIFICA OU RESPONDE A ESSAS ATIVIDADES. EM RELAÇÃO A ISSO EM 1970 O CIENTISTA JAMES LOVELOCK FORMULOU UMA HIPÓTESE DENOMINADA GAIA QUE PROPUNHA QUE O PLANETA TERRA É UM SISTEMA CIBERNÉTICO QUE SE MODIFICA DE ACORDO COM AS INTERVENÇÕES NESTE. GAIA, PORTANTO, É UMA IMPORTANTE FERRAMENTA PARA O ENSINO, SOBRE TUDO PARA TEMÁTICAS COMO AQUECIMENTO GLOBAL, A EDUCAÇÃO AMBIENTAL TAMBÉM PODE MUNIR-SE DESTA, MAS COM CAUTELA, POIS ESTA É UMA HIPÓTESE AINDA MUITO DISCUTIDA NO MEIO CIENTÍFICO E IMPREGNADA POR TEOLOGIA. O PRESENTE ESTUDO É FRUTO DE UMA ANÁLISE TEXTUAL NA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.