Artigo Anais IV CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

COMPARAÇÃO ENTRE MATERIAIS SUPORTE NA FILTRAÇÃO POR MEMBRANA DINÂMICA EM BIORREATOR ANAERÓBIO

Palavra-chaves: MATERIAL SUPORTE, MEMBRANA DINÂMICA, MATÉRIA ORGÂNICA, TURBIDEZ Comunicação Oral (CO) AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa
"2019-09-02 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 56656
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 934
    "inscrito_id" => 2282
    "titulo" => "COMPARAÇÃO ENTRE MATERIAIS SUPORTE NA FILTRAÇÃO POR MEMBRANA DINÂMICA EM BIORREATOR ANAERÓBIO"
    "resumo" => "O BIORREATOR DE MEMBRANA GANHOU POPULARIDADE CRESCENTE E AMPLA APLICAÇÃO NA RECUPERAÇÃO DE EFLUENTES EM TODO O MUNDO, PORÉM SUA PRINCIPAL DESVANTAGENS SÃO AS INCRUSTAÇÕES NA MEMBRANA. PARA LIDAR COM ESSE PROBLEMA, SURGE A TECNOLOGIA DE MEMBRANA DINÂMICA, QUE CONSISTE EM UMA FILTRAÇÃO FEITA ATRAVÉS DE UMA MALHA DE POROS LARGOS. A INTERAÇÃO ENTRE O TAMANHO DO PORO UTILIZADO NO MATERIAL SUPORTE E A FORMAÇÃO DA MEMBRANA DINÂMICA NÃO ESTÁ CLARA. COM ISSO, O PRESENTE TRABALHO VISA A COMPARAÇÃO ENTRE DOIS TIPOS DE MATERIAIS SUPORTE DIFERENTES UTILIZADOS EM UM BIORREATOR ANAERÓBIO DE MEMBRANA DINÂMICA SUBMERSA (BRANMS) OBJETIVANDO O TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS.  O BRANM SUBMERSO POSSUIU CAPACIDADE PARA 4,39 LITROS, O MESMO FOI INSTALADO NAS DEPENDÊNCIAS DA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE TRATAMENTOS BIOLÓGICOS DE ESGOTO SANITÁRIO EM CAMPINA GRANDE. O AFLUENTE UTILIZADO É A ÁGUA RESIDUAL DOMÉSTICA PROVENIENTE DAS INSTALAÇÕES PREDIAIS LOCALIZADAS A 200 METROS DE DISTÂNCIA DA ESTAÇÃO. PRIMEIRAMENTE, FOI ANALISADO A OPERAÇÃO DO BIORREATOR COM TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA DE 5 HORAS E UM MATERIAL NÃO TECIDO COMO MATERIAL SUPORTE E, POSTERIORMENTE, APLICOU-SE UM TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA DE 8 HORAS E O MATERIAL SUPORTE FOI SUBSTITUÍDO POR UMA MALHA DE POLIETILENO. O BIORREATOR OPEROU POR 120 DIAS OBTENDO, NOS QUAIS OS RESULTADOS OFERECIDOS PELA MALHA DE POLIETILENO FORAM SIGNIFICATIVAMENTE MELHORES, QUANTO AOS DO MATERIAL NÃO TECIDO, COM A REMOÇÃO DE 67% DA DQO E 74.6% DA TURBIDEZ."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "MATERIAL SUPORTE, MEMBRANA DINÂMICA, MATÉRIA ORGÂNICA, TURBIDEZ"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD1_SA6_ID2282_01082019153103.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RAFAELA BARBOSA SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "RAFAELA BARBOSA"
    "autor_email" => "rafaelab.esa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 56656
    "edicao_id" => 110
    "trabalho_id" => 934
    "inscrito_id" => 2282
    "titulo" => "COMPARAÇÃO ENTRE MATERIAIS SUPORTE NA FILTRAÇÃO POR MEMBRANA DINÂMICA EM BIORREATOR ANAERÓBIO"
    "resumo" => "O BIORREATOR DE MEMBRANA GANHOU POPULARIDADE CRESCENTE E AMPLA APLICAÇÃO NA RECUPERAÇÃO DE EFLUENTES EM TODO O MUNDO, PORÉM SUA PRINCIPAL DESVANTAGENS SÃO AS INCRUSTAÇÕES NA MEMBRANA. PARA LIDAR COM ESSE PROBLEMA, SURGE A TECNOLOGIA DE MEMBRANA DINÂMICA, QUE CONSISTE EM UMA FILTRAÇÃO FEITA ATRAVÉS DE UMA MALHA DE POROS LARGOS. A INTERAÇÃO ENTRE O TAMANHO DO PORO UTILIZADO NO MATERIAL SUPORTE E A FORMAÇÃO DA MEMBRANA DINÂMICA NÃO ESTÁ CLARA. COM ISSO, O PRESENTE TRABALHO VISA A COMPARAÇÃO ENTRE DOIS TIPOS DE MATERIAIS SUPORTE DIFERENTES UTILIZADOS EM UM BIORREATOR ANAERÓBIO DE MEMBRANA DINÂMICA SUBMERSA (BRANMS) OBJETIVANDO O TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS.  O BRANM SUBMERSO POSSUIU CAPACIDADE PARA 4,39 LITROS, O MESMO FOI INSTALADO NAS DEPENDÊNCIAS DA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE TRATAMENTOS BIOLÓGICOS DE ESGOTO SANITÁRIO EM CAMPINA GRANDE. O AFLUENTE UTILIZADO É A ÁGUA RESIDUAL DOMÉSTICA PROVENIENTE DAS INSTALAÇÕES PREDIAIS LOCALIZADAS A 200 METROS DE DISTÂNCIA DA ESTAÇÃO. PRIMEIRAMENTE, FOI ANALISADO A OPERAÇÃO DO BIORREATOR COM TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA DE 5 HORAS E UM MATERIAL NÃO TECIDO COMO MATERIAL SUPORTE E, POSTERIORMENTE, APLICOU-SE UM TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA DE 8 HORAS E O MATERIAL SUPORTE FOI SUBSTITUÍDO POR UMA MALHA DE POLIETILENO. O BIORREATOR OPEROU POR 120 DIAS OBTENDO, NOS QUAIS OS RESULTADOS OFERECIDOS PELA MALHA DE POLIETILENO FORAM SIGNIFICATIVAMENTE MELHORES, QUANTO AOS DO MATERIAL NÃO TECIDO, COM A REMOÇÃO DE 67% DA DQO E 74.6% DA TURBIDEZ."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 06: Engenharias - abordagens sobre Ensino e pesquisa"
    "palavra_chave" => "MATERIAL SUPORTE, MEMBRANA DINÂMICA, MATÉRIA ORGÂNICA, TURBIDEZ"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV126_MD1_SA6_ID2282_01082019153103.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:52"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:23:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RAFAELA BARBOSA SANTOS"
    "autor_nome_curto" => "RAFAELA BARBOSA"
    "autor_email" => "rafaelab.esa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONAPESC"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2019"
    "edicao_logo" => "5e49fc4622961_16022020233654.png"
    "edicao_capa" => "5f1841846340e_22072020103916.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-09-02 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 02 de setembro de 2019

Resumo

O BIORREATOR DE MEMBRANA GANHOU POPULARIDADE CRESCENTE E AMPLA APLICAÇÃO NA RECUPERAÇÃO DE EFLUENTES EM TODO O MUNDO, PORÉM SUA PRINCIPAL DESVANTAGENS SÃO AS INCRUSTAÇÕES NA MEMBRANA. PARA LIDAR COM ESSE PROBLEMA, SURGE A TECNOLOGIA DE MEMBRANA DINÂMICA, QUE CONSISTE EM UMA FILTRAÇÃO FEITA ATRAVÉS DE UMA MALHA DE POROS LARGOS. A INTERAÇÃO ENTRE O TAMANHO DO PORO UTILIZADO NO MATERIAL SUPORTE E A FORMAÇÃO DA MEMBRANA DINÂMICA NÃO ESTÁ CLARA. COM ISSO, O PRESENTE TRABALHO VISA A COMPARAÇÃO ENTRE DOIS TIPOS DE MATERIAIS SUPORTE DIFERENTES UTILIZADOS EM UM BIORREATOR ANAERÓBIO DE MEMBRANA DINÂMICA SUBMERSA (BRANMS) OBJETIVANDO O TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS. O BRANM SUBMERSO POSSUIU CAPACIDADE PARA 4,39 LITROS, O MESMO FOI INSTALADO NAS DEPENDÊNCIAS DA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE TRATAMENTOS BIOLÓGICOS DE ESGOTO SANITÁRIO EM CAMPINA GRANDE. O AFLUENTE UTILIZADO É A ÁGUA RESIDUAL DOMÉSTICA PROVENIENTE DAS INSTALAÇÕES PREDIAIS LOCALIZADAS A 200 METROS DE DISTÂNCIA DA ESTAÇÃO. PRIMEIRAMENTE, FOI ANALISADO A OPERAÇÃO DO BIORREATOR COM TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA DE 5 HORAS E UM MATERIAL NÃO TECIDO COMO MATERIAL SUPORTE E, POSTERIORMENTE, APLICOU-SE UM TEMPO DE DETENÇÃO HIDRÁULICA DE 8 HORAS E O MATERIAL SUPORTE FOI SUBSTITUÍDO POR UMA MALHA DE POLIETILENO. O BIORREATOR OPEROU POR 120 DIAS OBTENDO, NOS QUAIS OS RESULTADOS OFERECIDOS PELA MALHA DE POLIETILENO FORAM SIGNIFICATIVAMENTE MELHORES, QUANTO AOS DO MATERIAL NÃO TECIDO, COM A REMOÇÃO DE 67% DA DQO E 74.6% DA TURBIDEZ.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.