Artigo Anais X CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 207
DESCONSTRUINDO A IMAGEM DO “PRÍNCIPE ENCANTADO” NO FILME “UMA LINDA MULHER”.

Palavra-chaves: CINEMA, HISTÓRIA, NOVAS LINGUAGENS Comunicação Oral (CO) Cinema, gênero e educação

Resumo

Ao avaliarmos alguns materiais para discutirmos em sala, com as alunas e os alunos da graduação, sobre as possibilidades dos usos das Novas Linguagens para o ensino de História, pensamos em selecionar o filme “Uma Linda Mulher”, estrelado por Júlia Roberts e Richard Gere, pois o mesmo seria uma boa opção para problematizarmos o papel do capitalismo no século XX. Temas como o mercado de ações, o capital volátil, e questões ligadas à indústria cultural e as estratégias de marketing no incentivo ao consumo, muito presentes nos meios de comunicação, foram alguns dos pontos que identificamos inicialmente. Mas, ao analisarmos o filme com mais calma, percebemos que outras discussões poderiam ser contempladas. Para além dos momentos de glamour, de romance, e de humor, dentre outros, ao longo de toda a trama, é bem presente nas cenas finais do filme a imagem do “príncipe encantado” que vem salvar a “mocinha”, proporcionando a ela não só conforto material, mas também a garantia de que a partir daquele momento ela seria protegida. Estereótipos de fragilidade, incompletude e dependência são associados à imagem da mulher em várias cenas. Lugares de fala que, em nossa opinião, precisam ser desconstruídos e discutidos em sala de aula.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.